Feitosa Costa

Últimas Notícias

Prefeito do Piauí é preso com Hilux roubada em Recife

Picape tinha placas PKE-4124/BA, clonadas de outro veículo de Salvador (BA)

Toyota Hilux apreendida com prefeito de Santo Antonio de Lisboa 
 Foto: PRF

A Polícia Rodoviária Federal no Piauí prendeu, na manhã desta quinta-feira (22), na Avenida João XXIII, na zona Leste de Teresina, o prefeito de Santo Antônio de Lisboa, Welington Carlos Silva, que dirigia uma Toyota Hilux branca, placas PKE-4124/BA, clonadas de uma outra picape que circula em Salvador, na Bahia. 

“Após fiscalização detalhada constatou-se que se tratava de um veículo Toyota/Hilux, de cor branca, de placas PDZ-1332/PE com ocorrência de roubo/furto [registrado em Recife]. O condutor foi encaminhado para a Central de Flagrante”, relata o boletim da ocorrência da PRF. 

O prefeito Welington Carlos Silva foi autuado na Central de Flagrantes, em Teresina, por receptação. Na delegacia, o prefeito alegou ter recebido a caminhonete como pagamento de uma dívida. A Hilux foi apreendida e levada para a sede da Superintendência da Polícia Rodoviária Federal, na Av. João XXIII. 

Picape roubada tinha placas PKE-4124/BA, clonadas de outro veículo de Salvador (BA)
 Picape roubada tinha placas PKE-4124/BA, clonadas de outro veículo de Salvador
 (BA) [Foto: PRF-PI] 



Fonte: PRF 

COMENTE!

Intervenção preocupa deputados do Piauí

Robert Rios foi aplaudido por colegas que são contrários à intervenção, como o líder do governo, deputado João de Deus, do PT

Intervenção preocupa deputados do Piauí 
 Deputado Robert Rios (Foto: Reprodução)

Com experiência de policial federal e de ex-secretário de Segurança, o deputado Robert Rios disse da tribuna da Assembléia na sessão da última quarta-feira o que poderá acontecer no Rio de Janeiro depois da intervenção militar na segurança do Estado: a morte de pequenos traficantes, exatamente os que se expõem exibindo armas. Ele disse que o Exército foi treinado para enfrentar inimigos externos, mas no caso da intervenção não poderá deixar de desarmar os bandidos.

O deputado falou durante quase uma hora, dizendo-se a favor da intervenção, porém preocupado com uma situação em que garotos de calção pelas ruas manuseiam fuzis automáticos. Ele afirma que tais
bandidos são pessoas esquecidas pelo governo na infância. Robert Rios foi aplaudido por colegas que são contrários à intervenção, como o líder do governo, deputado João de Deus, do PT.

Mesmo sendo crítico do governo, o deputado isentou de culpa o atual secretário de Segurança, Fábio Abreu, por entender que o Estado não oferece condições para enfrentar o crime, com a falta de armas, de
viaturas e até de reajuste salarial para os policiais. Em sua visão, Robert Rios disse acreditar que com a intervenção poderá morrer mais gente do que nos 20 anos de regime militar

Apartearam o deputado Robert Rios os seus colegas Dr. Pessoa, João de Deus, Marden Menezes, José Hamilton e Mauro Tapety, todos preocupados com o que poderá acontecer daqui até dezembro. Um dos receios dos deputados piauienses é de que a intervenção possa fazer com que bandidos do Rio de Janeiro migrem para outros estados.

Líder contraditório

Líder do PT no Senado, Lindbergh Farias (PT-RJ) subiu à tribuna na última terça-feira, com um discurso carregado contra a intervenção na segurança pública do Rio de Janeiro, defendendo que o homem público
precisa de “coragem para falar a verdade”. Ele classificou a medida como uma “farsa por completo” e afirmou que a proposta gestada pelo governo de Michel Temer representa uma “guerra aos pobres”. O site da Veja noticiou que o senador petista pediu intervenção no Rio de Janeiro no governo Lula.

Inspeção nos ônibus


A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans) notificou os consórcios do transporte público de Teresina que estão utilizando ônibus com problemas de funcionamento. Entre os problemas
identificados estão pára-brisas e janelas quebradas e ainda elevador sem funcionar. As empresas têm um prazo para que tais problemas sejam solucionados. O rigor da fiscalização faz parte das novas regras do sistema de transportes públicos a partir da integração.

O Senado e a intervenção


Uma comissão do Senado acompanhará a intervenção na Segurança do Rio de Janeiro durante todo o ano, e será formada por três senadores titulares e três suplentes. Os membros serão indicados pelos partidos e a designação será definida pelo presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), Os três senadores do Rio — Romário (Podemos), Lindbergh Farias (PT) e Eduardo Lopes (PRB) — terão prioridade. Os outros três serão indicados pelos maiores partidos. Além disso, a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) aprovou proposta da presidente, senadora Regina Souza (PT-PI), criando uma subcomissão para fiscalizar eventuais violações dos direitos humanos contra a população.

Lula romântico

Palavras do ex-presidente Lula, no lançamento de sua pré-candidatura em Belo Horizonte, Minas Gerais: "prendam minha carne, mas as minhas idéias continuarão soltas. Não vão prender nossos sonhos"; "Não sei o que vai acontecer na Justiça. O que sei é que não respeito essa decisão. Porque do contrário quando minha bisneta crescer ela não vai me respeitar”. Quando ele diz que não respeita a decisão, está
desafiando a Justiça.

Bandidos não mudam rotina


Enquanto se discute a intervenção na segurança do Rio de Janeiro, bandidos continuam atuando despreocupados no Estado do Piauí. Explodiram o cofre e caixas eletrônicos do Bradesco na cidade de Castelo, na madrugada de quinta-feira (22), deixando os moradores aterrorizados. Além das dinamites, eles dispararam vários tiros, mostrando que estavam fortemente armados. O atentado teria sido praticado por oito bandidos, uma força duas vezes superior ao policiamento da cidade. Antes que a polícia possa prender ao menos um integrante do grupo, eles poderão praticar outros atentados.

Secretário censor


O secretário de Justiça do Piauí, Daniel Oliveira, se esqueceu de que serve a um governo petista, pregador da liberdade de expressão, ao ser entrevistado pela TV Rádio Clube, na noite da última quarta-feira (21). Ele se irritou ao ver imagens da situação caótica do presídio de Esperantina, que sofreu rebelião e não teve os reparos prometidos pelo governo. Dando uma de conhecedor das leis às avessas, o secretário disse que os agentes penitenciários, que fizeram a agravação, não poderiam fazê-la e nem a emissora divulgá-la. A emissora, contudo, agiu de boa fé, ao convidar o secretário para se manifestar sobre as imagens do descaso. Poderia ter feito o convite 24 horas depois ou apenas feito a denúncia, sem ouvir o outro lado.

Auditório abandonado

A pianista Carla Ramos está convocando os artistas, produtores culturais e empresas, para juntos revitalizarem o Auditório Herbert Parentes Fortes, abandonado há 30 anos. A pianista quer que o espaço seja usado pela TV Garrincha, que necessita de um auditório para transmitir ao vivo, on line e em cores, programas educativos, culturais e esportivos. Segundo ela, a TV há muito está contribuindo com a arte, cultura e a sociedade em geral. A campanha da pianista foi lançada no facebook.

O humor de cada dia

Alberto Silva estava de aniversário, na Pedra do Sal, quando era governador do Piauí. Nesse dia, chegou um grupo de amigos levando um filhote de jabuti como presente. Encantado com o bichinho, o
governador, contudo, não aceitou o presente, causando uma grande frustração naqueles que esperavam estar agradando ao aniversariante.

Mas o governador explicou o motivo da rejeição, com estas palavras: “se eu aceitar esse bichinho vou me apegar muito com ele, mas ele vai envelhecer e morrer um dia, causando-me uma grande tristeza”. Estudos revelam que um jabuti pode viver até 200 anos.

COMENTE!

Major e soldados da PM-MA são presos por participar de quadrilha

O secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela e o comandante da PM, coronel Pereira, comandaram pessoalmente a operação.

Operação realizada desde a madrugada de hoje resultou na prisão de 10 pessoas entre militares e civis, incluindo um major e dois soldados da PM-MA. O secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela e o comandante da PM, coronel Pereira, comandaram pessoalmente a operação. 


 Foto: Reprodução 

A Superintendência de Combate à Corrupção autuou em flagrante os militares e mais seis civis. O fato aconteceu no Porto do Arraial, no Quebra Pote, zona rural de São Luís. Duas carretas, uma camionete e um automóvel foram apreendidos. Também estavam no local armas, como escopetas, pistolas, revólveres, uisque e cigarros. Os nomes dos militares não foram revelados.

O local serve para embarque e desembarque de produtos roubados e, por isso, existe um porto clandestino. O grupo preso, segundo a polícia, funciona como milícia. Aguardem nova informações.

 
 Foto: Reprodução

 
 Foto: Reprodução  



Fonte: Blog do Luís Cardoso 

COMENTE!

PF deflagra Operação Integração, primeira Lava Jato de 2018

A Integração cumpre 50 mandados de busca e apreensão e sete de prisão temporária nos Estados do Paraná, Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo

PF deflagra Operação Integração, primeira Lava Jato de 2018 
 Foto: Reuters  

A Polícia Federal *PF) deflagrou uma nova fase da Operação Lava Jato nesta quinta-feira, 22, a primeira em 2018. A 48ª etapa, Operação Integração, mira corrupção em concessão de rodovias federais no Estado do Paraná que fazem parte do "Anel da Integração". A ação tem o apoio de servidores da Receita Federal e membros do Ministério Público Federal.  

A Integração cumpre 50 mandados de busca e apreensão e sete de prisão temporária nos Estados do Paraná, Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo.

Em nota, a PF informou que detectou, nas investigações da Lava Jato, o uso de estruturas de lavagem de dinheiro para operacionalizar recursos ilícitos pagos a agentes públicos, principalmente por meio dos operadores financeiros Adir Assad e Rodrigo Tacla Duran (ambos investigados na operação).

Uma das concessionárias usou os serviços de Assad e Tacla Duran para operacionalizar, ocultar e dissimular valores oriundos de atos de corrupção. Dentre os serviços prestados por estes operadores está a viabilização do pagamento de vantagens indevidas a agentes públicos do DNIT - Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, DER/PR - Departamento de Estradas de Rodagem no Paraná e Casa Civil do Governo do Estado do Paraná.

A ação tem por objeto a apuração, dentre outros, dos crimes de corrupção, fraude a licitações e lavagem de ativos.



Fonte: Com informações do Estadão Conteúdo.


COMENTE!

Defesa Civil alerta para perigos de sair durante as chuvas

Alerta vale tanto para quem está a pé quanto para quem está de carro ou moto

Chuva forte causa transtornos em Teresina 
 Foto: Reprodução WhatsApp

A Defesa Civil de Teresina está monitorando a cidade nesse período em que tem caído chuvas intensas e faz um alerta sobre o perigo de transitar no momento em que as ruas e avenidas estão alagadas. Tentar sair na chuva pode representar risco de morte. 

Segundo o chefe do órgão, Sebastião Domingos, o alerta vale tanto para quem está a pé quanto para quem está de carro ou moto. "Quando se decide enfrentar a chuva e sair na rua, não se sabe quais as condições das vias. Pode haver buracos, bueiros, calçadas mais altas. A enchurrada pode invadir o veículo, pode arrastar a moto, representando risco de danos tanto materiais quanto risco à vida", afirma. 

Nos momentos em que a chuva está forte ou em que a água está acumulada nas vias, é necessário aguardar em local seguro. Sebastião Domingos explica que as pessoas devem não apenas esperar a água baixar, mas observar o local que escolheram para isso. 

"Tem que ser um local seguro e observar se está debaixo de uma árvore, se está próximo de postes e estruturas metálicas e áreas cheias de fiação. As árvores podem cair e a fiação pode se romper, caindo em cima do carro ou energizando a água. Além disso, nossa cidade tem uma grande incidência de raios e nesses locais as pessoas nem sempre estão a salvo. O mais seguro é procurar um local sem acúmulo de água e sem esses perigos", afirma.



Fonte: PMT 

COMENTE!

Defesa diz que assassino de Camilla Abreu tem problema mental

O pedido será julgado pela juíza Maria Zilnar Coutinho

Resultado de imagem para Camilla abreu 
 Foto: Reprodução  Montagem

A defesa do capitão da Polícia Militar, Alisson Wattson Nascimento, assassino confesso da estudante Camilla Abreu, ingressou com pedido na Justiça alegando Alisson sofre de insanidade mental. O pedido será julgado pela juíza Maria Zilnar Coutinho, da 2º Vara do Tribunal do Júri. 

Nessa quarta-feira (20), a juíza solicitou ao diretor do presídio militar, onde Alisson está preso, para que informe no prazo de 24 horas sobre todas as medicações ministradas diariamente no policial. Além disso, a juíza pede ainda à prescrição médica bem e as datas de saída de Alisson para atendimento médico. 

A audiência de instrução e julgamento do capitão acontece amanhã (23). Serão ouvidos, além do capitão, as testemunhas e os advogados de defesa e acusação. A juiza vai decidir se Alisson será julgado pelo Tribunal Popular do Júri.   



Fonte: PiauiHoje.com 

COMENTE!

Wellington teria encontrado solução para manter MDB e Progressistas na chapa

Fonte de confiança afirma que o novo cenário foi mostrado a Ciro

São fortes e consistentes os comentários nos bastidores politicos segundo os quais Wellington Dias teria oferecido um cenário para MDB e Progressistas capaz de acabar com a disputa travada entre os dois partidos pela indicação do candidato a vice-governador.Esse cenário, segundo os mesmos comentários, foi proposto pelo governador na quinta-feira antes do carnaval, durante café da manhã com o senador Ciro Nogueira, expressão maior do progressistas a nivel local e nacional.

Pelos comentários, o Progressistas não teria a posição de vice na chapa mas seria muito bem compensado pela "flexibilidade" que proporcionaria a permanência dos comandados de Themístocles Filho ao lado do governador.na disputa deste ano.

Na realidade nos últimos dias observou-se uma calmaria na plataforma de discursos de representantes dos dois partidos.O "tiroteio" nos corredores não foi mais ouvido e o sorriso se abriu no território de Ciro Nogueira, assim como se constatou uma tranquilidade muito grande do presidente da Assembléia Legislativa, Themístocles Filho.  

Resultado de imagem para wellington dias e ciro nogueira 
 Senador Ciro Nogueira e Wellington Dias (Foto: Reprodução)

COMENTE!

Dr. Pessoa deixa o PSD e vai para o Rede Sustentabilidade

Deputado vai a Brasília conversar com a ex-senadora Marina Silva

Resultado de imagem para Dr. Pessoa 
 Dr. Pessoa (Foto: Reprodução)

O deputado estadual Dr. Pessoa Leal, ainda no PSD, vai mesmo mudar de partido e ingressar no Rede Sustentabilidade. Dr. Pessoa revela que as conversas com o Rede esstão concluída no Piauí, precisando apenas serem avalizadas pela direção nacional do partido. 

"Está confirmado a minha ida a Brasília para conversar com a ex-senadora Marina Silva. Eu não sei as coisas aqui estão fluindo bem em relação ao partido Rede Sustentabilidade. Agora lá em Brasília é uma outra etapa de conversação. Espero que essa outra etapa seja salutar, seja amável, seja uma conversa para se convergir ainda mais [para uma filiação] até bater o prego e virar a ponta", adiantou Dr. Pessoa. 

Na semana passada, Pessoa estave com o presidente do PSD no Piauí, Júlio César Lima, e comunicou a ele e ao partido que estava encerrando definitivamente o comprimisso que tinha com uma eventualc andidatura do deputado federal a senador e que deveria deixar a legenda, o que se confirmou nesta quarta-feira (21), nas várias entrevistas que o pré-candidato a governador concedeu na Assembleia Legislativa. 



Fonte: Paulo Pincel
PiauiHoje.com 

COMENTE!

Baixas na Rede podem tirar Marina Silva de debate

Deputados federais Alessandro Molon (RJ) e Aliel Machado (PR) negociam a filiação ao PSB

Baixas na Rede podem tirar Marina Silva de debate 
 Foto:Nacho Doce/Reuters

A possibilidade de a Rede perder dois deputados iniciou uma ofensiva de Marina Silva no Congresso para atrair novos parlamentares para a sigla. O motivo é que, com as baixas, o partido da pré-candidata à Presidência não teria o número mínimo de cinco representantes para a participação dela nos debates eleitorais na TV, conforme regra aprovada no ano passado durante a reforma eleitoral.

Os deputados federais Alessandro Molon (RJ) e Aliel Machado (PR) negociam a filiação ao PSB, a convite do presidente da legenda, Carlos Siqueira. A expectativa é de que o anúncio ocorra ainda nesta semana.

Com a saída deles, o partido de Marina fica com apenas três parlamentares no Congresso: os deputados Miro Teixeira (RJ) e João Derly (RS) e o senador Randolfe Rodrigues (AP).

Apesar da preocupação, a Rede tem conversas avançadas com pelo menos dois parlamentares, sendo um deputado e um senador. De acordo com interlocutores, a própria Marina tem conduzido as reuniões, na sede do partido, em Brasília. O último encontro ocorreu ontem e os nomes ainda são tratados com sigilo.

Além de assegurar Marina nos debates entre os presidenciáveis, os convites para parlamentares têm como objetivo fortalecer o partido em Estados no quais, hoje, a sigla não tem representação. Coincidentemente, o PSB era um dos partidos procurados pela Rede para negociar possível aliança na eleição presidencial.

Apesar de ainda não anunciada, a filiação de Molon e Aliel é dada como certa nos bastidores dos dois partidos. Pelo lado do PSB, dirigentes confirmam, em condição de anonimato, que eles já aceitaram o convite para integrar a legenda e o anúncio só não foi feito ainda por uma questão de divergências de datas.



Fonte:As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


COMENTE!

Assaltos a carros fortes já são vistos como rotina

A possibilidade de que os assaltantes poderão ser presos não significa intimidação à organização que está por trás de tudo.

Os dois últimos assaltos a carros fortes no Piauí não tiveram a repercussão política de episódios menores que foram temas de discursos na Assembleia. É como se tais assaltos já sejam considerados rotina.

Contudo, as emissoras de televisão dedicaram amplos espaços ao duplo acontecimento. Os assaltos foram realizados nas BRs – 343 e 316. O que mais chamou a atenção foi a utilização de uma carreta para

interditar a rodovia e impedir a passagem do carro forte da empresa SET – SEG. Os bandidos demonstraram possuir forte estrutura para realizar seus assaltos, inclusive utilizando armas mais poderosas que as da polícia. Apenas um funcionário da empresa Prossegur sofreu um ferimento durante a troca de tiros, mas estaria fora do risco de morte.

Como já foi amplamente noticiado, os assaltos ocorreram em pontos distantes um do outro, um entre as cidades de Altos e Campo Maior e outro na localidade Estaca Zero, próximo à entrada para a cidade de Floriano. A polícia não tem dúvidas de que os dois assaltos foram praticados por pessoas de uma mesma organização.

Com a informação de que as armas utilizadas nos dois assaltos são mais possantes que as da polícia, nada impede que os bandidos realizem tantos assaltos queiram. A possibilidade de que os assaltantes poderão ser presos não significa intimidação à organização que está por trás de tudo. Ela deve ter uma equipe numerosa.

Apelo ao governador

Embora seja um crítico ferrenho do governador Wellington Dias, o deputado Robert Rios dirigiu a ele um apelo até certo ponto carinhoso na sessão da última terça-feira. Pediu que o governador cancelasse sua viagem ao exterior, em face do momento difícil que o Estado atravessa, com atraso no pagamento dos terceirizados. A bancada do governo não comentou o pedido do colega oposicionista.

Debate sobre terceirizados

A deputada Juliana Moraes Souza contestou declaração do seu colega e conterrâneo, Dr. Hélio, de que os funcionários terceirizados do Hospital Dirceu Arcoverde, da cidade de Parnaíba, estariam com seus pagamentos em dia. Ela disse que a informação não era verdadeira. Ela falou no tempo de dois minutos, destinados aos pequenos avisos, mas o seu colega fez um discurso longo, reafirmando a informação de que o pagamento estava em dia. Ele pediu à colega que questionasse a informação sem ofendê-lo.


Pesquisa caduca

Em entrevista ao portal GP1, a senadora Regina Souza disse que a pesquisa que a colocou em quarto lugar na preferência do eleitor para o pleito deste ano representa o momento. Como a tal pesquisa só teve

sua divulgação quase um mês após as consultas, o momento já se perdeu no tempo. Pode ocorrer que hoje a senadora esteja mais bem colocada. Uma pesquisa não deve passar muitos dias sem ser divulgada, sob pena de perder o sentido.

Luciano no interior

O deputado Luciano Nunes quer acabar com a fama negativa do PSDB, de partido apenas da capital. Ele anuncia uma série de visitas ao interior, no estilo caravana do ex-ministro João Henrique Souza (MDB).

O tucano realizará o seminário “O Piauí pode dar certo: ideias para transformação” nas principais cidades do Estado. Os seminários terão início já neste mês de fevereiro e seguem até julho, véspera das convenções, quando os partidos irão de fato definir os candidatos. O primeiro seminário já acontece na sexta-feira (23), no município de Piripiri.

Regina lamenta saída de ministra

A senadora Regina Souza chamou o governo Temer de machista, ao tempo em que lamentou a saída de Luislinda Valois do Ministério de Direitos Humanos. A senadora enfatiza que a ministra era a única mulher no governo Temer, que ela chama de "desgoverno, mas pondera que, ainda assim, Luislinda não representava a causa feminina, "mas dava uma melhorada na face machista deste desgoverno".

Indagação curiosa

O cartunista Albert Piauí faz uma indagação curiosa no facebook: “Qual intervenção armada você prefere? A federal ou a dos bandidos”? As duas são de bandidos. Por isso nenhuma, respondeu Joaquim Monteiro. O cartunista insistiu: “Quero saber o que você faria, agora. Faz de conta que teu bairro, em Teresina, está sob intervenção armada por bandidos”. A ironia prosseguiu em outros comentários, como fez Everton Sobral: “A intervenção federal é comandada pelas forças armadas e as armas dos bandidos são armas de uso exclusivo das forças armadas, ou seja, nos dois casos é intervenção federal.

Pesquisa

Escreveu o jornalista Marcos Melo, em seu site Política Dinâmica, cujo texto foi postado no facebook: “A pesquisa feita pelo Instituto Amostragem (PI-00411/2018) apontou 70,80% de intenção de voto no governador Wellington Dias (PT). Mas a gente leu direitinho os dados e explica agora que não é bem assim: 63,94% dos piauienses não sabem em quem votar nas eleições de 2018 para governador. E mais: 54,35% dos eleitores do Piauí querem mudar o governo”. A referida pesquisa foi a mais questionada dos últimos anos e seus dados podem causar mais prejuízo do que vantagem aos “favoritos”.

Lula e a intervenção

Lula não se entrega. Ele continua motivado a se manifestar sobre tudo o que se passa no país. O texto abaixo, publicado no poartal brasil247 diz tudo: “O ex-presidente Lula, que está em Belo Horizonte nesta quarta-feira, 21, atacou a intervenção militar no Rio e disse que a atuação do Exército nas favelas cariocas é inadequada; "As nossas Forças Armadas não foram preparadas para isso. Tenho uma preocupação porque sei que esse é um tema que mexe com todos os brasileiros, sobretudo os mais pobres", disse ele em entrevista à rádio Itatiaia; para Lula, a ação do governo é uma "pirotecnia"; "Eu temo que essa intervenção no Rio de Janeiro seja uma coisa de pirotecnia, de interesse político. O Temer sabe que o que tirou a Reforma da Previdência da pauta foi a pesquisa dizendo que os deputados não iriam votar"


O humor de cada dia

O comentarista esportivo Carlos Said transmitia um jogo de futebol entre um time do Piauí e outro do Rio de Janeiro, usando com freqüência a expressão ”suspendeu a bola para Sima”. Foi o bastante para que radialistas da cabine ao lado fizessem criticas ao locutor piauiense, por acharem que ele estaria cometendo grave pleonasmo. Ao tomar conhecimento das críticas dos colegas cariocas, Carlos Said reagiu da seguinte forma: “esses apedeutas estão pensando que eu sou analfabeto, mas não sabem que no nosso time tem um jogador chamado Sima, e que eu me referi à suspensão da bola, de outro jogador para ele”

COMENTE!

Aplicativo Salve Maria é destaque na BBC de Londres

Delegada Eugência Villa destaca iniciativas do Piauí para combater feminicídio

Delegada Eugênia Villa, Diretora de Gestão Interna da SSP 
 Foto: Divulgação

Nesta semana, a diretora de Gestão Interna da Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI), delegada Eugênia Villa, chegou a Londres, no Reino Unido, para conhecer a polícia britânica e compartilhar um conjunto de iniciativas que lhe rendeu prêmios no Brasil por mudar práticas dentro da polícia e ajudar a salvar vidas no Piauí. Entre estas práticas está a criação de um aplicativo para celular que facilita a denúncia de casos de violência. 

A delegada contou que assim que ingressou na Polícia Civil do Piauí, um escrivão apareceu com um pedaço de orelha dentro de um frasco transparente. Era de uma mulher que havia traído o marido e como castigo, ele decidiu cortar a orelha da companheira. 

"Eu ouvi a mulher. No depoimento, ela declarou ser merecedora do castigo. Disse que o companheiro tinha razão em cortar a orelha", conta a delegada. "Isso me tirou do eixo, porque eu nunca havia visto casos dessa natureza serem abordados na faculdade", completa Eugênia Villa. 

Já se passaram 17 anos desde o episódio e ao ouvir da vítima que o "castigo era merecido", a delegada, que antes de se formar em Direito fez arquitetura, decidiu direcionar a carreira para buscar soluções para casos de violência contra a mulher. Voltou para a universidade. Fez especialização, mestrado e, agora, cursa o doutorado. 

Em 2015, Eugênia montou na polícia um núcleo de estudo e pesquisa para criar ações de prevenção e repressão à violência de gênero. Desde então, os números de feminicídio caíram no Estado e as medidas que ajudou a implementar - incluindo um aplicativo com "botão do pânico", algo antes acessível apenas a quem já estava sob algum tipo de medida protetiva judicial - ganharam selo de práticas inovadoras no enfrentamento da violência contra a mulher em um projeto do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. 

A partir do Núcleo de Estudo e Pesquisa em Violência de Gênero da Polícia Civil do Piauí (NUEPEVIGE), foram desenvolvidos ainda uma metodologia de investigação e protocolos de atuação policial específicos para esse tema e feitas campanhas de prevenção. 

Em Teresina, passou a funcionar, inicialmente aos fins de semana, o "plantão do gênero", em que mulheres em situação de violência doméstica e familiar poderiam ser atendidas preferencialmente por servidoras. 

"O núcleo foi criado para sanar uma falha na investigação de assassinatos de mulheres na medida em que esses casos, embora tenham autoria conhecida na maioria das vezes, não são percebidos e apurados como um fenômeno de feminicídio", explica Villa. 

 'Salve Maria'  

O Piauí possui a maior taxa de feminicídios de todo o Brasil. Dados do 11º Anuário Brasileiro de Segurança Pública indicam que, do total de mulheres mortas no Piauí em 2016, 57,4% foram vítimas de feminicídio, quando o homicídio se dá pelo fato de a vítima ser do sexo feminino. 

A delegada pondera, contudo, que nem todas as unidades da federação registram a morte de mulheres como feminicídio. Segundo ela, o Piauí foi um dos primeiros a registrar o crime de feminicídio, considerado crime hediondo desde 2015. Mas ela admite que a violência de gênero é ainda um problema grave no Piauí. 

Dentro do esforço para tentar melhorar a posição do Estado nos rankings de violência contra a mulher, a delegada participou ainda do desenvolvimento de um aplicativo de celular que permite que qualquer pessoa mande denúncias com vídeo, foto, áudio e texto com informações sobre a vítima e o agressor. 

Aplicativo Salve Maria

Lançado há pouco mais de um ano, o "Salve Maria" - batizado em referência ao nome mais comum das vítimas de homicídio e de agressão física, moral, sexual e patrimonial entre as mulheres - tem ainda um "botão do pânico" que emite um alerta com geolocalização para uma central policial que desloca a viatura mais próxima para atender a ocorrência. 

O segredo, diz Villa, é a agilidade. "Tem que atender rápido. Se não tem atendimento rápido, quem vai apertar o botão?". 

  Sem custo adicional  

Não foi preciso convênio nem contrato com empresa de tecnologia para criar o dispositivo. Os próprios servidores do Estado desenvolveram a ideia e criaram o aplicativo em três meses. Foi um esforço conjunto entre funcionários da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Agência de Tecnologia da Informação do Estado. 

"Não houve custo adicional, custou o nosso salário apenas e ele já seria pago se tivéssemos criado ou não o produto", diz a delegada. 

Em 2017, foram registradas 147 denúncias por meio da inovação. O botão do pânico havia sido apertado nove vezes até o fim de novembro. Ainda assim, delegada não estava satisfeita com o resultado e acreditava ser possível salvar mais vidas. 

"Ainda foi pouco usado. Estamos com proposta de difundir o aplicativo e capacitar policiais", disse à BBC Brasil em novembro. Na época, ela anunciou que seriam organizadas caravanas para divulgar o Salve Maria que, no fim do ano passado, contabilizava 3,3 mil downloads. 

Em janeiro deste ano, a polícia já registrou 64 denúncias coletadas a partir do Salve Maria, o equivalente a 43% do total do ano passado. 

o fim de 2017, Villa disse à BBC Brasil que estavam sendo planejadas algumas mudanças no aplicativo que, por ora, só está disponível em Adroid. "Os técnicos asseguram que mais de 80% do Estado é coberto por Android", diz, emendando que estão tentando criar uma versão para o iPhone também. 

A ideia era criar um dispositivo que permitisse gravar áudio durante 30 minutos desde que o botão do pânico fosse apertado. Também estavam planejando uma forma de disfarçar ou esconder o aplicativo no celular. "Não é difícil de pensar que um homem que controla a mulher também controla o telefone dela e a impede de baixar um aplicativo como esse. Por isso, estamos bolando novas formas de estimular com que as pessoas usem o aplicativo". 

A maioria dos registros de 2017 feitos a partir do "Salve Maria", segundo Villa, estavam relacionados à violência física. Muitas das denúncias foram feitas por vizinhos ou parentes. 

 Tipo exportação  

Qualquer pessoa pode denunciar de modo sigiloso e seguro, garante a delegada. No ano passado, algumas ocorrências foram registradas a partir do aplicativo no Maranhão, próximo à divisa com o Piauí. 

Como a polícia piauiense não pode agir no Estado ao lado, já há tratativas para que o Maranhão também passe a usar o aplicativo, adaptando o modelo de acionamento às unidades locais. 

Segundo Villa, qualquer Estado brasileiro pode adaptar o aplicativo e usá-lo sem custo adicional. "Está pronto para ser exportado", diz, satisfeita com o produto "made in Piauí". 

Caravana Salve Maria vai percorrer seis territórios de desenvolvimentos do Piauí

Ela diz que a grande vantagem do aplicativo é o fato de o botão do pânico estar disponível a todas as pessoas por meio do celular e não apenas às mulheres que já estão sob algum tipo de medida protetiva judicial - como acontece na maioria dos Estados. 

Aos poucos, diz Villa, o número de feminicídios está caindo no Piauí. Foram registrados 32 em 2015 e 26 em 2016. Mas ela diz que foi preciso revisar todos os homicídios contra mulheres para averiguar se as investigações estavam sendo bem conduzidas e se, de fato a condição de mulher da vítima foi motivadora do crime. 

 Prêmio  

O trabalho da Polícia Civil do Piauí garantiu o selo de prática inovadora no enfrentamento da violência contra a mulher em um projeto do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e do Instituto Avon. 

Como prêmio, Eugênia Villa desembarcou no domingo para passar uma semana em Londres fazendo uma espécie de intercâmbio. 

Além de Villa, também vieram à capital inglesa Denice Santiago, a major que protege 629 mulheres ameaçadas por homens na Bahia e investigadora Andrea Guirra, da Polícia Civil do Mato Grosso, ligada à rede de articulação que tenta humanizar o atendimento e agilizar processos para estimular que vítimas de violência reportem os crimes. 

Piauí, Bahia e Mato Grosso foram os três primeiros colocados entre os 10 finalistas. Elas vão conhecer o trabalho e as iniciativas da polícia e de universidades britânicas relacionadas à violência de gênero durante esta semana.



Fonte: Fernanda Odilla/BBC Brasil em Londres                                                                    


COMENTE!

Ciro prestigia inauguração de reforma de hospital em Luzilândia

Ciro Nogueira estava acompanhado de Margarete Coelho e Florentino Neto

Inauguração de reforma em Luzilândia 
 Foto: Assessoria

O senador Ciro Nogueira esteve no final de semana na cidade de Luzilândia, a 250 km ao Norte de Teresina, onde participou da solenidade de inauguração da reforma e ampliação do Hospital Estadual Gerson Castelo Branco. 

Ao lado da vice-governadora Margarete Coelho, do secretário estadual de Saúde, Florentino Neto, da secretária de Infraestrutura, Janaína Marques, entre outros, o senador acompanhou ainda a entrega de equipamentos e de uma ambulância para o hospital. 

O secretário Florentino Neto fez questão de agradecer, em nome do governador Wellington Dias e de todo o corpo do hospital, o quanto o senador fez pela saúde não só deste, mas dos centros de saúde de todo o estado. 

“Graças ao que o senador Ciro Nogueira colocou como recursos para este hospital, por exemplo, o atendimento à população sera dobrado”, afirmou Florentino. O senador disse que a área da saúde sempre estará entre as prioridades de seu mandato: “A partir da instalação destes equipamentos e da entrega das salas, este passa a ser um novo hospital, com um melhor entendimento a nossa população”. 

Além da inauguração de salas, reforma e ampliação do hospital, e entrega de ambulância, o hospital receberá mais R$ 4 milhões conseguidos graças a um trabalho da bancada, mas sobretudo por força e intermédio do senador Ciro Nogueira. 


Fonte: Assessoria Parlamentar 

COMENTE!

Carro-forte é perseguido e se refugia no GPM de Cabeceiras

Veículo ficou parado no grupamento da PM até a chegada de escola armada

Carro-forte parado em frente ao Grupamento da PM em Cabeceiras 
 Foto: Reprodução

Um carro-forte da empresa Prosegur foi perseguido na tarde de terça-feira (20) por uma picape Frontier, por vários quilômetros, na PI-113 entre os municípios de Barras a Cabeceiras do Piauí. 

Para se livrar do assalto, o motorista do carro-forte decidiu desviar a rota e seguir para o Grupamento da Polícia Militar em Cabeceiras, onde o carro-forte ficou parado até a chegada de escolta armada da mesma empresa, que faz segurança patrimonial e transporte de valores. 

Só este ano já foram três assaltos a carro-forte no Piauí. Na segunda-feira (19), dois carros-fortes foram atacados num intervalo de pouco mais de uma hora, por duas quadrilhas fortemente armadas, inclusive com metralhadora calibre 50mm, usada para perfurar a blindagem dos veículos e que tem capacidade de abater helicóptero. 

O primeiro assalto aconteceu na rodovia BR-343, entre as cidades de Altos e Campo Maior, por volta das 15h. Eram dez bandidos, que metralharam o carro-forte, explodiram o cofre e levaram R$ 1,2 milhão. 

Numa outra ocorrência, uma hora depois, na BR-316, próximo à Estaca Zero, no município de Miguel Leão, quatros assaltantes agiram do mesmo modo: tiros, bloqueio, rendição, explosão, fuga. 

Quatro vigilantes ficaram feridos, um deles permanece internado em estado gravíssimo, baleado na cabeça e no tórax. 



Fonte: PM-PI 

COMENTE!

Intervenção militar no Rio tem detalhes de difícil compreensão

O ministro nega que a medida seja uma “carta branca para os militares” e sustenta que o Exército não vai exercer o papel de polícia.

Resultado de imagem para intervenção militar no rio de janeiro 
 Foto: Reprodução

A intervenção militar na Segurança do Rio de Janeiro tem detalhes de difícil compreensão por parte da população, como esse dos mandados coletivos de busca e apreensão. Segundo o ministro da Defesa, Raul Jungman, em vez de se referir a um endereço específico,o mandado coletivo vai abranger uma área interna, como uma rua ou um bairro. O ministro nega que a medida seja uma “carta branca para os militares” e sustenta que o Exército não vai exercer o papel de polícia.

Por conta da declaração do ministro, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) anunciou que irá à Justiça contra a decisão do governo do presidente Temer de pedir mandados de busca, apreensão e captura coletivos durante a intervenção federal na Segurança Pública do Rio de Janeiro. Para a OAB, o expediente “não é previsto em lei” e contraria o Código de Processo Penal (CPP), que, na interpretação da entidade, obriga o Poder Judiciário a especificar os alvos de mandados.

Argumentaram , em nota conjunta, o presidente do Conselho Federal da Ordem, Cláudio Lamanchia, e o presidente da OAB – RJ, Felipe Santa Cruz: “Por ser limitadora de garantias fundamentais, toda e qualquer medida cautelar jamais pode ser genérica. Caso contrário, há a violação constitucional da garantia individual de inviolabilidade do lar e intimidade – colocando sob ameaça ainda maior os direitos da parcela mais desassistida da população”.

COMENTE!

Vereador Dudu defende comissão para fiscalizar transporte

Vereador propõe que comissão de vereadores visite terminais de integração

Reunião de Comissão 
 Foto: Icone

A mobilidade urbana foi o principal ponto abordado pelo vereador Dudu (PT) durante a sessão na Câmara Municipal de Teresina (CMT) na manhã de hoje (20). Segundo o vereador, enquanto não é aprovada a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o sistema de transporte público da capital, é necessário buscar explicações das autoridades competentes para orientar a população sobre as mudanças implantadas. 

E para prestar esclarecimentos acerca do transporte e da mobilidade urbana em Teresina, o parlamentar em articulação com os vereadores da oposição, acertaram a presença do gestor da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito - STRANS, Carlos Daniel. A proposta é que o Superintendente explique para os vereadores e a população, as principais mudanças que serão realizadas no transporte público em Teresina. 

“Estamos vivendo um caos no sistema de transporte público da cidade, temos aqui uma CPI com oito assinaturas, faltando duas para que seja instaurada. Mas enquanto não vem, uma discussão precisa ser feita. A integração de Teresina, os corredores exclusivos e as paradas de ônibus, são os temas que precisamos discutir nessa Casa, para inclusive termos o entendimento correto para dar as respostas que o povo quer. A população reclama e reclama com sua devida verdade e às vezes por falta de informação. Eu não vou ser demagogo e dizer que com as mudanças impostas, não teremos problemas, até adequação nós teremos. Sei que precisa de tempo, de que a gente possa dá esse tempo para que esse sistema possa ser testado na plenitude e aí sim, depois dele funcionando, podemos pontuar esses problemas e buscar as melhores soluções possíveis, mas agora também precisamos discutir o que está sendo feito, afirmou Dudu. 

Além disso, Dudu também propõe que seja criada uma comissão composta por vereadores para visitar terminais, paradas de ônibus, conhecer todo o sistema e também ouvir a população. “Quem usa o transporte público de Teresina diariamente tem muito a dizer, tem muito a acrescentar nessa discussão e por isso proponho a criação dessa comissão de vereadores para que possamos conhecer a realidade do sistema, como funciona no cotidiano e assim buscarmos soluções viáveis para os problemas apontados pelos usuários”, pontuou. 

 Convênio  

Na manhã de hoje, o vereador também acompanhou a assinatura do convênio entre a Câmara TV e a TV Assembleia. Com o acordo, a Câmara Municipal de Teresina passará a contar com um programa de diário para repercutir as ações do legislativo municipal. A parceria se inicia com um programa diário que será exibido por meio do canal 16.2. 

Para o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (ALEPI), deputado Themístocles Filho, a iniciativa aproxima mais os vereadores, resultando em um trabalho mais transparente. Para o presidente da CMT de Teresina, vereador Jeová Alencar, essa iniciativa é mais uma desenvolvida para tornar a CMT mais transparente, uma nova plataforma para mostrar como os vereadores vêm trabalhando pela cidade e um grande passo para o legislativo municipal. 



Fonte: ícone COmunicação 

COMENTE!