Feitosa Costa

24 de abril de 2018

Medeiros denuncia preconceito e ódio contra Lula

Medeiros diz que para entender a crise é preciso superar o preconceito e o ódio.

Resultado de imagem para antonio josé medeiros 
 Antonio José Medeiros (Foto: Reprodução)

O ex-deputado federal Antonio José Medeiros (PT) foi um dos convidados do debate desta segunda-feira (23) na Assembleia Legislativa, quando reforçou algumas das posições já defendidas por oradores que o antecederam na tribuna. Segundo ele, o Brasil vive uma crise muito grave, que é ampla, profunda e prolongada. Na sua avaliação, para ser entendida e interpretada, a crise precisa da contribuição das várias ciências humanas.

O ex-deputado falou das conjunturas e suas análises e disse que o que o país está precisando da contribuição das várias ciências humanas, como a História, Antropologia, Psicologia e da Psicanálise, porque sem as visões dessas conjunturas não é possível entender tudo o que está passando no país.

Antonio José Medeiros argumentou que para entender a crise é preciso superar dois obstáculos: o preconceito e o ódio. Medeiros entende que o preconceito tem a ver com a história do indivíduo, que é o preconceito da “casa grande’ contra a senzala, que segundo ele, é uma herança maldita do período em que a escravidão dominava todas as relações sociais.

“Esse preconceito nos leva a dizer: conheça o seu lugar. Sobretudo, quando o pobre virou liderança e ocupa um cargo importante. Esse preconceito estimula o desrespeito. Não precisa ser negro, basta ser pobre, não ter curso superior, falar errado e beber cachaça”, acrescentou.

Para o ex-deputado, o mais grave é quando a raiva se transforma em o ódio, porque o ódio leva ao combate, não só o desejo de vingança, mas também o desejo de destruição do outro. “Essa é a verdadeira ameaça a democracia, que está sendo pouco a pouco insinuada e que nós devemos combater com toda força”.

Concluindo, o ex-deputado disse que o ódio a Lula não é espontâneo e sim fabricado. E que para os outros políticos existe o limite da raiva e para o Lula esse limite é ultrapassado. 

“Eu apelo a todos nós dizendo que não se combate o preconceito com preconceito e o ódio com o ódio. Compete a nós, com as convicções democráticas, defender o fim de Estado de sessão e a volta de estado de direito. Eu acho que a mudança para se retornar ao aperfeiçoamento de estado de direito, no Brasil, começa no Legislativo estadual e, sobretudo, na Câmara Federal e no Senado”, disse José Medeiros, acrescentando que a sociedade brasileira precisa superar esse ambiente de polarização e de ódio, que leva ao desrespeito à dignidade da pessoa humana.  



Fonte: Alepi 

COMENTE!

Wellington Dias lidera em todas as regiões do Piauí

Governador seria reeleito com folga se as eleições fossem hoje

Resultado de imagem para wellington dias
 Governador Wellington Dias (Foto: Reprodução)

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), lidera em todas as microrregiões do Piauí e venceria as eleições no primeiro turno, segundo a pesquisa do Instituto Amostragem, divulgada nesta segunda-feira pelo Grupo Meio Norte. 

Na microrregião Baixo Parnaíba Piauiense, que inclui as cidades de Brasileira, Batalha, Esperantina e Piripiri, Wellington Dias tem 69,67% das intenções de voto estimuladas; Dr. Pessoa tem 4,92% ; Luciano Nunes, 2,46% , Valter Rebelo, 1,64% e Fábio Sérvio, 0,82%. 

Na microrregião do Litoral Piauiense – que abrange Cocal, Luís Correia e Parnaíba, Wellington Dias tem 51,85%; Dr. Pessoa, 10,19%; Luciano Nunes, 7,41% e; Valter Rebelo, 2,78%. Na microrregião de Teresina (Teresina, Nazária e União), Wellington Dias tem 44,51% das intenções de voto estimuladas; Doutor Pessoa tem 21,34% ; Luciano Nunes, 5,49%% , Valter Rebelo, 2,44% e; Fábio Sérvio, 0,30%. 

Na microrregião de Campo Maior, que inclui ainda os municípios de Castelo do Piauí, Pedro II e Alto Longá), Wellington Dias tem 59,04% das intenções de voto estimuladas; Dr. Pessoa tem 3,61% ; Luciano Nunes, 4,82% e; Valter Rebelo, 4,82%. 

No Médio Parnaíba Piauiense, que compreende as cidades de Angical do Piauí, Regeneração e Amarante, apenas Wellington Dias pontua, com 32,14% das intenções de voto estimuladas. 

Na microrregião de Valença do Piauí – que inclui Pimenteiras e Elesbão Veloso, Wellington Dias obteve 52,17% das intenções de voto estimuladas; Dr. Pessoa 13,04% ; Luciano Nunes, 17,39%; Valter Rebelo, 4,35% e; Fábio Sérvio, 2,17%. 

Na microrregião Alto Parnaíba Piauiense (Uruçuí); Wellington Dias tem 56,25% das intenções de voto estimuladas; Dr. Pessoa tem 6,25%; Luciano Nunes tem 6,25% e Valter Rebelo tem 6,25%. Os três estão empatados na microrregião. 

Na microrregião Bertolínia, que inclui ainda Colônia do Gurguéia, Wellington Dias tem 55,56% das intenções de voto estimuladas; Doutor Pessoa tem 11,11% e ; Luciano Nunes, 5,56%. 

Na microrregião de Floriano, que compreende as cidades de Guadalupe, Floriano e Nazaré do Piauí, Wellington Dias tem 47,92% das intenções de voto estimuladas; Dr .Pessoa tem 4,17% ; Luciano Nunes, 2,08% e; Valter Rebelo, 2,08%. 

Na microrregião de Alto Médio Gurguéia (Bom Jesus, Monte Alegre do Piauí), Wellington Dias tem 59,38% das intenções de voto estimuladas; Dr. Pessoa tem 6,25% ; Luciano Nunes, 6,25% e; Fábio Sérvio tem 3,13%. 

Na microrregião de São Raimundo Nonato – que engloba os municípios de Anísio de Abreu, Canto do Buriti, São Raimundo Nonato e Dom Inocêncio, Wellington Dias tem 61,22% das intenções de voto estimuladas; Doutor Pessoa tem 4,08% e; Valter Rebelo, 4,08%. 

Na microrregião Chapadas do Extremo Sul Piauiense, formada pelos municípios de Corrente e Avelino Lopes), Wellington Dias tem 53,33% das intenções de voto estimuladas; Dr. Pessoa tem 6,67% ; Luciano Nunes, 3,33% e ; Valter Rebelo, 3,33%. 

Na região de Picos, que é composta pelos municípios de Colônia do Piauí, Oeiras, Picos e Geminiano, Wellington Dias tem 51,35% das intenções de voto estimuladas; Doutor Pessoa tem 5,41% ; Luciano Nunes, 6,76% e; Fábio Sérvio, 1,32%. Na microrregião de Pio IX, que incluiu a cidade de Monsenhor Hipólito, Wellington Dias tem 69,57% das intenções de voto estimuladas e os outros pré-candidatos ao Governo do Estado não pontuaram. 

Finalmente, no Alto Médio Canindé, que inclui as cidades de Simplício Mendes, Fronteiras, Simões, Jaicós, São João do Piauí, Paulistana, Itainópolis), Wellington Dias tem 48,11% das intenções de voto estimuladas; Doutor Pessoa tem 1,89% ; Luciano Nunes, 5,66% e; Valter Rebelo, 0,94%. 

63,39% admitem chance de votar em Wellington 

A pesquisa do Instituto Amostragem revela que 63,39% dos eleitores garantem que tem muita ou alguma chance de votar na reeleição do governador Wellington Dias (PT). O levantamento eleitoral detalha que 45,39% dos eleitores declararam que existe muita chance de votar na reeleição do governador Wellington Dias e 18,09% afirmam que existe alguma chance de votar no atual governante do Piauí.Apenas 8,08% dos eleitores disseram que existe pouca chance de votar em Wellington Dias para sua reeleição e 19,05% declararam que não existe nenhuma chance de votar em Wellington Dias; 1,49% disseram que não conhecem Dias o suficiente para opinar sobre a questão e 7,90% não souberam ou não
quiseram opinar. 

Vida melhorou para 64,97% 

A pesquisa do Instituto Amostragem revelou que a vida dos piauienses tem melhorado nos últimos anos, de acordo com a opinião de 64,97% dos entrevistados. Segundo 27,39% dos entrevistados, a vida dos piauienses não melhorou e 7,64% dos entrevistados não sabem ou não quiseram opinar.   




Fonte: Instituto Amostragem

COMENTE!

23 de abril de 2018

Justiça nega visita de Dilma, Ciro e deputados à Lula

A juíza destacou que apenas parentes e advogados estão autorizados a visitar presos custodiados na Superintendência da Polícia Federal

 
 Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

A juíza Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, negou hoje (23) um pedido da ex-presidente Dilma Rousseff  e de uma comissão de deputados para visitar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que se encontra preso desde o último dia 7 na Superintendência da Polícia na capital paranaense.

Foram igualmente negados pedidos feitos pelo pré-candidato à Presidência da República Ciro Gomes, pela presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), pelo vereador de São Paulo Eduardo Suplicy (PT-SP), entre outros.

A comissão de deputados pretendia fiscalizar in loco as condições de encarceramento do ex-presidente. “Em data de 17/04/2018 já foi realizada diligência pela Comissão de Direitos Humanos e Participação Legislativa do Senado Federal. Não há justo motivo ou necessidade de renovação de medida semelhante”, escreveu a juíza, responsável por supervisionar a execução penal de Lula, sobre o pedido da comissão de deputados.

A juíza destacou que apenas parentes e advogados estão autorizados a visitar presos custodiados na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, medida adotada diante da “limitação de cunho geral relativa a visitas na carceragem”, uma vez que os presos se encontram no mesmo edifício onde se realizam outras atividades corriqueiras da PF, inclusive com atendimento ao público.

A magistrada ressaltou que a regra vale para todos os presos no local. “O alargamento das possibilidades de visitas a um detento, ante as necessidades logísticas demandadas, poderia prejudicar as medidas necessárias à garantia do direito de visitação dos demais”, escreveu.

A respeito das solicitações visita a Lula, o Ministério Público Federal (MPF) disse não ver obstáculo para que sejam concedidas, desde que observados dias e horários pré-estabelecidos.

Carolina Moura Lebbos já negou antes visitas a Lula que haviam sido solicitadas pelo escritor argentino Adolfo Pérez Esquivel, Prêmio Nobel da Paz em 1980, e do teólogo Leonardo Boff.




Fonte: Agência Brasil


COMENTE!

Amostragem aponta vitória de Wellington no primeiro turno

Candidato à reeleição obteve 74,59% das intenções de voto em pesquisa

Resultado de imagem para Wellington Dias 
 Governador Wellington Dias (Foto: Reprodução)

Se as eleições fossem hoje, o governador Wellington Dias seria reeleito com ampla maioria de votos, segundo a nova pesquisa do Instituto Amostragem, divulgada nesta segunda-feira (23) pelo Sistema Meio Norte. Wellington Dias obteve 74,59% das intenções de voto na pesquisa estimulada, sem incluir os votos nulos e brancos. O pré-candidato do Solidariedade, deputado estadual Dr, Pessoa é o que aparece mais próximo de Wellington Dias, com apenas 14,29% das respostas. 

O deputado estadual Luciano Nunes, pré-candidato do PSDB ao Governo do Estado, vem em terceiro com 7,33% dos votos válidos. Valter Rebelo, pré-candidato do PSC, 3,16% dos votos válidos e Fábio Sérvio “Patriota”, com 0,63% dos votos válidos fecham a pesquisa. 

Os números da pesquisa do Instituto Amostragem apontam que 60,32% dos eleitores do Piauí querem Wellington Dias reeleito; 26,51% das pessoas entrevistadas acham que Wellington não merece ser reeleito. Outros 13,17% dos eleitores ouvidos não souberam ou não quiseram opinar. 

Para 48,46% dos entrevistados, a certeza de que Wellington Dias vai conquistar um quarto mandato ajuda na decisão de votar no candidato petista. Apenas 13,17% afirmaram que atrapalha e 21,42% são indiferentes. Dois entrevistados, 5,36% não têm intenção de reelege-lo e 11,59% não souberam ou não quiseram opinar. 

A pesquisa realizada pelo Instituto Amostragem ouviu 1.139 eleitores entre os dias de 7 a 13 de abril em 47 municípios. Desses, 82% garantem que têm orgulho de viver no Piauí. Outros 7.02% dos piauienses têm vergonha de viver no Piauí; 9,39% são indiferentes à questão do orgulho e gosto de viver no Piauí. Dos entrevistados, 1,58% não souberam ou não quiseram opinar. Os motivos que fazem os piauienses terem orgulho do Piauí são a família (65,20%), o povo (33,83%), segurança e tranquilidade (21,32%) o fato de ser a terra em que nasceu, ser filho da terra e ser seu Estado (14,56%), educação (8,87%), saúde (7,17%), belezas, patrimônio, natural e histórico (7,71%), riquezas (3,10), por causa das atrações turísticas (3%), por causa do desenvolvimento (2,14%), da geração de emprego e renda (1,28%) e infraestrutura (0,75%). 

Segundo a pesquisa, 40,12% dos eleitores ouvidos apontam como principal característica para a escolha do candidato a governador o fato de não estar envolvido em escândalos de corrupção e 35,03% dos eleitores afirmaram que escolhem o candidato que tem experiência administrativa. Apenas 9,48% escolhem o candidato a governador pela característica de ser novo na política e 15,36% não souberam ou não quiseram opinar.  


Fonte: Paulo Pincel
Piaui Hoje.com 

COMENTE!

Vereador sofre acidente de carro na zona rural de Oeiras

Gilmar Fontes perdeu o controle do veículo ao desviar de um buraco

Veículo do vereador 
 Foto: Mural da Vila

O vereador e presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Oeiras, Gilmar Fontes (PT), ficou ferido após sofrer acidente de carro localidade Cocos Belo Monte na tarde desse domingo (23). 

O vereador conduzia uma caminhonete modelo S10 e perdeu o controle da direção ao tentar desviar de um buraco, capotando o veículo. Os ocupantes do veículo tiveram apenas ferimentos causados pelos estilhaços dos vidros. 

As vítimas foram socorridas e encaminhados para Unidade de Pronto Atendimento de Oeiras onde foram liberados após receberem a medicação.  




Fonte: Mural da Vila 



COMENTE!

22 de abril de 2018

Dudu acompanha de perto situação de famílias na Vila Ferroviária que serão desapropriadas

A visita foi realizada após os moradores solicitarem ajuda aos vereadores para que eles possam intervir na valoração dos imóveis


O vereador Dudu (PT) foi pessoalmente verificar a situação das 40 famílias da Vila Ferroviária, zona sul da capital, que sofrem com a ameaça de desapropriação pela Prefeitura.

A visita foi realizada após os moradores solicitarem ajuda aos vereadores para que eles possam intervir na valoração dos imóveis, segundo eles, o valor oferecido pela Prefeitura é insuficiente para a mudança proposta.

Nathan Silva, um dos moradores que foi buscar ajuda,  afirma que os técnicos da Prefeitura já realizaram algumas medições e que o valor oferecido é muito baixo. A questão está “mexendo com o psicológico de todos os moradores que após 50 anos vivendo nesse local, não sabem para onde irão”.

Dudu defendeu a união dos moradores e ressaltou que o que está em jogo é mais que bens materiais, é a vida, a rotina das pessoas. “É preciso união. Não adianta ficar bom pra 10 e ruim pra 30, a união faz a força. Outra coisa, não é só o valor da madeira, da telha, do portão, não é o que está construído, aqui tem que se discutir uma coisa que não tem nem valor, que o sentimental. Imagina esta mãe que está aqui, que tem um filho acompanhado pelo CEIR, aqui do lado, tendo que sair daqui, quem paga o valor disso? Não é fácil”, afirmou o vereador.

Após ouvir e conhecer as histórias dessas famílias, Dudu vai articular uma reunião entre os moradores e o superintendente da SDU Sul, Paulo Lopes, para tratar do assunto e buscar uma indenização justa aos residentes daquela região.  




Fonte: ícone Comunicação 

COMENTE!

Luciano Nunes afirma em Floriano que o Piauí tem um desgoverno

O parlamentar enfatizou aos presentes que o Piauí pode dar certo, e que é possível fazer gestão séria, com máquina moderna, mais enxuta.



“Somos contrários a tudo que representa esse desgoverno que temos no Piauí”, afirmou Luciano Nunes, pré-candidato ao Governo do Estado, no seminário de formação política do PSDB que aconteceu na noite de ontem (20) em Floriano. O evento reuniu lideranças políticas do território de desenvolvimento do Vale dos Rios Piauí e Itaueiras.

Este é o quarto de uma série de 12 seminários que acontecerá até o mês de julho. No evento, Luciano Nunes engrossou o tom das críticas ao Governo do Estado. “Estamos insatisfeitos, inconformados, indignados com a forma que o governador conduz o destino do nosso Estado, porque ele fez a opção de ter um projeto político em detrimento de um projeto de Estado, em detrimento do povo do Piauí, e isso pode ser observado de forma clara na situação caótica que temos em todos os setores como educação, saúde, segurança pública, infraestrutura e desenvolvimento econômico”, disse.

O parlamentar enfatizou aos presentes que o Piauí pode dar certo, e que é possível fazer gestão séria, com máquina moderna, mais enxuta. “Administrar é eleger prioridades, e dá para governar com honestidade, seriedade, transparência, participação. Dá para fazer diferente. E nesses seminários tenho ressaltado a nossa disposição de lutar, trabalhar e fazer a transformação que o Piauí tanto necessita. O momento é de reflexão, de avaliar o Piauí que temos e o Piauí que nós queremos. Se queremos um Piauí pujante, preocupado com as pessoas, com saúde e educação de qualidade, infraestrutura, com segurança pública. O Piauí precisa ser levado a sério”, destacou Luciano Nunes.

Os municípios de Piripiri, Bom Jesus e Paulistana já receberam a atividade. Receberão ainda os seminários os municípios de São Raimundo Nonato (polo Serra da Capivara); Parnaíba (polo Planície Litorânea); Uruçuí (polo Tabuleiro do Alto Parnaíba); Teresina (polo Entre Rios); Campo Maior (polo Carnaubais); Valença (polo vale do Sambito); Picos (polo Rio Guaribas) e Oeiras (polo Vale do Canidé).

Além das lideranças políticas de vários municípios estavam presentes também no seminário  os deputados federais Heráclito Fortes , Rodrigo Martins, Átila Lira, os deputados estaduais Gustavo Neiva, Robert Rios, Marden Menezes, e o ex-governador Wilson Martins.  



 

 



Fonte: Assessoria 

COMENTE!

Luciano Nunes pode ter filha de Mão Santa como vice

O tucano foi homenageado na noite de sábado pelo prefeito de Parnaíba

Mão Santa homenageia Luciano Nunes em Parnaíba 
 Foto: Assessoria parlamentar

O vice-presidente da Assembleia Legislativa e pré-candidato a governador do Piauí pelo PSDB, deputado estadual Luciano Nunes (PSDB), foi ontem (21) à noite a Parnaíba, a 340 km de Teresina, para receber a Medalha e Diploma do Mérito Municipal entregue pelo prefeito Francisco de Assis de Moraes Souza, o Mão santa (Solidariedade). 

Estou muito honrado com a homenagem. Irei retribuir com a dedicação e trabalho pelo povo de Parnaíba e de toda região Norte do Piauí”, disse Luciano, após receber a homenagem. 

Mão Santa quer indicar a filha, a delegada Cassandra Moraes Sousa, como candidata a vice-governadora na chapa de Luciano, que teria ainda o ex-governador Wilson Martins (PSB) e o deputado estadual Robert Rios (DEM), como candidatos ao Senado Federal. 

Na sexta-feira (20), Luciano Nunes participou de seminário de formação política do PSDB que aconteceu em Floriano. O evento reuniu lideranças políticas do território de desenvolvimento do Vale dos Rios Piauí e Itaueiras.   



Fonte: Paulo Pincel
PiauiHoje.com 

COMENTE!

20 de abril de 2018

Joesley diz que pagava mesada de R$ 50 mil a Aécio, segundo jornal

Em complemento a acordo de delação premiada, empresário aponta que contratos de publicidade com rádio de Senador eram fachada

 
 Aécio Neves e Joesley Batista (Cristiano Mariz/VEJA e Danilo Verpa/Folhapress)

Contratos de publicidade entre a JBS e a rádio Arco Íris, afiliada da rede Jovem Pan em Belo Horizonte, eram fachada para o pagamento de uma “mesada” do empresário Joesley Batista ao senador Aécio Neves (PSDB-MG). É o que disse o empresário da JBS em complemento feito em acordo do seu acordo de delação premiada junto à Procuradoria-Geral da República (PGR), segundo o jornal Folha de S.Paulo.

O pagamento, de 50.000 reais, era “para o custeio mensal das despesas” do senador tucano, de acordo com o empresário. Junto com o depoimento, Joesley entregou dezesseis notas fiscais emitidas pela rádio Arco Íris – na qual Aécio era sócio da irmã, Andrea Neves – que trazem a JBS como a empresa contratadora da publicidade.

O empresário diz que não sabe se em algum momento foram veiculadas publicidades do seu grupo, mas que a finalidade dos pagamentos, que somaram 864.000 reais, era pagar propina à família do senador tucano. Nesta semana, Aécio Neves se tornou réu no Supremo Tribunal Federal (STF) acusado de pedir 2 milhões de reais em propina ao mesmo Joesley, a partir de gravações de áudio feitas pelo empresário.

Neste caso, Aécio diz que o valor – pago em dinheiro vivo, em quatro parcelas semanais de 500.000 reais – era um empréstimo pessoal pedido por ele a Joesley para arcar com o custo de sua defesa em processos da Operação Lava Jato. Ele também argumentou que negociava com o empresário a compra de um apartamento, avaliado em 40 milhões de reais, que pertence à sua mãe e fica no Rio de Janeiro.

Joesley Batista e outros seis executivos do grupo J&F, que controla a JBS, formalizaram um acordo de delação premiada em maio de 2017. Em agosto, depois da revelação da existência de omissões nos depoimentos, o empresário fez um complemento para tentar manter o acordo.

Defesa

À Folha, o advogado de Aécio, Alberto Toron, afirmou que Joesley se aproveita de “uma relação comercial lícita” para “forjar mais uma falsa acusação”. Toron completa que uma prova nesse sentido é a de que o último pagamento da JBS à rádio Arco Íris foi feito em junho de 2017, portanto, um mês depois da delação.

Pela lei brasileira, acusados que discutem acordos de colaboração não podem cometer novos crimes a partir do início das negociações.

A rádio Arco Íris, também ao jornal, questionou o relato de Joesley, dá “caráter político a uma relação estritamente comercial, comprovadamente correta, legal e legítima na prestação de serviços publicitários”. A relação comercial está evidenciada, diz, em e-mails trocados entre o seu setor de marketing e empresas do grupo J&F, em especial Vigor, Itambé e Seara.  


Fonte: Veja 

COMENTE!

Governo de Flávio Dino faz da PM polícia política de inspiração stalinista

PM do Maranhão monitora adversários do governo Flávio Dino

 
 Governador Flávio Dino (Foto: Reprodução)

A Segurança Pública do Maranhão, do governo de Flávio Dino (PCdoB), emitiu um documento em que ordena aos batalhões militares o monitoramento de opositores políticos durante as eleições de 2018, na qual Dino concorre à reeleição.

A transformação da PM do Maranhão em polícia política faz lembrar que o governador é filiado ao PCdoB, de inspiração stalinista. Seu ídolo é o ditador Josph Stalin, que promoveu na então União Soviética o maior e mais cruel processo de perseguição a adversários, utilizando a polícia política em prisões arbitrárias, torturas, desaparecimento e assassinatos em massa. Historiadores chegam a estimar em 20 milhões o número de pessoas mortas naquele período.  

O documento da Segurança Pública do Maranhão determina ainda a identificação “lideranças que fazem oposição ao governo local (ex-prefeito, ex-deputado, ex-vereador) ou ao governo do Estado, em cada cidade, que podem causar embaraços no pleito eleitoral” e a transferência de policiais envolvidos na política, “a fim de evitarem transtornos no período eleitoral”.

A ordem, emitida pelo Comando de Policiamento do Interior (CPI) aos Batalhões da Polícia Militar, também pede um ‘levantamento eleitoral’ das forças de segurança do estado do Maranhão, por meio de uma tabela que tem quesitos como nomes dos juízes eleitorais de cada comarca, locais de votação, atuais prefeitos e o delegado regional.

O comandante geral da PM no estado, Jorge Luongo, afirmou que o documento ‘é um equívoco grave e sem precedentes’. O comandante disse ainda que as determinações não foram autorizadas pelo Comando da Instituição Policial Militar e que medidas já foram tomadas para tornas as medidas sem efeito. Um procedimento de apuração legal também teria sido instaurado.

 
 Foto: Reprodução 


Fonte: Diário do Poder 

COMENTE!

Luciano Nunes pede que governo impeça a greve na Uespi

Ele disse que a paralisação poderá prejudicar as aulas de milhares de estudantes

 
 Luciano Nunes (Foto: Reprodução/ Alepi)

O deputado Luciano Nunes (PSDB), vice-presidente da Assembleia Legislativa, fez um apelo hoje (19), no espaço dos pequenos avisos da sessão plenária, para que o Governo do Estado procure através do diálogo evitar que os servidores da Universidade Estadual do Piauí entrem em greve a partir da próxima segunda-feira(23). Ele disse que a paralisação poderá prejudicar as aulas de milhares de estudantes já que a Uespi terá o seu funcionamento normal interrompido.

O deputado Luciano Nunes registrou ainda que o Sindicato dos Médicos do Piauí (Simepi) divulgou uma nota de repúdio ao Governo do Estado que há seis meses não faz o repasse para a entidade das contribuições dos profissionais que são descontadas de seus contracheques. Segundo ele, essa situação se repete, também, em relação a outros sindicatos que reúnem servidores estaduais.

De acordo com o parlamentar do PSDB, o Piauí está vivendo um caos em praticamente todos os setores, incluindo os de educação e saúde. Ele assinalou que dezenas de obras se encontram paralisadas em todo o Estado, prejudicando a população.



Texto: J. Barros
Edição: Paulo Pincel
Fonte: ALEPI 

COMENTE!

19 de abril de 2018

Ex-prefeito de Cabeceiras tem direitos políticos suspensos

Zé Belim foi condenado por improbidade administrativa

Ex-prefeito de Cabeceiras, Zé Belim 
 Foto: Arquivo

A Juíza de Direito Substituta da Vara Única da Comarca de Barras, Patrícia Luz Cavalcante, condenou o ex-prefeito de Cabeceiras do Piauí, José Evangelista Torres Lopes, mais conhecido como Zé Belim, por improbidade administrativa. 

A ação requerida pelo município de Cabeceiras do Piauí, sustenta que o então prefeito não prestou contas dos valores recebidos no convênio firmado com a Secretaria de Saúde do Estado do Piauí (Convênio n° 362/2009), voltados à coleta de resíduos sólidos, no valor original de R$ 240 mil. 

Além da suspensão dos direitos políticos, o ex-prefeito foi condenado ao pagamento de multa civil no valor correspondente a cinco vezes o valor da remuneração mensal recebida por ele à época dos fatos, enquanto prefeito municipal de Cabeceiras do Piauí e proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que seja por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, também pelo período de três anos.    

Fonte: PiauiHoje.com 



COMENTE!

18 de abril de 2018

Dudu desafia: se querem derrotar o Lula, que seja nas urnas

O vereador defender o nome do ex-presidente Lula para a disputa presidencial

Vereador Edilberto Borges, o Dudu (PT) 
 Foto: Assessoria

O vereador Dudu (PT) voltou a defender a posição do partido de manter o nome do ex-presidente Lula para a disputa presidencial e que a democracia no Brasil vem sofrendo ataques do poder judiciário. Em seu pronunciamento na Câmara Municipal de Teresina (CMT), durante a sessão desta quarta-feira (18), Dudu afirmou que a democracia é a única forma de melhorar a vida do povo. "Independente de lado, de embates e debates, mas a democracia é isso. E o que acontece no Brasil? Estão tentando abalar a democracia, desde a retirada da nossa Dilma da presidência da República e com a prisão da maior liderança popular do nosso país e uma das maiores do mundo, o presidente Lula". 

Segundo Dudu, Lula mostrou que podemos crescer, desde que o país seja inclusivo para todos os brasileiros. "Inventaram o tríplex, tiraram até de um site nacional como teria sido feita a reforma do tríplex, mostrando um espaço milionário, e agora quando ocuparam o tríplex tiveram que mostrar a cara verdadeira. E o povo está dizendo, através de pesquisa, que querem que o Lula participe das próximas eleições e que parte do judiciário desse país deixe a democracia fluir. Nós mantemos nossa posição: Lula continua sendo a maior liderança política do Brasil, e se querem derrubar o Lula e o modelo democrático implantando por ele, que derrotem nas urnas, não na toga, não com o golpe da toga homologado com um braço do Congresso. Lula continua sendo o principal nome do PT para as próximas eleições”, afirmou Dudu. 

O vereador também aproveitou o pronunciamento para lembrar que faz um mês da implantação do sistema de integração da capital, o “Inthegra”, e que os problemas para a população se acumulam. Para Dudu, falta ouvir o povo que é quem utiliza o serviço e planejamento por parte da Prefeitura. 

“Um mês de desintegra e a prefeitura não consegue dá resposta, até a propaganda já mudaram, agora está tudo sendo acertado. Interessante é que a população que precisava ser ouvida, consultada, passam de goela abaixo e estamos vendo o caos nessa integração. O que falta a Prefeitura de Teresina é planejamento para prestar um serviço descente, onde a população paga caro por um serviço de péssima qualidade”, finalizou o parlamentar. 



Fonte: Assessoria 

COMENTE!

Lei do Funrural e da renegociação das dívidas rurais é promulgada por Temer

Com a promulgação da lei, os agricultores familiares já podem negociar suas dívidas

 

A lei que trata da renegociação das dívidas dos produtores rurais e do Funrural foi promulgada pelo presidente Temer e publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira (18). No início do mês (03), durante sessão do Congresso Nacional, os vetos da Lei 13.606 foram rejeitados. 

Com a promulgação da lei, os agricultores familiares já podem negociar suas dívidas com o Banco do Brasil, Banco do Nordeste e Banco da Amazônia. O projeto também prolonga a liquidação dos débitos, por exemplo, com as superintendências de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e da Amazônia (Sudam). 

O coordenador da Bancada do Nordeste, deputado Júlio Cesar, explicou que com a promulgação a preocupação agora é com a operacionalização das instituições financeiras que vão executar a lei. “A lei tem vigência até o fim de dezembro deste ano e os bancos tem que operar sob pena de não conseguir cumprir os prazos, mas vamos nos reunir com os diretores destes bancos e pedir celeridade na execução das renegociações com os produtores rurais, até por que tem a inclusão de matérias que não estavam na lei anterior”.

Descontos

São contemplados financiamentos com recursos dos fundos constitucionais do Norte e do Nordeste, por meio do Banco da Amazônia e Banco do Nordeste.

O maior percentual de desconto – 95% - vale para a quitação empréstimos no limite de R$ 15 mil contratados até 31 de dezembro de 2006 em regiões do semiárido e no norte do Espírito Santo e de Minas Gerais, do Vale do Jequitinhonha e do Vale do Mucuri.

Nas demais áreas de atuação da Sudene e da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) o percentual é de 85%. As condições de repactuação das dívidas variam de acordo com o valor e com o período da contratação dos empréstimos.  




Fonte: Assessoria 

COMENTE!

TRF-4 nega último recurso de Lula no caso do triplex do Guarujá

Ex-presidente está preso na superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde 7 de abril

TRF-4 nega último recurso de Lula no caso do triplex do Guarujá 
 Foto: Reuters

A 8ª turma do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) negou, nesta quarta-feira (18), por unanimidade, os últimos recursos interpostos na corte pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do tríplex no Guarujá (SP). Com a publicação do acórdão, ainda nesta quarta, o processo terá a tramitação encerrada na segunda instância.  

No último dia 10 de abril, a defesa recorreu dos embargos de declaração julgados pela corte no dia 26 de março, quando mantida a condenação de Lula a 12 anos e um mês de prisão. A 8ª turma não costuma aceitar os chamados "embargos dos embargos", que não têm o poder de anular a sentença, mas apenas esclarecer suas partes. No dia 5 de abril, o juiz Sergio Moro surpreendeu e expediu o mandado de prisão de Lula antes do fim da tramitação do processo na segunda instância. Dois dias depois, o ex-presidente se entregou à Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba (PR).

A 8ª turma é formada pelos juízes Leandro Paulsen, Victor Laus e João Pedro Gebran Neto. Como Gebran está de férias, o juiz federal Nivaldo Brunoni foi convocado para substituí-lo. 

TRÍPLEX

Na ação apresentada pelo Ministério Público Federal, Lula foi acusado de receber R$ 3,7 milhões de propina da empreiteira OAS em decorrência de contratos da empresa com a Petrobras. O valor, apontou a acusação, se referia à cessão pela OAS do apartamento tríplex ao ex-presidente, a reformas feitas pela construtora nesse imóvel e ao transporte e armazenamento de seu acervo presidencial (este último ponto rejeitado pela Justiça).

Em julho de 2017, o petista foi condenado pelo juiz Sergio Moro a nove anos e seis meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. Em janeiro deste ano, o TRF-4 confirmou a condenação do ex-presidente e aumentou sua pena para 12 anos e um mês de prisão.

RECURSOS

Lula ainda pode entrar com um recurso especial no STJ e um extraordinário no STF. Os recursos devem ser interpostos no próprio TRF-4, cuja vice-presidência realiza o juízo de admissibilidade, funcionando como um filtro de acesso às instâncias superiores.

Os recursos devem ser interpostos em até 15 dias após a publicação do acórdão do julgamento. Depois deste prazo, o Ministério Público Federal tem mais 15 dias para apresentar contrarrazões.

Se os recursos forem apresentados de forma conjunta aos tribunais superiores, os autos são enviados primeiramente ao STJ e depois ao STF. O recurso especial indica violações à legislação federal, como o Código Penal, enquanto o extraordinário diz respeito a violações à Constituição.

CANDIDATURA

A candidatura de Lula ainda é uma incógnita. A Lei da Ficha Limpa prevê que o réu condenado por um órgão colegiado não possa concorrer, mas garante ao candidato barrado um recurso chamado suspensão de inelegibilidade.

Assim, o ex-presidente precisaria encaminhar o pedido ao STJ ou ao STF. O limite para registro de candidatura é até o dia 15 de agosto. Outra alternativa é apresentar a candidatura sem liminar. O Ministério Público constatará que ele não cumpre os requisitos e o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) avaliará o caso.Enquanto isso, o ex-presidente pode continuar candidato -o PT tem até 20 dias antes da eleição de outubro para substituí-lo. Com informações da Folhapress. 



Fonte: Folha Press

COMENTE!

Após virar réu, Aécio pode ficar fora das eleições? Entenda

STF aceitou denúncia da PGR contra o senador, nessa terça-feira (17), por corrupção passiva e obstrução da Justiça

Após virar réu, Aécio pode ficar fora das eleições? Entenda 
 Foto: Adriano Machado / Reuters

A primeira Turma do Supremo Tribunal Federal acolheu, ontem (17), por unanimidade, a denúncia de corrupção passiva e obstrução da Justiça feita pela Procuradoria-geral da República contra o senador Aécio Neves (PSDB - MG). Com isso, o tucano virou réu na Corte.

Ele é acusado de receber R$ 2 milhões do empresário Joesley Batista de forma ilegal. O senador foi gravado pedindo o dinheiro para Joesley, com o objetivo de pagar advogado que o defenderia de acusações da Operação Lava Jato. O tucano afirma que o valor não se tratava de propina, mas de um empréstimo pessoal.

Já a acusação de obstrucão da Justiça se refere à atuação de Aécio no Congresso Nacional para atrapalhar as investigações da Lava Jato, por meio da aprovação de projetos de lei que limitariam a atuação da força-tarefa.

Agora, a denúncia vira processo criminal, que vai ser continuado e posteriormente analisado pelo Supremo.

Mas o que isso significa? Os professores Eloísa Machado de Almeida, de Direito Constitucional da Fundação Getúlio Vargas, e Conrado Gontijo, de Direito Penal do Instituto de Direito Público, esclareceram algumas dúvidas, em entrevistas concedidas ao portal Uol.

Próximas etapas

O primeiro passo é a fase chamada de "instrução", em que se abre prazo para procedimentos como a coleta de provas e os depoimentos de testemunhas. "Essa etapa pode levar de meses a anos de julgamento", diz Eloísa Machado.

"Depois que recebe a denúncia, o Supremo estabelece uma série de providências judiciais para fazer uma verificação dos fatos. Pega-se o conteúdo da imputação oferecida pela PGR e se colhe a perspectiva que a defesa tem em torno desses fatos, bem como o contraditório. Ouvem-se primeiro as testemunhas de acusação – dentre as quais, provavelmente, os delatores – só depois se inquirem as de defesa", afirma Conrado Gontijo.

Nessa etapa, defesa e acusação também podem apresentar novos documentos, requerer a realização de perícias ou questionar, no caso da defesa, o procedimento de colaboração. A última etapa é o interrogatório dos acusados, acompanhados de seus advogados.

Depois de tudo isso, a Primeira Turma realiza o julgamento definitivo, tornando-o culpado ou inocente. "Difícil estimar quanto tempo tudo isso dure, mesmo porque não é o STF que ouve diretamente as testemunhas, por exemplo, mas juízes designados para executar essa instrução. Como existe um rito, com algumas formalidades, não tem como ser rápido, mas tendência é que Supremo faça esse processo andar", destacou Gontijo.

Prisão

A professora Eloísa Machado esclarece ainda que o senador não pode ser preso. "O fato de ele ser réu não muda em nada a possibilidade de ser preso, mas desde que cometendo crime em flagrante e inafiançável – como ocorreu com Delcídio do Amaral [então no PT, no final de 2015, acusado de obstrução da Lava Jato]. Nesse caso, o Senado pode derrubar ou manter a decisão. Agora, na atual ação penal, como ele é senador, não está submetido às hipóteses da prisão preventiva até o trânsito em julgado", disse, referindo-se às hipóteses previstas no Código de Processo Penal para a decretação da preventiva: destruição de provas, ameaça a testemunhas, manutenção da prática criminosa ou risco de fuga.

A avaliação é reforçada por Gontijo. "Como Aécio responde o processo solto e não há nenhum elemento concreto que demonstre que ele buscou interferir, não acredito que haja medida cautelar nesse sentido", destacou.

Mandato

O senador também não corre risco de perder o mandato. "Só após uma eventual condenação transitar em julgado isso poderia ocorrer. E ainda assim, pode expirar uma deliberação dessas, já que o mandato dele termina no final de 2018", disse Eloísa Machado.

"Ele pode perder o mandato se, eventualmente, for condenado com trânsito em julgado – aí se passa a discutir essa questão, já que uma das consequências é a perda da função pública. Mas não é um cenário para agora", salientou Gontijo.

Ser ou não ser candidato

Aécio, por enquanto, também não deve ser impedido de participar das próximas eleições. "O que existe em relação ao senador é um processo penal iniciado. Isso não traz prejuízo a respeito do fato de, por exemplo, ele ser réu primário", afirmou Gontijo.

"Por ora, ele é apenas réu – agora é que vai começar o julgamento da ação penal que pode resultar em absolvição ou condenação. A diferença é que, agora, sem ser apenas denunciado, ele tem contra si indícios de autoria ", explicou Eloísa Machado.



Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

TRF-4 julga 'embargos dos embargos' de Lula hoje

Recurso foi protocolado pela defesa após a prisão do ex-presidente, embora não tenha mais o poder de mudar a condenação

TRF-4 julga 'embargos dos embargos' de Lula hoje 
 Foto: Sylvio Sirangelo/TRF4

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) julga, nesta quarta-feira (18), os embargos dos embargos de declaração do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do triplex no Guarujá (SP).

Os embargos dos embargos foram protocolados pela defesa do petista no último dia 11, após a prisão dele por ordem do juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, que não aguardou o julgamento do novo recurso na segunda instância.

Desde o dia 7, Lula ocupa uma sala na superintendência da Polícia Federal (PF), em Curitiba (PR). Ele recebeu pena de 12 anos e um mês em regime fechado, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Na ordem de prisão, Moro escreveu que considera que os embargos dos embargos deveriam ser extintos do ordenamento jurídico brasileiro, por ter caráter apenas “protelatório”, ou seja, apenas adiar o cumprimento da sentença. As informações são da Agência Brasil.

A Procuradoria Regional da República da 4ª Região, órgão que atua junto ao Tribunal Regional Federal da mesma jurisdição, já enviou à corte documento pedindo a rejeição dos embargos dos embargos ao ex-presidente.

Histórico

Um primeiro embargo de Lula já foi negado por unanimidade, no fim do mês passado, pela 8ª Turma do TRF4 – composta pelos desembargadores João Pedro Gebran Neto, relator, Victor Laus e Leandro Paulsen.

Tratava-se do embargo de declaração, que é um tipo de recurso destinado a esclarecer obscuridades e contradições de uma sentença, embora não preveja mudança na decisão final de um julgamento. A defesa, porém, apontava contradições que poderiam, em tese, resultar na absolvição de Lula.

Agora, no novo embargo, os advogados de Lula argumentam que, no julgamento do primeiro, o relator Gebran Neto caiu em contradição ao reconhecer, em um trecho de seu voto, que a transferência do triplex para o ex-presidente nunca foi efetivada pela empreiteira OAS, embora em outra parte tenha escrito que a condenação por corrupção passiva ocorreu devido ao recebimento do bem.



Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

17 de abril de 2018

Datafolha aponta reprovação de 70% ao governo de Temer

Levantamento ouviu 4.194 pessoas, em 227 municípios, entre os dias 11 e 13 de abril

Datafolha aponta reprovação de 70% ao governo de Temer   
 Foto: Reuters

Pesquisa feita pelo Instituto Datafolha e divulgada nesta terça-feira (17) mostra que o governo do presidente Michel Temer (MDB) alcançou uma reprovação de 70%. O número é igual ao registrado no levantamento anterior, realizado em janeiro.

Apenas 6% consideram o governo ótimo ou bom,  enquanto 23% o veem como regular. Para a grande maioria, a administração de Temer é ruim ou péssima.

A pesquisa ouviu 4.194 pessoas, em 227 municípios, entre os dias 11 e 13 de abril.

O instituto também perguntou que nota média os entrevistados dariam ao governo, em uma escala de 0 a 10. O resultado foi de 2,7. 

Outros 41% deram nota zero, e apenas 2% disseram achar que o governo merece nota 10.



Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

Setut e Strans vão explicar o "caos" no transporte

A audiência com esses órgãos na CMT vai acontecer já na próxima semana

Vereador Edilberto Borges, o Dudu (PT) 
 Foto: Assessoria Parlamentar

Durante a sessão desta terça-feira, 17, foi aprovado o requerimento do vereador Dudu (PT) convocando o superintendente da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), Carlos Augusto Daniel, e representantes do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut) para comparecerem à Câmara Municipal de Teresina (CMT) para esclarecer os problemas ocasionados pelos consórcios que atuam no sistema de integração.

Na última sexta-feira, 13, foram retirados de circulação 15 ônibus climatizados que serviam a população da zona norte da capital, acarretando em problemas e reclamações por parte dos moradores daquela zona. 

“Uma coisa muito grave está acontecendo no transporte público de Teresina. Há muito tempo eu venho pedindo uma CPI, para que a gente possa através dela fazer uma varredura em tudo que existem em relação ao transporte público. E agora a integração que está desintegrando o sistema como um todo, deixando a população revoltada, sem entender e sendo maltratada ou pela Prefeitura ou pelo Setut. Tem o ditado que diz que nada que esteja ruim não possa piorar, é o que está acontecendo com o transporte público de Teresina", lamentou o vereador. 

Dudu citou o exemplo da zona Norte da capital. "Os empresários do consórcio da zona Norte, que tem 90 ônibus, foram notificados que precisam melhorar a qualidade e o quantitativo dos ônibus. Eles disseram que não tiveram créditos nos bancos, que estão quebrados, que a Prefeitura deve R$ 30 milhões e que não tinham como comprar os ônibus, chamaram um empresário de São Luís, esse empresário trouxe 15 ônibus, pagou 5 ônibus de ágil para a aquele consórcio da zona norte e pasmem, com autorização da Prefeitura esse empresário começou a colocar esses ônibus para rodar desde o dia 10 de fevereiro, os 15 ônibus com ar, os únicos da zona norte. Os empresários deram calote uns nos outros, nesse empresário de São Luís e ele retirou os ônibus na sexta-feira, dia 13 de abril, a noite. E hoje eu estou falando desse problema que é grave, gravíssimo. Nós estamos falando do transporte público de massa, que além de caro também oferece um péssimo serviço à população”, reclamou. 

Dudu também questiona o sistema e a forma como a Prefeitura permitiu a atuação de terceiros em um sistema já licitado. “Eu vejo pelo menos uma relação suspeita entre a Prefeitura e Setut. Como a Prefeitura autoriza um empresário de fora colocar 15 ônibus no sistema em uma licitação que está em curso? Uma licitação que foi feita e vencida pelos empresários, os mesmos que alegam que a Prefeitura deve subsídio de passagem, mais de R$ 30 milhões e pasmem, no ano de 2016 a prefeitura pagou para o Setut R$ 16 milhões de subsídio. Como esse negócio não dá dinheiro e os empresários continuam lá? Se não presta, por que eles não abrem mão? Por que a Prefeitura não faz outra licitação?” indagou o vereador. 

A convocação e comparecimento dos gestores a CMT deve acontecer já na próxima semana. Além da Strans e do Setut, Dudu também solicitou a participação dos Ministério Público do Piauí (MP-PI) e do Tribunal de Contas do Estado (TCE). 


Fonte: Assessoria parlamentar

COMENTE!

Supremo aceita denúncia e Aécio Neves vira réu

Senador é acusado de corrupção e obstrução da Justiça

Supremo aceita denúncia e Aécio Neves vira réu 
 Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Os ministros da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) votaram nesta terça (17) por receber a denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG), acusado de corrupção passiva e obstrução da Justiça, e outros três denunciados.  

Com a decisão, Aécio torna-se réu em ação penal no Supremo pela primeira vez, por causa do episódio em que foi gravado, em março do ano passado, pedindo R$ 2 milhões a Joesley Batista, da JBS. O valor foi entregue em parcelas a pessoas próximas ao tucano, segundo a acusação. A Polícia Federal chegou a filmar a entrega de dinheiro vivo a um primo dele.

Aécio nega a prática de crimes e diz que o dinheiro era um empréstimo pedido a Joesley.

Além de Aécio, também tornam-se réus, mas somente sob acusação de corrupção passiva, a irmã dele, Andréa Neves, o primo, Frederico Pacheco, e Mendherson Souza Lima, assessor do senador Zezé Perrella (MDB-MG), que é aliado do tucano.

O relator do inquérito, ministro Marco Aurélio, recebeu a denúncia da PGR integralmente. Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux acompanharam o voto do relator. Já Alexandre de Moraes votou pelo recebimento da denúncia somente quanto à acusação de corrupção passiva, rejeitando a imputação de obstrução da Justiça.

Segundo o relator, há elementos que justificam abrir uma ação penal contra Aécio e os demais acusados. A alegação da defesa do senador de que o dinheiro entregue por Joesley não teve uma contrapartida -um ato do parlamentar em benefício do corruptor- será enfrentada quando for julgado o mérito da acusação, não agora.

Quanto à acusação de tentativa de embaraçar as investigações da Lava Jato, Marco Aurélio considerou que as articulações de Aécio no Congresso não indicam, por si sós, a prática do crime. Porém, um grampo, autorizado pela Justiça, que mostra Aécio tentando influenciar na escolha de delegados da Polícia Federal traz "sinais de prática criminosa".

"Neste momento, os indícios de corrupção passiva são muito mais sólidos que os de obstrução de Justiça", disse Barroso ao votar.

Moraes afirmou que, no tocante à acusação de corrupção passiva, todos os requisitos formais para o recebimento da denúncia estão presentes.

DEFESA X ACUSAÇÃO

A defesa do tucano alegou, primeiramente, que a delação da JBS foi ilegal porque a produção de provas foi orientada pelo ex-procurador Marcello Miller. O ex-procurador é investigado sob suspeita de ter auxiliado os executivos enquanto ainda era membro do Ministério Público Federal.

"Havia ali, sem autorização judicial, uma verdadeira ação controlada [que demanda ordem judicial para ser realizada]. Quando ele [Joesley] vai conversar com Aécio, ele é quem sugere que se faça o pagamento em dinheiro, é só ouvir a fita", disse o advogado Alberto Zacharias Toron, que defendeu a anulação das provas apresentadas pela JBS.

"Não foi a PGR, Miller ou os colaboradores que induziram Aécio a praticar o crime de corrupção passiva. O que ocorreu foi o contrário: o empresário Joesley foi procurado por Andréa, irmã de Aécio, que lhe solicitou R$ 2 milhões a pretexto de honrar honorários de advogados. A solicitação da vantagem indevida deu-se sem qualquer tipo de provocação ou indução por parte de terceiros", rebateu o subprocurador-geral Carlos Alberto Carvalho de Vilhena, que representou a PGR na sessão.

Por unanimidade, antes de votarem pelo recebimento da denúncia, os ministros rejeitaram as questões preliminares levantadas pela defesa que apontavam as supostas nulidades no acordo de delação da JBS e nas investigações dele resultantes.

Quanto ao mérito da acusação de corrupção, a defesa sustentou que o tucano pediu um empréstimo a Joesley e negociou com ele a venda de um apartamento de sua mãe. Para haver corrupção, diz a defesa, seria preciso que Aécio tivesse favorecido Joesley em troca do dinheiro, o que não ficou demonstrado.

Sobre a acusação de tentar obstruir a Justiça, a defesa disse que a atuação parlamentar de Aécio foi regular e legítima. "Não se pode pretender a criminalização da atividade parlamentar", argumentou o advogado.

A PGR, por outro lado, sustentou que o tucano e os outros três denunciados solicitaram e receberam de Joesley R$ 2 milhões em troca de vantagem indevida. O tucano, segundo o órgão, utilizou sua condição de senador para se colocar à disposição de Joesley para "conseguir cargos públicos" para pessoas indicadas pelo empresário.

Quanto à acusação de embaraço às investigações, a PGR sustenta que Aécio "valeu-se de seu cargo e influência para isentar investigados de crimes relativos a recursos de campanha não contabilizados; constranger e ameaçar autoridades do Poder Judiciário, do Ministério Público e da Polícia com projeto de lei de abuso de autoridade; e para direcionar delegados federais para atuar em inquéritos de seu interesse". Com informações da Folhapress.


Fonte: FolhaPress 

COMENTE!

Líder chama denúncia da oposição de "disco furado"

Francisco Limma reclamou do discurso repetitivo dos adversários

Líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Francisco Limma (PT) 
 Foto: Caio Bruno/Alepi

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Francisco Limma (PT), lamentou que a oposição venha insistindo em denunciar sem provas, repetindo há vários dias uma acusação contra o governo, como “um disco furado”, quando deveria se manifestar a favor da vinda das verbas, inclusive apresentando propostas para a aplicação desses recursos. 

“Os deputados deveriam fazer proposições para que esses recursos possam entrar no Piauí via órgãos federais, como a Codevasf, que é presidida por um Piauiense, para atender as demandas do Estado. A gente não ouve uma palavra sequer da oposição em defesa da chegada desses recursos. 

Tenho a sensação de que essa discussão tem como objetivo único inviabilizar essas operações de crédito”, avaliou o deputado. 

Segundo Limma, todas as operações de crédito realizadas pelo governo tem as obras elencadas, com valores estabelecidos e prazos para execução. “A análise da prestação de contas dessas obras sequer foi concluída pela Caixa Econômica Federal. Então cabe ao responsável pela liberação dos recursos o parecer final sobre essa prestação de contas sobre a aplicação das verbas”. 

O líder governista criticou o relatório preliminar de auditoria, que foi apresentado como se fosse prova definitiva de algum ilícito nessas operações. “O que há é uma tentativa de inviabilizar a chegada desses recursos, inclusive com a repetição de que ouve desvio de finalidade. Os recursos estão sendo aplicados em obras de infraestrutura, saneamento em vários municípios. Esses são os fatos. Não há dá parte do governo qualquer intenção de impedir a fiscalização, mas se percebe o objetivo claro de inviabilizar a vinda desses recursos e de confundir a opinião pública”. 



Fonte: Alepi 

COMENTE!

16 de abril de 2018

Com 21 deputados investigados, PP se torna a 2ª maior bancada

Legenda envolvida em escândalos do mensalão e da Lava Jato terá mais de 130 milhões de reais do Fundo Eleitoral para investir na campanha desse ano


 Senador Ciro Nogueira ( Foto:Luiz Alves/Ag. Senado)

Mensalão, Lava Jato, ex-presidente preso, outro quadro histórico preso e hospitalizado, ação por improbidade, 21 dos 51 deputados investigados, sendo cinco já réus no Supremo Tribunal Federal (STF). Apesar da acusação de envolvimento em esquemas de corrupção há mais de dez anos, o saldo até aqui do Partido Progressista (PP) em 2018 foi um dos mais positivos dos partidos brasileiros û tradicionais e novos.

A sigla fechou a janela partidária, que se encerrou em 7 de abril, com 51 deputados na Câmara, quinze a mais do que elegeu há quatro anos. O PP se tornou a segunda maior bancada da Casa, ao lado do MDB, que também diminuiu e também saiu da janela com 51 deputados. 

Na distribuição do fundo partidário, que leva em conta o número de parlamentares eleitos na última disputa, o PP fica com a quarta maior fatia: 4,2 milhões de reais por mês. Como o partido costuma atuar apenas no Legislativo – e na Esplanada, chefiando ministérios –, não precisa custear campanhas caras à Presidência. O único estado comandado pelo PP hoje é o Paraná, por Cida Borghetti. Além de sua reeleição, o partido deve lançar candidatos em Rondônia, Roraima, Acre e Rio Grande do Sul.

O partido deve receber ainda do fundo eleitoral cerca de 134,3 milhões de reais. A soma só fica atrás de três siglas, MDB, PT e PSDB, que devem receber, respectivamente, 243 milhões, 212 milhões e 185 milhões de reais.

Com foro privilegiado, mesmo crimes comuns dos parlamentares são julgados pelo Supremo. No caso do PP, as acusações mais citadas são de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Mas há ainda inquéritos por lesão corporal e racismo. Este último, contra o deputado federal Luis Carlos Heinze (pré-candidato no Rio Grande do Sul), que chamou quilombolas, índios, gays e lésbicas de “tudo que não presta”. O inquérito, porém, foi arquivado por imunidade parlamentar e ainda por “ausência de dolo específico”.

O partido também foi o único denunciado, como pessoa jurídica, por improbidade administrativa na Lava Jato. Ao lado do MDB, também tem uma denúncia na chamada investigação do “quadrilhão”. O STF acatou as acusações no mês passado e quatro políticos do partido se tornaram réus. Questionado sobre as denúncias, o presidente da sigla, senador Ciro Nogueira (PI), alega que “não existe nenhum partido de importância no país que não tenha sido (alvo)”. Contra ele próprio, tramita no Supremo mais de um inquérito.

Ministérios

Após a reforma ministerial do presidente Michel Temer (MDB), a legenda manteve os maiores orçamentos da Esplanada: Saúde, Agricultura, Cidades e o comando da Caixa Econômica Federal. No mês passado, o deputado federal Ricardo Barros (PP-PR) deixou o Ministério da Saúde para voltar para a Câmara, mas logo assumiu Gilberto Occhi, então presidente da Caixa ligado ao PP. Para o banco público, o partido indicou Nelson Antônio de Souza. Alexandre Baldy se filiou à legenda na janela partidária e se manteve no comando das Cidades.

Nascido da Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de sustentação política da ditadura militar, o PP teve diferentes nomes na redemocratização, mas participou da base de todos os partidos desde então. Ciro Nogueira atribui a escalada do partido com a coerência da bancada nas votações do Congresso. “Graças à coerência e à unidade. Nos últimos dez anos, os que mais votaram unidos e coerentes foram os progressistas. Outro motivo, é que nosso foco é totalmente no Congresso, fortalece muito a bancada federal na Câmara e no Senado”, afirmou o senador à reportagem.

Nas últimas votações importantes, o PP votou unido no impeachment de Dilma Rousseff e contra as denúncias de Temer. Na reforma trabalhista, apenas oito dos então 42 deputados votaram contra. Desde 2015, o partido de Paulo Maluf, que hoje cumpre prisão domiciliar e está hospitalizado, vem tentando renovar sua imagem. Propagandas do ano passado, chamavam a sigla, inclusive, de “novo PP”. A mudança é capitaneada por Nogueira, presidente do partido pelo terceiro mandato seguido, desde 2013.

Ricardo Barros atribuiu parte do sucesso na janela à liderança do senador piauiense. “É um partido homogêneo, em que a liderança do presidente Ciro Nogueira é efetiva”, afirmou.

Orgulho

Condenado no mensalão e na Lava Jato, preso e com direitos políticos cassados desde 2013, o ex-deputado Pedro Corrêa não deixa de comemorar, de sua casa em Recife (onde cumpre prisão domiciliar desde o ano passado), a escalada do PP.

“A gente sente orgulho, embora eu não esteja filiado mais ao partido. À distância, torço por ele”, disse ele, em entrevista por telefone. Corrêa lembra ainda que, sob sua gestão, a legenda chegou a ter também 50 parlamentares.

“É um partido forte. Deve ter alguma coisa boa para os parlamentares estarem ficando com ele, um sex appeal, algo assim”, brinca. Ele também atribuiu o crescimento da legenda à ascensão da direita no mundo. Lembra que o PP é “progressista e liberal”.

O ex-presidente do PP conta que as últimas conversas com políticos que teve foi em 2017, quando ainda estava preso na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, antes de conseguir converter seu regime para domiciliar. Os diálogos giravam em torno de notícias de jornais televisivos com seus então companheiros de cárcere: os petistas José Dirceu e José Genoino, entre outros.

Certa vez disse durante sessão da CPI da Petrobrás na Câmara, em 2015, que só não prendiam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (condenado e preso na Lava Jato), porque não tinham coragem. “É, eu estava errado”, revê ele.  

“Estamos passando o País a limpo, o empresariado, o mundo político. Agora tem que ver Judiciário também. E vamos ver o que vai sobrar disso”, diz o ex-deputado, que chegou na Câmara em 1979, pelo Arena, e saiu quando cassado no escândalo do mensalão em 2006.

Aos 70, Corrêa diz ter a saúde frágil. Ele conta que sua última cirurgia, nas costas, seria herança dos tempos em que dormiu sobre um colchão fino na cadeia – primeiro em Pernambuco, depois no Paraná. Seu correligionário Paulo Maluf (SP), também preso, está internado no Hospital Sírio Libanês há mais de dez dias.

“Acho que ele tem de estar num hospital, o Estado não tem condições de tomar conta dele. Fora que é muito caro. Não tem estrutura, não tem dinheiro.” O STF deve julgar o habeas corpus do ex-prefeito de São Paulo nesta semana.

Questionado se sente falta dos tempos em que participava da política, Correa não nega. “Eu fiz tudo que eu tinha que fazer, agora estou quieto pagando minha pena. Mas mesmo se eu puder um dia tentar, meu eleitorado está morrendo todo. Mas gostaria mesmo de voltar à política, as coisas no mundo só se resolvem com política.”



Fonte: Estadão Conteúdo 

COMENTE!

Prestes a ser julgado no STF, Aécio se diz 'ingênuo' e nega crimes

Senador publicou artigo nesta segunda-feira (16) no jornal Folha de S. Paulo

Prestes a ser julgado no STF, Aécio se diz 'ingênuo' e nega crimes 
 Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) publicou nesta segunda-feira (16) um artigo no jornal Folha de S. Paulo em que se defende das acusações de que é alvo na Justiça. No texto, Aécio condena a criminalização da classe política e nega ter cometido crimes.

O parlamentar afirma lamentar ter se reunido com o empresário Joesley Batista, do grupo JBS. A denúncia da PGR tem como base um vídeo em que Aécio aparece pedindo R$ 2 milhões ao executivo, com justificativa de que precisaria do dinheiro para custear advogados que o defenderiam na Operação Lava Jato.

"Na gravação de que fui alvo, o delator atesta a origem lícita e particular dos recursos e deixa claro — também em depoimento — que partiu dele a decisão de que o empréstimo teria que ser feito em espécie, o que não é ilegal, uma vez constatada a licitude dos recursos", diz trecho do texto. "Errei em aceitá-lo. Mas não cometi nenhum crime. Não houve nenhum prejuízo aos cofres públicos. Ninguém foi lesado", argumenta o senador.

"Fui ingênuo, cometi erros e me penitencio diariamente por eles. Mas não cometi nenhuma ilegalidade", escreve o parlamentar, no artigo.

Na terça (17), a 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar inquérito apresentado contra o parlamentar pela Procuradoria-Geral da República (PGR) a partir da delação da JBS. Caso a denúncia seja aceita, o tucano poderá se tornar réu por corrupção passiva junto à irmã, Andrea Neves, seu primo Frederico Pacheco de Medeiros e Mendherson Souza Lima, ex-assessor parlamentar do senador Zezé Perrella (MDB-MG).



Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

Sem Lula, 34% dos nordestinos declaram voto nulo ou branco nas eleições

Ex-presidente é candidato de cerca de metade do eleitorado na região

Sem Lula, 34% dos nordestinos declaram voto nulo ou branco nas eleições 
 Foto: DR

A pesquisa Datafolha divulgada no domingo (15) indica que a ausência do nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na corrida presidencial tem especial impacto no Nordeste. As informações foram divulgadas na coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, desta segunda-feira (16).

Na região, o percentual de eleitores que indicam voto nulo ou branco em cenários sem o petista varia entre 31% e 34%. Com o ex-presidente no páreo, o índice oscila entre 13% e 14%. Lula é candidato de até 51% dos nordestino, a depender do cenário proposto pelo levantamento.

Os números devem ampliar a pressão para que o ex-presidente defina um sucessor, já que 66% do eleitorado da região afirma votaria em candidato indicado por Lula. Um dos nomes mais fortes para a função é o do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad.



Fonte: Noticias ao Minuto 

COMENTE!

13 de abril de 2018

PT vai ao TSE para impedir pequisa Datafolha sem Lula

Nome de Lula foi excluído do cartão principal apresentado aos entrevistados

Lula 
 Foto: Reprodução/Congressoemfoco

O Partido dos Trabalhadores entrou com uma ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para impedir a publicação de pesquisa do Instituto Datafolha. Os petistas reclamam que o ex-presidente Lula, que liderava em todos os cenários dos últimos levantamentos, foi excluído do cartão principal apresentado aos entrevistados que lista 16 candidatos. Também não aceitam o questionamento se houve justiça ou não na prisão dele. 

O nome de Lula consta apenas dos cartões 3, 4 e 9 dos cenários hipotéticos. A pesquisa, contratada pela Folha de S.Paulo, é a primeira feita após a prisão do ex-presidente. O levantamento está sendo feito desde quarta-feira e tem divulgação prevista para este domingo (15). 

No pedido à Justiça eleitoral, relatado pelo ministro Napoleão Nunes Maia, o PT reivindica a suspensão da divulgação da pesquisa (BR-08510/2018) e a proibição, em definitivo, da publicação dos resultados. O Congresso em Foco entrou em contato com o Datafolha, que ainda não se manifestou sobre o assunto. 

Além de protestar contra a exclusão do nome do ex-presidente, o partido alega que o questionário “apresenta perguntas tendenciosas com potencial para induzir entrevistados e manipular os resultados da pesquisa” e insiste “na falsa ideia de inelegibilidade”. 

Os petistas argumentam que, embora Lula esteja condenado em segunda instância, apenas a Justiça eleitoral pode declará-lo inelegível com base na Lei da Ficha Limpa. E também questionam a inclusão do nome do ex-presidente na lista dos candidatos com maior rejeição. A legenda insiste que lutará até o fim pela candidatura de seu principal líder e que não trabalha com a hipótese de um “plano B”. 

O PT contesta as seguintes perguntas: 

- Caso o ex-presidente Lula não seja candidato na eleição para presidente da República deste ano, qual candidato Lula deveria apoiar? (resposta espontânea) 

- E qual destes candidatos o ex-presidente deveria apoiar na eleição deste ano, caso não seja candidato? (resposta estimulada) 

- Na sua opinião, Lula irá disputar a eleição para presidente neste ano, sim ou não? 

- E na sua opinião, Lula deveria poder disputar a eleição ou deveria ser impedido de disputar a eleição para presidente? 

- Na sua opinião, a prisão de Lula foi justa ou injusta? 



Fonte: Congresso em Foco 

COMENTE!

Elmano e Álvaro Dias fazem campanha em Teresina

Os pré-candidatos do Podemos tem reunião fechada na capital do Piauí

Senador Álvaro Dias (PD-PR) 
 Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O senador paranaense Alvaro Dias, pré-candidato à Presidência da República pelo Podemos, desembarca em Teresina neste sábado, dia 14, às 11:30h. O pré-candidato concederá entrevista coletiva no aeroporto Petrônio Portela. 

Ele vem à convite do senador Elmano Férrer que reunirá lideranças da sigla em uma reunião fechada na capital piauiense. Após esse encontro, Álvaro Dias seguirá para o Estado do Maranhão para cumprimento de agenda em Caxias. 

Agenda de Álvaro Dias em Teresina e Caxias:

14/04 - Sábado 

11:30h - Pouso em Teresina

12h00 - Reunião com o senador Elmano Ferrer 

16:00 - Encontro com prefeito de Caxias, secretariado e imprensa local 

18:00 - Evento de inauguração do Mirante da Balaiada. 

19:30 - Retorno a Teresina 



Fonte: Assessoria 

COMENTE!

Depoimento de Alckmin ao STJ foi feito em sigilo e por escrito

Inquérito foi remetido pelo tribunal à Justiça Eleitoral

Depoimento de Alckmin ao STJ foi feito em sigilo e por escrito 
 Foto: Adriano Machado/Reuters

A investigação contra o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) sobre o suposto recebimento de R$ 10,7 milhões da Odebrecht para as campanhas de 2010 e 2014 teve início em novembro, a partir da autorização concedida pela ministra Nancy Andrighi.  

O tucano, inclusive, já prestou depoimento em decorrência do inquérito, feito em sigilo e por escrito. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Nesta semana, a ação foi remetida à Justiça Eleitoral à revelia dos procuradores da Lava Jato em São Paulo, para quem a investigação envolvendo o tucano auxiliaria no "andamento avançado de outras apurações correlatas". Para o vice-procurador-geral da República, Luciano Mariz Maia, Alckmin não foi retirado da Lava Jato porque "ele não estava incluído nela".



Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

Cármen Lúcia assume a Presidência da República

A ex-ministra do STF Ellen Gracie já assumiu o cargo, em maio de 2006

Presidente do STF, ministra Cármen Lúcia 
 Foto: STF/Carlos Moura

Pela segunda vez na história do Brasil, uma mulher presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) assume interinamente a Presidência da República. Cármen Lúcia ocupará o posto hoje (13), assim que o presidente Michel Temer deixar o espaço aéreo brasileiro, na viagem que fará a Lima, no Peru, para participar da 8ª Cúpula das Américas. A previsão é de que Temer embarque para a capital peruana às 11h. 

A primeira presidente do STF a assumir o cargo foi a ministra Ellen Gracie (aposentada), em maio de 2006, quando o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva viajou à Argentina acompanhado das três autoridades que, na época, estavam em sua linha sucessória: o vice-presidente José Alencar; os então presidentes da Câmara, Aldo Rebelo (SD-SP), e do Senado, Renan Calheiros (MDB-AL). 

Como desde a posse de Temer, após o impeachment de Dilma Rousseff, o Brasil não tem vice, caberia ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), assumir o cargo. Mas tanto Maia quanto o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), se tornariam inelegíveis para as próximas eleições caso assumissem. Diante disso, eles optaram por sair do país até o retorno de Temer. Maia viaja para o Panamá e Eunício para o Japão. 

Ainda não está definido se Cármen Lúcia cumprirá a agenda no cargo de presidente da República despachando do STF ou do Planalto. Estão previstas reuniões com a advogada-geral da União, Grace Mendonça, às 13h; com o ministro da Defesa, general Joaquim Silva e Luna, às 13h30; com o presidente da Federação Interestadual das Empresas de Transporte de Cargas, José Hélio Fernandes, às 15h; e com o governador de Rondônia, Daniel Pereira, às 15h30. 

Às 16h, Cármen Lúcia receberá a antropóloga Débora Diniz, com quem tratará de alguns projetos em tramitação no Congresso. Às 18h, vai se reunir com o presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros, Jayme de Oliveira.  


Fonte: Agência Brasil 

COMENTE!

Vereador é detido ao ser flagrado com carro clonado em Picos

O vereador foi levado para a delegacia para prestar esclarecimentos

Vereador é detido com veículo  de placas clonadas 
 Foto: Divulgação/PRF

O vereador do município de Monsenhor Hipólito, Flávio Rômulo Carvalho dos Anjos (PSB), mais conhecido como 'Maninho', de 25 anos, foi detido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) por conduzir um veículo com placas clonadas. 

Segundo a PRF, o vereador conduzia o carro Renault/Sandero de cor branca e placas KPZ-5238/SP, quando foi abordado no KM 330 da BR-316, em Picos. Após procedimentos de fiscalização, foram verificados vários indícios de adulterações nos sinais de identificação. 

A PRF descobriu que o veículo original era outro com as mesmas características, porém de placas LSK4278/RJ com ocorrência de roubo/furto em 28/02/2017 na cidade de São Gonçalo/RJ. 

Diante dos fatos, o vereador disse que não tinha conhecimento e que o veículo pertence à um irmão. Os agentes encaminharam Maninho para a Delegacia de Picos para prestar esclarecimentos. 

Vereador é detido com veículo de placas clonadas



Fonte: PRF 

COMENTE!

12 de abril de 2018

STF decide manter prisão do ex-ministro Antonio Palocci

Pedido de habeas corpus apresentado pela defesa do ex-ministro estava em pauta no plenário da Corte nesta quinta-feira (12)

STF decide manter prisão do ex-ministro Antonio Palocci 
 Foto: Rodolfo Buhrer/Reuters

Sete dos 11 dos ministros do Supremo Tribunal Federal votaram pela manutenção da prisão do ex-ministro Antonio Palocci em sessão realizada nesta quinta-feira (12), rejeitando pedido de habeas corpus apresentado pela defesa do petista. As informações são do G1.  

O relator da matéria, ministro Edson Fachin, votou contra a liberação do ex-ministro. O voto foi acompanhado pelos ministros Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Rosa Weber, Celso de Mello e pela presidente da Corte, Cármen Lúcia.

Votaram a favor da liberdade de Dirceu os ministros Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Marco Aurélio.

No ano passado, Palocci foi condenado pelo juiz federal Sérgio Moro a 12 anos, dois meses e 20 dias de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em um dos processos a que responde no âmbito da Lava Jato.

A maioria de votos foi formada com base no voto do relator, proferido na sessão de quarta-feira (11). Fachin entendeu que há risco para a ordem pública, caso o ex-ministro seja libertado. Para o ministro, Palocci ainda tem influência e parte dos recursos que foram desviados ainda não foi recuperado. "Esse cenário revela periculosidade concreta do agente, circunstância que evidencia fundado receio de práticas de futuras infrações", entendeu o relator.

Para Gilmar, o prazo indefinido das prisões preventivas é uma forma de tortura para viabilizar acordos de delação premiada. “Vertentes que pretendem restringir o habeas corpus, limitar o habeas corpus estão, obviamente, fazendo rima com o AI-5”, disse.

Lewandowski entendeu que, com o encerramento das investigações e a definição da sentença do ex-ministro, não há mais necessidade da continuidade da prisão. "Com a prolação da sentença, a prisão preventiva já exauriu todos os seus efeitos, no tocante ao requisito da conveniência da instrução criminal, não mais substituindo risco de interferência na produção probatória, razão pela qual não se justifica, sob este fundamento, a manutenção da custódia cautelar", argumentou.

De acordo com as investigações, a empreiteira Odebrecht tinha uma espécie de "conta-corrente de propina” com o PT, partido do ex-ministro. De acordo com os investigadores, a conta era gerida por Palocci, e os pagamentos a ele eram feitos por meio do Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht – responsável pelo pagamento de propina a políticos – em troca de benefícios indevidos na Petrobras.

No STF, a defesa de Palocci alegou que o caso deveria ser julgado pela Segunda Turma da Corte, e não pelo plenário.  Além disso, os advogados criticaram o “uso da prisão preventiva como forma ilegal de antecipação de pena". Com informações da Agência Brasil.



Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

PSDB tenta agora fazer de Alckmin senador e de Doria presidente

Tucanos veem Doria com perfil ideal para encarar adversários

 
 Foto: Reprodução

Políticos do PSDB tentam atrair Geraldo Alckmin para uma conversa difícil. Com pesquisas nas mãos, eles se convenceram de que sua candidatura presidencial é fraca. Pior: temem que eventual delação premiada do operador tucano Paulo Preto inviabilize todo o projeto do PSDB. A parte mais delicada da conversa será convencer Alckmin, comandante do partido, a trabalhar pelo projeto João Doria presidente. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

As pesquisas identificam a necessidade de um candidato de centro, equilibrado, mas com “pegada” para enfrentar petistas e bolsonaristas.

As pesquisas também indicam uma eleição fácil de Geraldo Alckmin para o Senado, em São Paulo, onde mantém eleitorado fiel.

Se Doria virar o candidato, os tucanos admitem honrar o compromisso de Alckmin, apoiando a reeleição do governador Márcio França (PSB).

Pelas pesquisas, com o País radicalizado entre direita e esquerda, há chances de êxito de um nome do centro atrair votos dos dois lados.


Fonte: Diário do Poder 

COMENTE!

Mulher de coronel pagou obra da filha de Temer em dinheiro vivo, diz jornal

Caso é investigado pela Operação Skala, que tem como alvo amigos do presidente

 
 Foto: Reprodução

As despesas da reforma da casa de Maristela Temer, filha do presidente Michel Temer, teriam sido pagas pela arquiteta Maria Rita Fratezi, mulher do Coronel João Baptista Lima Filho. Isso é o que relatou um dos fornecedores da obra, num bairro nobre de São Paulo, ao jornal Folha de S.Paulo.

À reportagem, publicada nesta quinta-feira, 12, Piero Cosulich, dono da Ibiza Acabamentos – uma das empresas que entregaram material na residência de Maristela – afirmou que Maria Rita era quem levava, pessoalmente, o dinheiro na loja.

“Foi Maria Rita Fratezi quem fez os pagamentos, em espécie, em parcelas. Os pagamentos foram feitos dentro da loja”, disse o fornecedor. “Ela [Maria Rita] vinha fazer o pagamento. Se estava dentro de um envelope, dentro de uma bolsa, não sei te confirmar”, afirmou.

Tanto Maria Rita quanto o seu marido foram alvos da Operação Skala, deflagrada no dia 29 de março, que investiga um esquema de corrupção usado para beneficiar empresas do setor portuário com a renovação de concessões públicas. Amigo de Temer, o coronel passou três dias preso e sua esposa foi chamada para depor.

A Polícia Federal investiga se a obra no imóvel de Maristela Temer foi paga com propina da JBS.



Fonte: Diário do Poder 

COMENTE!

STJ tira Alckmin da rota da Lava Jato em São Paulo

Tucano perdeu foro privilegiado ao renunciar do governo de São Paulo para concorrer às eleições

STJ tira Alckmin da rota da Lava Jato em São Paulo 
 Foto: Adriano Machado / Reuters

A ministra do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Nancy Andrighi, relatora de um inquérito sobre o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP), decidiu nesta quarta-feira (11) enviar a investigação para a Justiça Eleitoral de São Paulo.  

Com a decisão, o caso, que segue em sigilo, ficará fora do alcance dos investigadores da Lava Jato em São Paulo. No entanto, se a Justiça determinar, poderá haver compartilhamento de provas com a força-tarefa da operação no estado.

A investigação foi aberta no STJ em novembro do ano passado a pedido da PGR (Procuradoria-Geral da República) com base em delações de executivos da empreiteira Odebrecht. Os delatores disseram ter acertado com Alckmin e repassado à sua campanha valores superiores a R$ 10 milhões por meio de caixa dois em 2010 e 2014.

O tucano era investigado perante o STJ porque, como governador, tinha foro especial nessa corte. Ao renunciar no último sábado (7) para concorrer à Presidência, ele perdeu o foro especial.

Andrighi atendeu a requerimento do vice-procurador-geral, Luciano Mariz Maia, encarregado pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, de oficiar perante o STJ. Segundo ele, as investigações indicam a prática de crime eleitoral.

Além de Alckmin, são investigados no inquérito Adhemar Cesar Ribeiro, cunhado de Alckmin, e Marcos Monteiro, ex-secretário de Planejamento de São Paulo. Ambos foram acusados por delatores da Odebrecht de terem sido intermediários nos repasses ilícitos.

A narrativa dos supostos pagamentos foi feita por três executivos da empreiteira: Benedicto Júnior, Carlos Armando Paschoal e Arnaldo Cumplido de Souza e Silva. Alckmin já negou enfaticamente que tenha recebido recursos ilegais. Seu cunhado não tem se pronunciado sobre o caso.

No início desta semana, procuradores da força-tarefa da Lava Jato em São Paulo pediram à PGR acesso às investigações sobre Alckmin que tramitavam no STJ, sob o argumento de que o ex-governador havia perdido o foro.

Em ofício, o vice-procurador-geral informou aos procuradores paulistas que essa é a única investigação sobre Alckmin no STJ e que, como é a praxe, caberia à Justiça dar a eles cópias do procedimento, e não à PGR.

"Os fatos vindos a público em abril de 2017 [quando o Supremo Tribunal Federal homologou as delações da Odebrecht e as tornou públicas] indicavam suposta prática de crime eleitoral", escreveu Maia no ofício.

Repasses ilícitos para campanha eleitoral em geral são enquadrados no artigo 350 do Código Eleitoral ("Omitir, em documento público ou particular, declaração que dele devia constar, ou nele inserir ou fazer inserir declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, para fins eleitorais"), crime considerado brando e que prevê pena de até cinco anos de prisão.

Pouco antes de a decisão de Andrighi ser divulgada, Alckmin disse, em passagem pelo Senado nesta tarde, que esperava que o caso fosse para a Justiça Eleitoral.

"A delação é de natureza eleitoral e sem nenhuma procedência. Isso vai ficar claro, é só aguardar um pouquinho", declarou o tucano. Com informações da Folhapress.



Fonte: Folhapress

COMENTE!

11 de abril de 2018

Morre Dona Alaídes, esposa do jornalista Pedro Alcântara

Dona Alaídes estava internada há vários dias depois de sofrer um AVC

 
 Jornalista Pedro Alcantara (Foto: Gabriel Tôrres/CT)

Faleceu na manhã desta quarta-feira (11), em Teresina, a esposa do jornalista e apresentador Pedro Alcântara do Nascimento, Alaídes Paz Carvalho do Nascimento, mãe do delegado Luciano Alcântara. Dona Alaídes estava internada há varios dias no Hospital São Marcos depois de sofrer um acidente vascular cerebral (AVC).

O velório acontecerá na Igreja Capelinha de Palha, no bairro Nossa Senhora das Graças, zona sul de Teresina, às 15 horas e o sepultamento será realizado, às 9 horas desta quinta-feira (12), no cemitério Dom Bosco, no bairro Vermelha.

Alaídes deixa três filhos e três netos.    



COMENTE!

Lava Jato pede envio de ação contra Alckmin à primeira instância

Força-tarefa da operação pede procedimento 'com urgência'

 
 Geraldo Alckmin (Foto: Reprodução)

O Ministério Público Federal em São Paulo (MPF-SP) requereu ao vice-procurador-geral da República, Luciano Mariz Maia, que remeta o inquérito sobre ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) na Operação Lava Jato ‘com urgência’.

As investigações sobre o tucano eram de competência do Superior Tribunal de Justiça (STJ) até o último dia em que permaneceu no Palácio dos Bandeirantes. Alckmin renunciou ao cargo na última sexta-feira, 6, para disputar o cargo de presidente da República. Dessa forma, ele perdeu o foro privilegiado.

A pressa para a mudança de foro se deve, segundo os procuradores da força tarefa da Operação Lava Jato no estado, ao “andamento avançado de outras apurações correlatas sob nossa responsabilidade”. Na investigação, Geraldo Alckmin é suspeito de receber doações ilícitas de campanha por meio de seu cunhado, Adhemar César Ribeiro.  


Fonte: Diário do Poder 

COMENTE!

STF julga nesta quarta-feira habeas corpus de Maluf e Palocci

Atualmente, deputado afastado cumpre prisão domiciliar, graças a uma liminar do ministro Dias Toffoli, enquanto o ex-ministro segue ocupando uma das celas da superintendência da PF em Curitiba

STF julga nesta quarta-feira habeas corpus de Maluf e Palocci 
 Foto: Nelson Jr./SCO/STF

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) julgam, nesta quarta-feira (11), os habeas corpus do deputado afastado Paulo Maluf (PP-SP) e do ex-ministro Antonio Palocci.  

O deputado foi condenado a sete anos, nove meses e dez dias de prisão, em regime fechado, acusado de lavagem de dinheiro, pelo próprio STF. Ele ocupava uma das celas do presídio da Papuda, no Distrito Federal, até o dia 28 último, quando o ministro Dias Toffoli autorizou, em decisão liminar, sua prisão domiciliar.

Como os entendimento dos ministros Edson Fachin - relator do caso na Corte e responsável pela ordem de prisão do parlamentar -, e Dias Toffoli divergem, a questão será decidida pelo plenário.

Segundo laudo divulgado nessa terça-feira (10) pela defesa de Maluf, ele está com câncer de próstata com metástase óssea, incontinência urinária, cardiotapia, anemia, confusão mental e depressão.

Segundo caso

Já Palocci aproveitou a decisão da presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia, em julgar o habeas corpus do ex-presidente Lula, "furando a fila", conforme criticou o próprio ex-ministro, para cobrar a inclusão do recurso na pauta.

Em despacho no último dia 26, Fachin, que é relator também deste caso no STF, decidiu que esperaria a conclusão do julgamento do pedido de Lula para analisar a solicitação. "Pois bem, como é do conhecimento desta nobre relatoria, este Supremo Tribunal Federal encerrou aquele julgamento (Lula) na madrugada do dia de hoje (05.04.2018). De tal sorte, findo o julgamento do habeas corpus nº 152.752 (Lula), e sacramentada definitivamente pelo plenário a admissibilidade da impetração de habeas corpus substitutivo de recurso ordinário, reitera-se o pedido para que o presente writ seja julgado na 2ª Turma, na sessão do dia 10.04.2018", escreveram, na última semana, os advogados Alessandro Silverio, Bruno Augusto Gonçalves Vianna e Sylvio Lourenço da Silveira Filho, que defendem Palocci.

O ex-ministro foi condenado pelo juiz Sergio Moro, em junho de 2017, a 12 anos de prisão, por lavagem de dinheiro e corrupção passiva. Ele ainda não foi julgado em segunda instância, e a defesa critica o tempo alongado da prisão, já que está detido preventivamente, desde setembro de 2016, na superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR).



Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

10 de abril de 2018

Nove novos ministros serão empossados nesta terça-feira por Temer

A posse coletiva ocorrerá no Palácio do Planalto

Nove novos ministros serão empossados nesta terça-feira por Temer 
 Foto: Pixabay / skeeze

A assessoria da Presidência da República confirmou a posse de nove ministros amanhã (10), às 15h. A reforma ministerial foi conduzida pelo presidente Michel Temer em virtude da necessidade da saída dos ministros que pretendem disputar as eleições deste ano, na chamada desincompatibilização. A posse coletiva ocorrerá no Palácio do Planalto.  

Tomam posse amanhã Eduardo Guardia (Fazenda), Rossieli Soares da Silva (Educação), Alberto Beltrame (Desenvolvimento Social), Marcos Jorge (Indústria, Comércio Exterior e Serviços), Esteves Colnago (Planejamento), Leandro Cruz Fróes da Silva (Esporte), Vinicius Lummertz (Turismo), Antônio de Pádua de Deus (Integração Nacional) e Moreira Franco (Minas e Energia). 

Para assumir o ministério de Minas e Energia, Moreira Franco deixa a Secretaria-Geral da Presidência da República. Temer, no entanto, ainda não definiu quem ocupará a pasta. Dyogo Oliveira, que deixou o Ministério do Planejamento para assumir o BNDES, e Moreira Franco são os únicos que deixaram algum ministério, mas continuam no governo.

A maioria dos agora ex-ministros retoma seus mandatos na Câmara dos Deputados e concorrerá à reeleição para o cargo. Alguns, no entanto, decidiram pela primeira vez buscar uma vaga no Senado, que desta vez terá renovação de 2/3 dos senadores, cujo mandato é de oito anos.

De acordo com a Lei de Inelegibilidades (Lei Complementar nº 64/1990), além de ministros de Estado e magistrados, presidentes, diretores e superintendentes de empresas públicas, bem como chefes de órgãos que fazem assessoramento direto, também devem pedir exoneração na mesma data. Candidatos à reeleição para os cargos de governador e presidente da República não precisam deixar o cargo. Com informações da Agência Brasil.  



Fonte: Agência Brasil 

COMENTE!

Quem é a juíza que vai decidir a vida de Lula na prisão

A juíza federal Carolina Moura Lebbos será a responsável por decidir o futuro do ex-presidente Lula na prisão

Quem é a juíza que vai decidir a vida de Lula na prisão   
 Foto: Reuters

A Justiça Federal, no Paraná, abriu nesta segunda-feira, 9, o processo de execução provisória da pena de prisão de Luiz Inácio Lula da Silva: condenado a 12 anos e 1 mês, em regime fechado, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP).  

A juíza federal Carolina Moura Lebbos será a responsável por decidir se mantém o ex-presidente na sala reservada para seu encarceramento na Polícia Federal, em Curitiba, ou se transfere o petista para outro lugar e quando ele progredirá de regime.

Juíza substituta da 12.ª Vara Federal de Curitiba - responsável pela área de execução das penas dos presos -, será ela que determinará, à partir de agora, as condições em que Lula será mantido: como deve ser tratado, o que pode - e não pode - fazer no período em que estiver cumprindo a pena e as regras de progressão, em que terá direito a diminuir os anos que terá que cumprir, conforme seu comportamento, atitudes e passar do tempo.

A juíza é a mesma que conduz o processo de execução penal do empresário e delator Marcelo Odebrecht, que no início do ano progrediu para o regime de prisão domiciliar, com tornozeleira eletrônica, depois de uma temporada de 2 anos e meio encarcerado em Curitiba, o berço da Lava Jato.

Fichado

O documento inicial do processo é a ficha individual provisória, em que Lula foi fichado como condenado.

A histórica Ficha Individual tem a qualificação de Lula. Nela constam nome, alcunha, nacionalidade, estado civil, profissão, escolaridade e se é foragido. Além de endereço, dados dos defensores, há registro dos inquéritos de origem do processo que resultaram na pena, se houve prisão, em que unidade está recolhido.

O documento, que tem os dados da sentença, com detalhes da pena dada ao ex-presidente, dos crimes cometidos, serve de origem para o processo em que a defesa de Lula vai agora requerer sua transferência e eventuais benefícios. Com informações do Estadão Conteúdo.




Fonte: Estadão Conteúdo 

COMENTE!

09 de abril de 2018

Robert Rios cobra avaliação do reajuste dos policiais

Robert lembrou que há anos, os policiais das respectivas categorias estão lutando por aumento de salários

 
 Deputado Robert Rios (Foto: Reprodução/ ALEPI)

O deputado Robert Rios (DEM) falou hoje (9) sobre as mensagens do Governo que estão sendo enviadas para a Assembleia e que mesmo incompletas estão sendo lidas. Outro assunto discutido pelo parlamentar foi sobre o aumento de apenas 1% (um por cento) para a categoria dos policiais civis e militares. “O que o governador faz com as categorias dos policiais civis e militares, é um crime. É uma maneira de o governador demonstrar o desprezo que ele tem, pelos policiais piauienses, civis e militares”, observou.

Robert lembrou que há anos, os policiais das respectivas categorias estão lutando por aumento de salários e o governador chega a ser um enorme absurdo.  “O que é que um policial vai fazer com um por cento de aumento. Um por cento, perto daquele jantar, na casa do governador, que nós descrevemos, aqui, em outra oportunidade, onde foi dito que um governador que gasta mil reais com carne e peixe, por dia e dá para um policia civil e militar, que todo dia arrisca sua vida, enfrentando bandido, apenas um por cento de aumento em seus salários, isso é um escárnio”, indaga.

E acrescentou que a área da segurança pública é muito sensível e delicada. E que é preciso ser feita uma discussão sobre o assunto, nas comissões, e sugeriu a convocação de uma audiência pública, e que os representantes dos sindicatos e associações dessas categorias possam participar. “Que os policiais civis e militares possam vir para esta Casa, amanhã, durante a reunião da CCJ, para discutirmos o projeto e mostrar o seu grau de insatisfação, com essa asneira, que pratica o governador Wellington Dias. Um por cento de aumento é deboche, escárnio é uma ofensiva a uma categoria de policias civis e militares, que todo dia arriscam suas vidas”, concluiu. 

 

 

Lindalva Miranda  
Edição: Katya D'Angelles
Fonte: ALEPI 

COMENTE!

Juiz marca depoimento de Lula na Zelotes para 21 de junho

Na ação penal, ex-presidente é acusado, junto com o filho, Luís Cláudio, de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa

Juiz marca depoimento de Lula na Zelotes para 21 de junho 
 Foto: Reuters

O juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília, marcou para 21 de junho o interrogatório do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, às 9h30, em local a ser definido, dentro do processo a que ele responde na Operação Zelotes. O petista é suspeito de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa.  

A data foi definida no dia 13 de março, antes da prisão de Lula, no caso do triplex no Guarujá. A defesa, também antes de o ex-presidente começar a cumprir pena de 12 anos e um mês, já havia pedido para o magistrado rever a marcação. Ele ainda não se pronunciou.

O caso apura supostos crimes na compra de 36 caças suecos pelo governo federal entre 2013 e 2015, durante a gestão da ex-presidente Dilma Rousseff. Segundo denúncia do Ministério Público Federal, montadoras teriam sido beneficiadas no esquema.

Também são réus no processo o filho de Lula, Luís Cláudio Lula da Silva, e os lobistas Mauro Marcondes e Cristina Mautoni. Os três serão ouvidos no mesmo dia.

O ex-presidente nega as acusações, afirmando que nunca interferiu na aprovação de medidas provisórias ou no processo de escolha e compra dos caças pelo Brasil.

Conforme o portal Uol, o interrogatório do ex-presidente neste processo já foi adiado ou suspenso em pelo menos três ocasiões. A última delas no dia 20 de fevereiro, quando a 4ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) decidiu manter o depoimento suspenso até que todas as etapas relativas à convocação de testemunhas fossem cumpridas, atendendo a pedido dos advogados de Lula.



Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

PT reafirma candidatura de Lula mesmo após prisão

Partido vai se reunir nesta segunda-feira (9)

PT reafirma candidatura de Lula mesmo após prisão 
 Foto: Reuters / Ueslei Marcelino

O comando do PT vai reafirmar a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Planalto, mesmo após o petista ter se entregado à Polícia Federal no sábado (7). O partido fará uma renião nesta segunda-feira (9) dedicada à articulação política em apoio a Lula.  

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, a candidatura à Presidência está sendo levada como uma estratégia de defesa. O principal argumento para tirar o ex-presidente do cárcere é o de que o petista é alvo de uma perseguição política. Por enquanto, o PT ainda evita falar em "plano B".

O líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS), afirmou que uma nota reafirmando a sua candidatura deverá ser divulgada após a reunião.

É também nesta segunda que dirigentes partidários vão saber se poderão visitar Lula na sede da Polícia Federal em Curitiba.



Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

08 de abril de 2018

Luciano afirma em Paulistana que o Piauí está esquecido e precisa de gestão participativa

O parlamentar destacou também que seminário chegou à Paulistana para manifestar o desejo de transformar a realidade do Piauí.



“Falta vontade política para fazer as coisas acontecerem e tirar o Piauí desse total esquecimento”. A afirmação foi feita pelo deputado estadual Luciano Nunes, pré-candidato ao Governo do Estado, em seminário de formação política realizado pelo PSDB na cidade de Paulistana no último sábado, que reuniu representantes de 15 municípios do território de desenvolvimento do Vale do Rio Itaim.

De acordo com o deputado Luciano Nunes, o sentimento de inconformismo e indignação é o que tem unido as pessoas nesses seminários que têm acontecido pelo interior do Estado. “Saúde, educação, segurança pública, infraestrutura, todas essas áreas estão esquecidas pelo Governo do Estado. Na saúde pública, onde a gestão está a cargo do governo, a população está sofrendo. Na segurança pública o caos está instalado, onde a bandidagem está solta e o cidadão de bem preso dentro de casa. O Piauí virou um cemitério de obras inacabadas. Na educação está no fim da fila. Não gera emprega e renda porque não atrai indústrias e fecha as poucas que têm. O apoio ao agricultor não existe”, enumerou.

O parlamentar destacou também que seminário chegou à Paulistana para manifestar o desejo de transformar a realidade do Piauí. “Precisamos de uma gestão séria, equilibrada, com planejamento estratégico e participação dos municípios e da comunidade nas decisões. O povo do Piauí precisa voltar a acreditar nos seus governantes, na palavra dada. Nós precisamos de um novo tempo, uma nova era no Estado do Piauí. E o nosso chamamento nessa caminhada pelo Piauí é para fazermos a mudança que o Piauí precisa”, disse.

Luciano acrescentou que o seminário foi produtivo, motivador e bastante participativo. “Saio cada vez mais convicto de que o Piauí pode dar certo sim e que os piauienses anseiam por um Estado mais forte e desenvolvido. Vamos continuar trabalhando pela mudança que o Piauí precisa”, enfatizou o pré-candidato.

Este é o terceiro de uma série de 12 seminários que acontecerá até o mês de julho. Receberão ainda os seminários os municípios de São Raimundo Nonato (polo Serra da Capivara); Parnaíba (polo Planície Litorânea); Uruçuí (polo Tabuleiro do Alto Parnaíba); Teresina (polo Entre Rios); Campo Maior (polo Carnaubais); Valença (polo vale do Sambito); Picos (polo Rio Guaribas); Oeiras (polo Vale do Canidé) e Floriano, que representará o polo vale dos Rios Piauí e Itaueiras.  



 
 



Fonte: Assessoria 

COMENTE!

Senador Elmano Férrer se filia ao Podemos

O senador assume também a comissão provisória do Podemos no Piauí.

Aconteceu neste sábado, dia 7, a filiação do senador Elmano Férrer ao Podemos. O ato, que aconteceu no escritório do parlamentar na capital, contou com a presença da deputada federal e presidente nacional do Podemos, Renata Abreu, do ex-senador João Vicente Claudino, do deputado estadual Dr. Pessoa, vereadores, prefeitos, presidentes de partidos e lideranças do Estado.

“Estamos muito felizes que o senador Elmano veio para o Podemos. Ele é um homem cheio de sonhos, de uma trajetória limpa, uma história digna e que agora vem com a gente construir esse sonho de um Brasil melhor”, afirmou a presidente nacional do Podemos, Renata Abreu.

O senador assume também a comissão provisória do Podemos no Piauí. “Eu tenho mandato até 2022 no Senado Federal. A minha preocupação é traduzir em projetos, não só físicos, como ideias também, aquilo que o povo brasileiro está aspirando. Há um descrédito na política, nos partidos e dos políticos. Assim precisamos de uma nova concepção do que está acontecendo. Temos que reconstruir o estado brasileiro e é isso que o povo quer", ressaltou Elmano Férrer.

Durante o ato, o advogado Sigifroi Moreno, o vereador Ricardo Bandeira, o ex-vereador Renato Berger e outras lideranças também realizaram a filiação.  

 


 
Fonte: Assessoria 

COMENTE!

Lula passa primeira noite em prisão

Ex-presidente se entregou à Polícia Federal às 18h40 deste sábado (7)

Lula passa primeira noite em prisão 
 Foto: Reuters / Ricardo Moraes

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou na noite deste sábado (7) na sede da Polícia Federal, em Curitiba, onde vai cumprir sua pena por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex em Guarujá (SP). A sentença definida é de 12 anos e 1 mês de prisão, com início em regime fechado.  

O juiz federal Sérgio Moro determinou que Lula ficará preso em uma sala especial de 15 metros quadrados, localizada no 4º andar do prédio da PF. Sua cela tem cama, mesa e um banheiro próprio. A instalação de uma televisão também foi autorizada.

De acordo com informações do 'O Globo', o espaço é isolado dos demais presos da Lava Jato, a exemplo dos ex-ministro Antonio Palocci e do empreiteiro e sócio da OAS, Aldemário Pinheiro Filho, o Léo Pinheiro.

O ex-presidente terá direito a duas horas diárias de banho de sol, que será em horários distintos dos demais, assim como as visitas. Hoje, quem está preso na sede da PF recebe familiares as quartas-feiras, em um mesmo espaço e ao mesmo tempo.

Lula se entregou à Polícia Federal às 18h40 deste sábado (7), quase 26 horas após o prazo dado pelo juiz Sergio Moro. A decisão foi anunciada durante um discurso de 55 minutos na cerimônia para a ex-primeira-dama Marisa Letícia, realizada em frente à sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo (SP). 

Por mais de duas horas, manifestantes impediram que Lula deixasse a sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo, onde estava desde quinta (5), quando teve a prisão decretada.



Fonte: Notícias Ao Minuto

COMENTE!

06 de abril de 2018

Termina prazo para Lula se apresentar à Polícia Federal em Curitiba

Em Curitiba, o delegado da Polícia Federal Igor Romário de Paula informou que estava negociando com a defesa do ex-presidente para que ele se apresentasse

Termina prazo para Lula se apresentar à Polícia Federal em Curitiba 
 Foto: Reuters

Terminou às 17h desta sexta-feira (6) o prazo estipulado pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal no Paraná, para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se apresentar à Polícia Federal em Curitiba.  

Com a ordem de prisão, expedida na última quinta-feira (5), Lula está no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP) desde às 19h dessa quinta-feira. O ex-presidente reuniu-se com lideranças do partido e seus advogados. Do lado de fora, militantes fazem uma vigília em apoio a Lula. 

Em Curitiba, o delegado da Polícia Federal Igor Romário de Paula informou que estava negociando com a defesa do ex-presidente para que ele se apresentasse. De acordo com o delegado, não está descartada o prosseguimento da negociação mesmo após o fim do prazo estabelecido pela Justiça.

O delegado disse que a intenção é evitar confrontos, já que o ex-presidente está no sindicato cercado por apoiadores. Igor de Paula acrescentou que é remota a chance de a Polícia Federal entrar no sindicato para prender o ex-presidente.

STJ

Antes das 17h, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Félix Fischer negou habeas corpus protocolado pela defesa do ex-presidente  para anular o decreto de prisão assinado pelo juiz federal Sérgio Moro.

Na decisão na qual decretou a prisão, Moro explicou que Lula não ficará em uma cela “em atenção à dignidade cargo que ocupou”. De acordo com o juiz, o ex-presidente deve ficar separado dos demais presos para “preservar sua integridade física e moral”.

A prisão de Lula foi decretada com base no entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), fixado em 2016, que autorizou a execução provisória da pena de condenados pela segunda instância da Justiça. Na quarta-feira (4), a defesa do ex-presidente tentou reverter o entendimento, mas, por 6 votos a 5, a Corte negou um habeas corpus preventivo para evitar a prisão.



Fonte: Agência Brasil 

COMENTE!

Firmino Filho avisa que não é candidato e apoia Luciano

Prefeito reclama que decisões do PSDB devem ser discutidas internamente

Resultado de imagem para Firmino Filho 
 Firmino Filho (Foto: Reprodução)

O prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB) agradecer a todas as manifestaram de apoio da população, das lideranças políticas e dos amigos á sua candidatura a governador do Piauí, "mas o compromisso firmado na campanha com a população da cidade de Teresina, que passa por grandes dificuldades, está mantido. Vamos honrar o mandato até o final, Portanto, não serei candidato a governador do Piauí". 

Firmino Filho afirmou que não pretende deixar o PSDB e vai apoiar o deputado estadual Luciano Nunes, pré-candidato a governador pelo partido. "Tenho uma história bonita de sucesso na cidades de Teresina. Nas últimas sete eleições o PSDB venceu todas elas, em quatro delas eu estive à frente. Como não sou candidato a nada, apoio o candidato do meu partido, portanto se o deputado Luciano Nunes for candidato, ele contará com o nosso voto”, avisou. 

Sobre a chegada de novos filiados, sem seu conhecimento, como o ex-governador Zé Filho, que se filiou ao PSDB na quinta-feira (5), Firmino Filho advertiu que as questões internas do PSDB devem ser debatidas dentro do partido. "Essa é a questão que deve ser discutida dentro do partido. O deputado Luciano Nunes tem buscado fortalecer o partido, mas é necessário sempre um diálogo interno, bem claro, transparente. Tenho tentado passar o nosso aprendizado...para que a transição seja feia de forma transparente, respeitosa, de forma que o partido não tenha essa unidade comprometida”, acrescentou. 

Sobre a sua ingerência na decisão do sobrinho, deputado Firmino Paulo, de mudar de partido, saindo do PSDB e ingressando no Proghressista, onde já está a primeira-dama de Teresina Lucy Silveira, Firmino filho lamentou que todos aqueles que querem dividir o partido, minar as nossas representações, tem insistido nessa agenda negativa. "Cada um responde pelas suas opiniões. Firmino tem RG e CPF próprio. A decisão é absolutamente dele. Atribuir a mim essa articulação é falaciosa e inverídica". 

Sobre a primeira-dama apoiar o governo Wellington Dias, já que faz parte do Progressistas, um dos maiores aliados do PT no Piauí, Firmino Filho lembrou que Lucy Silveira tem liderança própria trabalho próprio, trabalho nas comunidades. Ela não gosta de aparecer. É o estilo dela, mas faz mais política do que eu. Ela é candidata a deputada estadual”.. 


Fonte: Paulo Pincel  
PiauiHoje.com 

COMENTE!

Wilson Brandão e Firmino Paulo se filiam ao PP de Ciro

A solenidade aconteceu hoje (6) no auditório da APPM que está lotado

 Firmino Paulo e Wilson Brandão (Foto: Reprodução/ Montagem )
 
O Progressistas realizou nesta sexta-feira (6), no auditório da Associação Piauiense de Municípios (APPM), em Teresina, a filiação dos deputados estaduais Wilson Brandão (ex-PSB) e Firmino Paulo (ex-PSDB), além de seis prefeitos e lideranças políticas de várias cidades do interior do Piauí, que enviaram caravanas para participar da solenidade. 

O presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira, chegou acompanhado da esposa, deputada federal Iracem Portela, e do presidente do partido no Piauí, deputado estadual Júlio Arcoverde. Ciro Nogueira elogiou a trajetória política dos dois deputados e ressaltou que o partido se reforça para as próximas disputas eleitorais no Piauí. Ciro é candidato a reeleição ao Senador Federal 

Já o deputado Júlio Arcoverde, a quem coube o discurso de abertura da solenidade, fez rasgados elogios à seleção do Progressistas, quando comparou Wilson Brandão a Neymar e Firmino Paulo a Felipe Coutinho. "São dois craque que chegaram pare reforçar nosso time. Hoje é um dia de festa, que marca o início de um grande projeto político pelo Piauí. Com certeza dois grandes homens estão felizes lá no céu: Lucídio Portela [senador] e Dirceu Arcoverde [governador que morreu no exercício do mandato, pai de Júlio] ". 

Além de Wilson Brandão e Firmino Paulo, assinaram filiação ao Progressistas os prefeitos Aotonio Erivan Rodrigues Fernandes (São João da Fronteira), Luis de Sousa Ribeiro Júnior (São Gonçalo do Piauí), Deusdete Lopes da Silva (Barro Duro), Pauila Miranda Amorim Araújo (Brasileira), Veridiano Carvalho de Melo (Lagoa do São Francisco) e Idevaldo Ribeiro (Várzea Branca); vice-prefeitos Liege da Cunha Cavalcante Ribeiro Gonçalves (Campo Maior) e Carlos Alberto Silvestre de Sousa (Cajazeiras do Piauí); lideranças políticas Sérgio de Santana Alencar (Capitão Gervásio), Gustavo Costa e Silva (Parnaíba), João Vila Nova Neto (Teresina), Bruno renan de Carvalho Lopes (Caridade do Pauí) e Simone LAvor do Rego Lobão (Teresina). 

Presentes, além de Ciro, Iracema, Júlio e dos novos filiados, estava a vice-governador MArgarete Coelho; suplente de deputado federal Mainha, deputados estaduais B. Sá, Belê Medeiros, Hélio Isaías.



Fonte: Paulo Pincel
PiauiHoje.com 

COMENTE!

STJ nega habeas corpus a Lula, diz defesa do ex-presidente

Ministro Félix Fischer foi responsável pela decisão contra o recurso que tentava evitar a prisão do ex-presidente

STJ nega habeas corpus a Lula, diz defesa do ex-presidente 
 Foto: Adriano Machado / Reuters

O ministro Félix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou o habeas corpus apresentado pela defesa de Luiz Inácio Lula da Silva, nesta manhã (6), para evitar a prisão dele, segundo informou o advogado Sepúlveda Pertence, que integra a defesa do ex-presidente. As informações são da GloboNews.  

A argumentação da defesa era de ainda haver recursos a serem analisados pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). Lula foi condenado a 12 anos e um mês de prisão na ação penal do tríplex do Guarujá (SP), na Operação Lava Jato.

O pedido foi apresentado após o juiz Sérgio Moro ter determinado que Lula se apresente hoje à Polícia Federal em Curitiba (PR), onde deverá dar início ao cumprimento da pena.

Na última quarta (4), o Supremo Tribunal Federal (STF) também negou um habeas corpus protocolado pela defesa do ex-presidente para mudar o entendimento firmado pelo STF em 2016, quando foi autorizada a prisão após o fim dos recursos naquela instância.

Na decisão, Moro explicou que, embora caiba mais um recurso contra a condenação de Lula, os chamados embargos dos embargos, a medida não poderá rever os 12 anos de pena.

"Hipotéticos embargos de declaração de embargos de declaração constituem apenas uma patologia protelatória e que deveria ser eliminada do mundo jurídico. De qualquer modo, embargos de declaração não alteram julgados, com o que as condenações não são passíveis de alteração na segunda instância", disse Moro.


Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

05 de abril de 2018

Moro manda prender Lula, que considera decisão "absurda"

O juiz de Curitiba também proibiu que sejam utilizadas algemas no ex-presidente

Sérgio Moro e Luiz Inácio Lula da Siva 
 Foto: Montagem

O juiz Sérgio Moro ordenou a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e deu prazo até as 17h desta sexta-feira (6) para o petista se entregar. Lula considerou um "absurdo" a ordem de prisão expedida pelo juiz Sérgio Moro, que não teria respeitado o fim do julgamento em segunda instância para realizar seu "sonho de consumo": a prisão de um ex-presidente. A entrevista concecida ao jornalista Kennedy Alencar, que adiantou que Lula ainda não decidiu se irá se entregar à Justiça. 

O despacho do juiz da Lava Jato foi proferido no fim da tarde desta quinta-feira (5), menos de 24 horas após o Supremo Tribunal Federal (STF) abrir caminho para a prisão de Lula ao rejeitar o habeas corpus de sua defesa. 

Responsável por condenar, na primeira instância, o ex-presidente por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex no Guarujá (SP), Moro justificou a concessão de prazo para Lula se entregar voluntariamente alegando a "dignidade do cargo" que o petista ocupou. O juiz de Curitiba também proibiu que sejam utilizadas algemas no ex-presidente. 

"Relativamente ao condenado e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, concedo-lhe, em atenção à dignidade do cargo que ocupou, a oportunidade de apresentar-se voluntariamente à Polícia Federal em Curitiba até as 17h do dia 06/04/2018, quando deverá ser cumprido o mandado de prisão. Vedada a utilização de algemas em qualquer hipótese", determinou o juiz da Lava Jato. 

A maioria dos ministros do STF decidiu nesta quarta-feira (4) que o juiz Sérgio Moro poderia ordernar a prisão imediata de Lula tão logo seu processo fosse encerrado no Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF-4). 

Os advogados do ex-presidente passaram então a defender o entendimento de que a tramitação dessa ação penal ainda não se exauriu, uma vez que ainda serão apresentados embargos de declaração sobre os embargos de declaração já rejeitados pelo TRF-4.
Em seu despacho, o juiz Moro considerou que não caberia aguardar o julgamento desse tipo de recurso pois, em seu entendimento, esses novos embargos "constituem apenas uma patologia protelatória". 

"Não cabem mais recursos com efeitos suspensivos junto ao Egrégio Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Não houve divergência a ensejar infringentes. Hipotéticos embargos de declaração de embargos de declaração constituem apenas uma patologia protelatória e que deveria ser eliminada do mundo jurídico. De qualquer modo, embargos de declaração não alteram julgados, com o que as condenações não são passíveis de alteração na segunda instância", escreveu o juiz. 

O próprio TRF-4 oficiou o juiz de Curitiba para determinar a execução da pena do ex-presidente, informando que já houve o "o exaurimento dessa instância recursal". O ofício foi assinado pelo presidente da Corte, desembargador Leandro Paulsen. 

Moro também determinou a prisão dos empreiteiros da OAS José Adelmário Pinheiro Filho (o Léo Pinheiro), e Agenor Franklin Magalhães Medeiros – estes dois não terão prazo para se entregar voluntariamente. 

Os dois executivos da OAS também foram condenados na ação penal da Lava Jato sobre o apartamento alegadamente comprado e reformado pela construtora para favorecer Lula em troca de favorecimento em contratos com a Petrobras. 


Veja a íntegra do despacho! 




Fonte: Ultimosegundo

COMENTE!

Ordem de prisão de Lula surpreende Planalto

No momento da notícia de que o juiz Sérgio Moro havia decretado a execução da pena e dado um prazo até amanhã as 17 horas para se entregar, Temer estava com alguns auxiliares

Ordem de prisão de Lula surpreende Planalto 
 Foto: Marcos Corrêa/PR

A notícia da decretação da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva surpreendeu o Palácio do Planalto pela velocidade com que aconteceu. Auxiliares do presidente Michel Temer afirmaram que o momento pede "serenidade" e que é preciso avaliar o impacto da prisão do ex-presidente tanto na situação atual do País - que passa por uma admitida crise institucional - como no cenário eleitoral. Oficialmente, o Planalto informou que não iria comentar.  

Interlocutores destacam que ter um ex-presidente da República preso, além de inédito, é uma situação grave para o País institucionalmente e justamente por isso é preciso aguardar o desenrolar dos fatos com serenidade.

No momento da notícia de que o juiz Sérgio Moro havia decretado a execução da pena e dado um prazo até amanhã as 17 horas para se entregar, Temer estava com alguns auxiliares, entre eles, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha. Segundo interlocutores, ao receber a noticia, Temer estava em uma ligação e depois atendeu outros telefonemas.

Uma explicação para o motivo da cautela nas declarações de aliados de Temer é que o governo sabe que a decisão contra o petista pode futuramente influenciar a situação de diversos políticos, incluindo os caciques do MDB e de outros partidos, que são investigados.

Segurança

A maior preocupação neste momento, ressaltam, é com a segurança, já que aliados de Lula já iniciaram manifestações pelo País. Conforme mostrou o jornal O Estado de S. Paulo na semana passada, o episódio de tiros disparados contra ônibus da caravana do ex-presidente Lula elevou a preocupação com a segurança do presidente, principalmente, caso ele leve adiante o plano de disputar a reeleição.

Autoridades do governo avaliam que se instaurou no País, de maneira inédita, um clima de rivalidade e ódio político, como ficou patente nos confrontos entre militantes petistas e opositores ao longo do trajeto da caravana de Lula. Segundo uma fonte ouvida sob a condição de anonimato, o "humor" da campanha preocupa e não haveria como oferecer "garantia absoluta" de segurança a Temer.

Até agora, Temer não pensa em cancelar nenhuma das agendas programadas para os próximos dias, incluindo a viagem para Salvador amanhã à noite, mesmo sabendo que a capital baiana é um importante reduto petista. Temer vai a capital baiana amanhã para participar da cerimônia de posse da diretoria da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb) e das comemorações dos 70 anos da entidade. No sábado deve ir a Foz do Iguaçu para o Simpósio nacional de Varejo e Shopping. Com informações do Estadão Conteúdo. 



Fonte: Estadão Conteúdo 

COMENTE!

Dilma disputará Senado por Minas Gerais

A ex-presidente mudará seu domicílio eleitoral

Dilma disputará Senado por Minas Gerais 
 Foto: Reuters

Mesmo sob o turbilhão de emoções com a expedição do mandado de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ocorrido nesta quinta-feira (5), Dilma Rousseff lançou sua candidatura ao Senado por Minas Gerais.  

Na sexta-feira (6), a ex-presidente vai mudar seu domicílio eleitoral para Minas Gerais, onde irá residir. O anúncio oficial será feito amanhã em Belo Horizonte, noticia a Folha de São Paulo.

A petista e outras lideranças estiveram reunidas com Lula no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo.


Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

Em apoio a Lula, Dilma e Gleisi vão ao Sindicato dos Metalúrgicos

Ato aconteceu em São Bernardo do Campo, nesta quinta-feira (5)

Em apoio a Lula, Dilma e Gleisi vão ao Sindicato dos Metalúrgicos 
 Foto: Rodolfo Buhrer / Reuters

Nesta quinta-feira (5), Dilma Rousseff, Gleisi Hoffmann, Luiz Inácio Lula da Silva participam de ato na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernado do Campo (SP). A manifestação ocorre logo após o juiz Sérgio Moro pedir a prisão do ex-presidente.  

Usando as redes sociais, a convocação para o ato foi feito pela senadora Gleisi Hoffmann, presidente do Partido dos Trabalhadores (PT).

Apoiadores do petista se reuniram em frente ao sindicato para uma vigília. Lula deve permanecer no local e decidir se se entrega ou não à PF. 



Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

04 de abril de 2018

Gilmar culpa PT por violência no país, mas vota a favor de Lula

Ministro concordou com concessão de habeas corpus ao ex-presidente contra prisão após condenação em segunda instância

Gilmar culpa PT por violência no país, mas vota a favor de Lula 
 Foto: DR

O ministro Gilmar Mendes pediu para antecipar seu voto, em acordo com os colegas, durante a sessão no Supremo Tribunal Federal (STF) que julga habeas corpus do ex-presidente Lula. Ele votou pela concessão do recurso em favor do petista.  

Por meio do habeas corpus, os advogados de Lula querem evitar sua prisão, após condenação pela segunda instância da Justiça Federal, no caso do tríplex do Guarujá (SP).

Em janeiro, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) confirmou a pena imposta a Lula pelo juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato em primeira instância, a 12 anos e um mês em regime fechado, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Gilmar é o segundo a falar, logo após o relator do caso na Corte, ministro Edson Fachin, que votou contra o habeas corpus. Depois, o plenário seguirá a ordem normal de votação: Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio, Celso de Mello e Cármen Lúcia.

Gilmar iniciou seu voto destacando que é o plenário do Supremo que está deliberando sobre o tema e que há muito era sabida sobre a necessidade do debate. "E ele veio", disse. Segundo o ministro, é perfeitamente possível rever jurisprudência em plenário, por meio de um habeas corpus. "Estamos decidindo o tema", afirmou.

O ministro Gilmar Mendes lembrou que está na Casa há 15 anos e que "devemos muito desse quadro de intolerância nesse país à práatica que o PT desenvolveu ao longo dos anos." "Gestou-se esse germe ruim da violência. Acho que o PT tem uma grande chance nesse momento de fazer um pedido de desculpas público por esse tipo de ataque", completou.

O ministro argumentou que o recurso especial ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) pode mudar a pena, portanto, ela não deve começar a ser cumprida antes de decisão desta Corte. Sobre a prisão após condenação em segunda instância, Gilmar Mendes disse que "a possibilidade virou obrigação".

Segundo ele, as prisões automáticas, após a confirmação de condenações em segunda instância, o levaram a rever posicionamento sobre a matéria. "Se um tribunal for se curvar a isso, é melhor que ele desapareça, melhor que ele deixe de existir".

O ministro ainda destacou que os nazistas já defenderam a ideia da prisão automática. "Não se pode falar nisso sob pena de comprometer a democracia".

Para ele, o julgamento pelo STJ dá maior segurança para a execução da pena, e que o fim da prisão automática no segundo grau não altera o entendimento majoritário do STF. "Apenas muda-se o marco".

Gilmar Mendes disse ainda que o trânsito em julgado progressivo está em sintonia com as decisões do STF.


Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

03 de abril de 2018

PSB confirma filiação de Joaquim Barbosa para esta sexta-feira

Segundo o presidente da legenda, Carlos Siqueira, decisão sobre a candidatura do ex-ministro à presidência da República só ocorrerá dias antes da convenção partidária

PSB confirma filiação de Joaquim Barbosa para esta sexta-feira 
 Foto: Ueslei Marcelino / Reuters

O PSB confirmou a filiação do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa ao partido, em evento a ser realizado nesta sexta-feira (6). A informação foi dada pelo presidente da legenda, Carlos Siqueira, mas segundo ele o local ainda será definido, se em Brasília ou em São Paulo.  

No entanto, Siqueira fez questão de afirmar que a decisão sobre a candidatura de Barbosa à presidência da República só ocorrerá dias antes da convenção partidária. Pelo calendário eleitoral, o prazo para a realização das convenções é de 20 de julho a 5 de agosto.

"Primeiro ele vai se filiar. Depois vai pensar sobre candidatura, e o partido também vai pensar. Temos até 5 de agosto, é quase uma eternidade", destacou Siqueira.

Barbosa entrará no PSB no último dia possível para a filiação, após uma série de idas e vindas em torno da decisão de entrar para a política. Nas últimas pesquisa de intenção de votos, o ex-ministro apareceu com 5% da preferência dos eleitores.


Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

Wilson Brandão se filia ao Progressistas na sexta-feira

Deputado estadual pela sétima vez, Wilson Brandão vai reforçar o Progressistas

Almoço de boas vindas a Wilson Brandão na casa de Júlio Arcoverde 
 Foto: Assessoria parlamentar

O presidente nacional do Progressistas, senador piauiense Ciro Nogueira, preside a solenidade de filiação do deputado estadual Wilson Brandão ao Progressistas do Piauí. A solenidade acontece às 9h da próxima sexta-feira (6) a partir das 10h na sede da APPM. Wilson Brandão exerce o mandato de deputado pela sétima vez. 

Além de Ciro Nogueira, estarão presentes à festa de filiação a vice-governador Margarete Coelho, a deputada federal Iracema Portela, o presidente do Progressistas no Piauí, deputado estadual Júlio Arcoverde e outras liderançs partidárias. 

Há duas semanas, no sábado (24/3), um almoço na casa do deputado Júlio Arcoverde deu boas-vindas ao novo deputado progressista. Além de Wilson Brandão, participaram do almoço lideranças de vários partidos, Firmino Filho, Lucy Silveira, Margarete Coelho, Iracema Portela, Mainha, Belê Medeiros, B. Sá, Hélio Isaías e Joel Rodrigues. 

Ciro Nogueira participou do almoço
Ciro Nogueira participou do almoço 


Fonte: Paulo Pincel
PiauíHoje.com 

COMENTE!

Leida Diniz vai se candidatar a deputada federal pelo PT

A filiação da promotora ao PT deve acontecer ainda nesta semana

Promotora Leida Diniz 
 Foto: www.portalmandacaru.com.br

A promotora de Justiça Leida Diniz vai se filiar ao Partido dos Trabalhadores até o final desta semana para se candidatar a deputada federal nas eleições de 7 de outubro próximo. 

Natural de Cajazeiras, Paraíba, Leida Diniz já atuou como promotora em Barras, Porto e Teresina, com foco nas questões da criança e do adolescente, das mulheres e da defesa do patrimônio público. Integrou o Centro de Defesa dos Direitos Humanos da Arquidiocese da Paraíba. 

Leida trabalhou como assessora jurídica da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Piauí- de 1986 a 1988, atuando na defesa dos trabalhadores rurais na luta pela terra, permanência e desapropriação de áreas em litígio. 


Fonte: PT 

COMENTE!

Lula pode ser preso amanhã? Entenda o que acontece após decisão do STF

Habeas corpus que tenta evitar prisão do ex-presidente será julgado pelos ministros da Corte, a partir das 14 horas desta quarta-feira (4)

Lula pode ser preso amanhã? Entenda o que acontece após decisão do STF 
 Foto: Ricardo Moraes / Reuters

Os desembargadores da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), Victor Luiz dos Santos Laus, João Pedro Gebran Neto e Leandro Paulsen, negaram, no último dia 26, os embargos de declaração do ex-presidente Lula, que já não tinham o poder de mudar a sentença imposta a ele, mas apenas esclarecer alguns pontos.  

No entanto, apesar do resultado, ainda restará à defesa de Lula mais uma chance. Seria o "embargo do embargo", que consiste no pedido, por parte dos advogados, de esclarecimentos sobre a decisão.

A defesa será intimada, via processo eletrônico, para ciência do acórdão referente à sessão do dia 26 de março, tendo dez dias para abrir o documento. Após este prazo, terá mais dois dias para entrar com últimos embargos.

Já o TRF-4 tem até dez dias para publicar o acórdão, a partir do dia 26 último. Algumas horas após o julgamento, foi enviado ao juiz de primeira instância, Sérgio Moro, um extrato da ata da sessão.

Em janeiro último, o TRF-4 confirmou a condenação imposta a Lula pelo juiz Sérgio Moro, na ação penal envolvendo o tríplex no Guarujá (SP). A pena ainda foi revisada e aumentou para 12 anos e um mês de prisão, por corrupção e lavagem de dinheiro.

Apesar disso, Lula ainda não pode ser preso, pelo menos até o julgamento do habeas corpus preventivo pelo Supremo Tribunal Federal (STF), nesta quarta-feira (4), a partir das 14 horas. Por meio do recurso, os advogados tentam impedir a prisão do petista após condenação em segunda instância.

Se a Corte negar o benefício a Lula, caberá a Moro decretar a prisão. O magistrado terá de decidir se expede o mandado de prisão imediatamente ou se aguarda o julgamento do embargo do embargo que, geralmente, é considerado apenas protelatório, de acordo com informações de O Globo.

Neste caso, depois que o processo transitar em julgado na segunda instância, Lula já não pode mais recorrer a outras instâncias superiores do Judiciário para evitar a prisão.

Pode, para ser solto, apresentar um recurso especial ao STJ, que serve para apontar decisões ou atos do processo que violem princípios como os da ampla defesa e outros. Lá, o ministro Félix Fischer, relator da Lava Jato na Corte, vai examiná-lo.

Se Lula vencer, reverte a condenação penal e afasta a prisão. Caso contrário, a defesa pode voltar a apelar para o Supremo Tribunal Federal (STF), por meio de um recurso extraordinário, usado para questionar decisões e atos que violem dispositivos constitucionais.

Alternativas

Com os recursos esgotados no TRF-4, Lula será enquadrado na Lei da Ficha Limpa. Mas, mesmo que o ex-presidente esteja inelegível, isso não o impede de solicitar o registro de candidatura. E a Lei Eleitoral diz que, com a solicitação do pedido de candidatura, o candidato está autorizado a realizar atos de campanha até a decisão definitiva sobre o registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Nesta fase, a defesa do ex-presidente ainda pode recorrer a instâncias superiores - Superior Tribunal de Justiça (STJ) e STF - a fim de tentar obter uma liminar e mantê-lo candidato à presidência da República. Para isso, os advogados devem apresentar um pedido de suspensão da inelegibilidade, e dependerão do juiz que for analisar o caso.

A hipótese de ter uma campanha do PT com Lula preso é, então, possível. Mas a Lei Eleitoral também estabelece que os partidos políticos têm até 20 dias antes das eleições para substituírem as suas candidaturas. Caso o STF entenda que Lula está inelegível, o PT não poderia mais substituí-lo após 17 de setembro, e aí seria excluído da eleição.



Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

02 de abril de 2018

Marden pede arquivamento de projeto que mudava nome de estrada

O parlamentar se referia a aprovação em 2011 pelo plenário da Alepi de uma lei denominando a PI- 110, que liga o município de Piracuruca ao município de São João da Fronteira.

 
 Deputado Marden Menezes (Foto: Reprodução)

‘Um assunto relevante e ao mesmo tempo preocupante’. Com essas palavras, o deputado Marden Menezes (PSDB) iniciou sua fala durante os dois minutos, destinados aos pequenos avisos, nesta segunda-feira (02). O parlamentar se referia a aprovação em 2011 pelo plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Piauí (Alepi), de uma lei denominando a PI- 110, que liga o município de Piracuruca ao município de São João da Fronteira, através do Povoado Alto Alegre, de ‘Daniel Doca’.

Segundo ele, Daniel Doca foi um vereador de grande atuação em Piracuruca, e vítima de um assassinato brutal, na mesma rodovia. Ele deixou esposa, uma família imensa e uma verdadeira legião de admiradores, amigos e pessoas que fazem aquela comunidade.

“Passados sete anos, esta Casa chegou a iminência de cometer uma injustiça através de um projeto de um outro colega parlamentar, projeto este prejudicado em virtude de já haver uma lei que determina esse trecho da rodovia PI-110, que era um projeto do deputado Aluísio Martins (PT), que visa somente modificar a denominação desse trecho”.

O deputado Marden Menezes entende que não é justo e não é salutar e fez o pedido de arquivamento da matéria, por ser inoportuna e está prejudicada, conforme o regimento interno.




Lindalva Miranda – Edição: Katya D’Angelles
Fonte: ALEPI 

COMENTE!

Freixo vê 'crime encomendado' de Marielle e cita grampos em telefone

Vinte dias após assassinato da vereadora e amiga, deputado diz estar acompanhando as investigações de perto, por meio de encontros a cada dois dias com delegado

Freixo vê 'crime encomendado' de Marielle e cita grampos em telefone   
 Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Vinte dias depois do assassinato da vereadora Marielle Franco, o deputado estadual Marcelo Freixo falou sobre como tem sido os dias após a morte da amiga. "Tenho dormido mal, acordo muito à noite, minha cabeça não para de rodar. Lembro da cena da minha mãe abraçando a dona Marinete (mãe de Marielle) e dizendo "sei o que você está sentindo" (Freixo perdeu um irmão assassinado pela milícia em 2006). Senti meu peito rasgando (emociona-se)", comentou.  

Freixo diz que tem acompanhado as investigações de perto, e que tem se encontrado pessoalmente com delegado de Homicídios, Fábio Cardoso, a cada dois dias. "Não falo mais nada pelo meu telefone, que tem mais grampo que varal de favela. Tenho contato permanente com o delegado Fábio Cardoso, da Homicídios. Nos falamos de dois em dois dias, pessoalmente. Quem trabalha com Direitos Humanos no Rio, infelizmente, trabalha com morte".

Para o deputado, em entrevista concedida ao O Globo, a morte de Marielle foi encomendada. "Mataram com profissionalismo, sabiam que as câmeras estavam desligadas, que podiam ficar duas horas dentro de um carro, com armas, sem medo de serem abordados. Há linhas de investigações que passam pela Câmara, mas não temos a menor ideia do motivo porque ela nunca sofreu nenhuma ameaça", avaliou.

Com uma aparência bastante abatida, Freixo também afirmou se responsabilizar pelo que aconteceu. "É o que mais trabalho dentro de mim. Não fui morto não só porque sou homem branco. Depois da CPI das Milícias, ganhei visibilidade, fui muito ameaçado. Agora, tive que reforçar a segurança e tomar mais cuidado com a rotina. Enquanto não sabemos quem fez e qual a motivação do crime, viveremos com medo. Mas há uma gana de resposta. As denúncias sobre milícia triplicaram na Comissão de Direitos Humanos. O prefeito de Nova York ligou perguntando como poderia homenagear Marielle", destacou.

Questionado se, em algum momento, achou que fosse morrer, ele diz que sim. "Em 2011, quando mataram Patricia Acioli (juíza que mandou 60 PMs para a prisão), falei 'opa'. Existia uma lista na época da morte da Patricia, e eu estava no topo dela. Recebi da secretaria de Segurança uma relação de planos para me matar. Tinha gente oferecendo R$ 400 mil".

Ele também falou sobre as ameaças sofridas pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), e sobra os ataques a tiros à caravana de Lula no Sul do país. "É barbárie! Sobre a caravana do Lula, é ruim a fala do Alckmin ("PT colhe o que planta") e do Doria ("o PT sempre utilizou da violência, agora sofreu da própria violência"). A social democracia não pode flertar com o fascismo. Tem que haver condenação, exigência de investigação", considerou.

Para ele, a morte de Marielle traz à tona o debate sobre os direitos humanos. "A morte da Marielle traz o debate de direitos humanos para um front que divide a sociedade entre democracia e barbárie. Não foi movida por ideologia, isso não é direita e esquerda. O que fizeram com ela depois da morte, dizendo que era isso e aquilo, a desembargadora, o xingamento ao padre... Isso é barbárie. O fascismo não é no campo da democracia, é a negação dela", pontuou.

O deputado também voltou a defender a legalização das drogas. "Sou a favor da legalização, é um debate mundial. A pergunta é quem vai controlar o comércio: o estado ou o crime? O caminho não é simples. A questão é redução de danos e saúde pública. Achar que vai legalizar as drogas, no dia seguinte as favelas vão estar empregadas e não vai haver mais violência é uma ilusão. É decisivo para o Brasil a reformulação das polícias", disse, para em seguida negar uma possível candidatura ao governo do Rio.

"Preciso ser candidato a deputado federal para superar a cláusula de barreira (norma que restringe o funcionamento do partido que não alcançar determinado percentual de votos). Há um desafio para que eu seja o mais votado e isso ajuda na disputa à prefeitura daqui a dois anos. Se eu não tiver cumprindo mandato, com essas ameaças que sofro, terei que sair do Brasil e não estou disposto. Vamos ver o que sobra da democracia depois das próximas eleições", completou.



Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

Governador apresenta novo secretariado

Os gestores substituirão aqueles que se afastarão para concorrer às eleições.

Resultado de imagem para governador wellington dias 
 Governador Wellington Dias (Foto: Reprodução)

O governador Wellington Dias apresentou, nesta segunda-feira (2), no Palácio de Karnak, o novo secretariado do Governo do Estado. Os gestores substituirão aqueles que se afastarão para concorrer às eleições. Segundo cronograma da Justiça Eleitoral, a data limite para desincompatibilização de ocupantes de cargos públicos que desejam ser candidatos é até 7 de abril.

Terão novos gestores as Secretarias de Governo, Educação, Segurança, Desenvolvimento Rural, Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, Polícia Militar, Turismo, Cultura, Infraestrutura, Cidades, Assistência Soacial e Cidadania, Fundação Hospitalar, Comepi, Trabalho e Empreendedorismo, Meio Ambiente, Defesa Civil, Fundespi, Administração, Instituto das Águas, Cepro e Emgerpi. 

Para Wellington, as pastas somam muitas vitórias para o Piauí e espera do novo secretariado o mesmo esforço e desempenho. "Agradeço a cada um que atuou de maneira competente para que o estado pudesse avançar tanto em tão pouco tempo. Temos alcançado muitas coisas graças a esse trabalho integrado. Espero que os gestores que assumam hoje se empenhem e, no mais, contem comigo para juntos podermos atuar cada vez mais em prol do desenvolvimento do nosso estado", destacou o governador.

Em sua maioria, os cargos estão sendo ocupados por pessoas que já trabalham nas respectivas secretarias. "Esta foi uma orientação do governador para que não haja paralisação nem prejuízos na continuidade das ações em andamento. Essa preocupação se manifestou desde o começo e teve como resultado um governo que mantém um programa de investimentos, que encontrou capacidade para expandir a educação em todo o estado, que descentraliza a saúde, que incentiva o crescimento da economia por meio das parcerias público privadas, que mantém o Piauí andando para frente", analisou Merlong Solano, que passa o cargo na Secretaria de Governo para Ariane Sídia.

Franzé Silva é um dos gestores que deixam o cargo e faz uma avaliação da gestão das pastas nos últimos três anos. "Tivemos uma crise mundial com reflexo muito forte no Brasil e no Piauí nós conseguimos atravessar esse período turbulento, alcançando o crescimento de empregos e investimentos, mantendo a folha de pagamento em dias e fazendo com que os serviços atendessem as necessidades da população. Todas as pastas estão de parabéns por atuar de forma a não deixar os piauienses desprotegidos", disse. 

Com a substituição dos gestores, o obejtivo agora é dar continuidade às ações e projetos desenvolvidos no estado. "A ideia é manter o que já foi feito até aqui e fortalecer as políticas públicas, no meu caso as  da agricultura familiar, entendendo a importância do agronegócio no estado. É um ano desafiador, mas acredito que o novo secretariado atuará de forma eficiente, trazendo bons resultados para o Piauí", pontuou Patrícia Vasconcelos, a nova secretária de Desenvolvimento Rural. 

Mérito Renascença
O governador Wellington Dias também entregou a Ordem do Mérito Renascença. A mais alta comenda do estado é um reconhecimento do povo piauiense a notáveis personalidades que se destacam no desenvolvimento da nação brasileira e, em especial, do Piauí.

Grau Comendador:
1. JOSÉ RIBAMAR NOLETO DE SANTANA
2. MARCOS VINÍCIUS CUNHA DIAS
3. PABLO DANTAS MOURA SANTO

Grau Grande Oficial:
1. CARLOS AUGUSTO GOMES DE SOUZA
2. FÁBIO HENRIQUE MENDONÇA XAVIER DE OLIVEIRA
3. FÁBIO NUÑES NOVO
4. FLÁVIO RODRIGUES NOGUEIRA JÚNIOR
5. FRANCISCO DAS CHAGAS LIMMA
6. FRANCISCO JOSÉ ALVES DA SILVA
7. FRANCISCO DE ASSIS DE OLIVEIRA COSTA
8. HÉLIO ISAIAS DA SILVA
9. JANNAINA PINTO MARQUES TAVARES
10. JOSÉ ICEMAR LAVÔR NERI
11. JOSÉ RICARDO PONTES BORGES
12. LUIZ HENRIQUE SOUSA DE CARVALHO
13. PAULO CÉSAR DE SOUSA MARTINS

Grau Grã-Cruz:
1. ANTÔNIO JOSÉ CASTELO BRANCO MEDEIROS
2. FÁBIO ABREU COSTA
3. MERLONG SOLANO NOGUEIRA
4. REJANE RIBEIRO SOUSA DIAS

Mudanças no Secretariado

Governo
Deixa o cargo: MERLONG SOLANO
Assume: Ariane Sídia Benigno Silva Felipe

Educação
Deixa o cargo: REJANE DIAS
Assume: Helder Sousa Jacobina

Segurança
Deixa o cargo: FÁBIO ABREU
Assume: Rubens da Silva Pereira

Desenvolvimento Rural
Deixa o cargo: FRANCISCO LIMMA
Assume: Patrícia Vasconcelos Lima

Desenvolvimento Econômico e Tecnológico
Deixa o cargo: NERINHO
Assume: Raimundo José Reis de Castro

Polícia Militar
Deixa o cargo: CARLOS AUGUSTO
Assume: Lindomar Castilho Melo

Turismo
Deixa o cargo: FLÁVIO NOGUEIRA JUNIOR
Assume: Bruno Ferreira Correia Lima

Cultura
Deixa o cargo: FÁBIO NOVO
Assume: Marlenildes Lima da Silva (Bid Lima)

Infraestrutura
Deixa o cargo: JANAÍNA MARQUES
Assume: Deusval Lacerda de Morais

Cidades
Deixa o cargo: FÁBIO XAVIER
Assume: Gustavo Henrique Mendonça Xavier de Oliveira

Assistência Social e Cidadania
Deixa o cargo: JOSÉ SANTANA
Assume: Ana Paula Mendes de Araújo

Fundação Hospitalar
Deixa o cargo: PABLO SANTOS
Assume: Rafael Neiva Nunes do Rego

Comepi
Deixa o cargo: MARCOS VINICIUS
Assume: Francisco Edvan da Silva

Trabalho e Empreendedorismo
Deixa o cargo: GESSIVALDO ISAIAS
Assume: Rosalena Maria de Medeiros Ferreira

Meio Ambiente e Recursos Hídricos
Deixa o cargo: ZIZA CARVALHO
Assume: Robério Aslay de Araújo Barros

Defesa Civil
Deixa o cargo: HÉLIO ISAIAS
Assume: Raimundo Coelho de Oliveira Filho

Fundespi
Deixa o cargo: PAULO MARTINS
Assume: José Ribamar de Araújo Filho

Administração e Previdência
Deixa o cargo: FRANZÉ SILVA
Assume: José Ricardo Pontes Borges

Instituto das Águas
Deixa o cargo: FRANCISCO COSTA
Assume: Wanda de França Avelino

Fundação Cepro
Deixa o cargo: ANTÔNIO JOSÉ MEDEIROS
Assume: Liege de Sousa Moura – Diretora de Estudos e Pesquisas da Fundação

Emgerpi
Deixa o cargo: RICARDO PONTES
Assume: Décio Solano Nogueira


 Autoria: Aline Medeiros e Lorenna Costa
Fonte: Ccom 

COMENTE!

29 de março de 2018

Henrique Rebelo se emociona ao receber cumprimentos de deputados

“Vamos sair dessa zona de conforto fortalecidos e preparados para retornar Assembleia em 2019”, afirmou Rebelo

 
 Deputado Henrique Rebelo (PTC) (Foto: Reprodução)

O deputado estadual Henrique Rebelo (PTC) se emocionou ao receber a manifestação de solidariedade dos deputados presentes em plenário na  Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (28), quando se despediu do mandato depois de 12 meses como suplente convocado.

Deputado titular por quatro legislaturas, Henrique Rebelo afirmou que foi recebido com muita urbanidade pelos colegas deputados, destacando o presidente Themístocles Filho (MDB). “Vamos sair dessa zona de conforto fortalecidos e preparados para retornar Assembleia em 2019”, afirmou Rebelo, ao lembrar a sua filiação ao PTC, por confiar na sua diretoria na pessoa do presidente Evaldo Gomes, de quem já tinha admiração e que agora passa a ter meu apoio, meu companheirismo", prometeu. "Todos sabem da minha trajetória política seja nas funções públicas, seja nas agremiações políticas onde estive filiado. Todos sabem que eu não sou portador de atitudes pregressas, desabonadoras. Sou conceito ficha limpa. Encerro deixando a todos vocês os meus sinceros agradecimentos a todos muito obrigado”, discursou.

Apartes

O presidente Themístocles Filho disse que gosta de avaliar os desempenhos dos parlamentares e previu que a diferença entre um e outro deputado vai ser pequena, entre 200 e 300 votos. E previu que o deputado Henrique Rebelo, que está muito bem nas pesquisas, deve ser um dos eleitors em 2019.

O deputado Luciano Nunes (PSDB) destacou o respeito que a Casa tem pelo parlamentar, sempre coerente, decente, íntegro como sempre se importou, com postura comedida, mas sempre firme. “É essa firmeza de caráter da sua personalidade a marca da sua atuação aqui na Assembleia Legislativa, que desperta admiração de todos os deputados e deputadas. Quero dizer da minha alegria da minha satisfação do aprendizado que foi ter convivido aqui na Assembleia”.

O deputado Evaldo Gomes (PTC) também cumprimentou o orador, afirmando que Henrique Rebelo fez um grande amigo e agora um correligionário de partido. “Homem de palavra, de compromisso, que honra a palavra dada...Fico muito triste de não ter mais a presença do deputado aqui na Casa nesses últimos meses da atual Legislatura”, mas que tem certeza de que o deputado retorna eleito pelo PTC em 2019.

“Sempre digo que quando surgem as adversidades, as dificuldades, é que aparecem os amigos. Com a proteção de Jesus Cristo, com o apoio de quem conhece o meu trabalho, eu terei condições de poder retornar esta Casa. Quero agradecer em nome dos colegas que também se filiaram ao PTCa confiança que nos foi depositada”, acrescentou Henrique Rebelo.

O deputado Mauro Tapety (MDB) lembrou que existe um ditado em política que palavra dada não vale nada. “Com Henrique Rebelo esse ditado não funciona. O Henrique Rebelo tem a palavra como compromisso. Sou testemunha dos compromissos assumidos e cumpridos por vossa excelência e é isso que marcou a sua trajetória desde 1998 quando fomos eleitos para o primeiro mandato. Uma relação marcada pela amizade e sobretudo pelo respeito. Eu tenho certeza que todos em todas as legislaturas reconhecem o trabalho e a dignidade desse homem de compromisso que é vossa excelência, acima de tudo um homem de bom caráter e um bom amigo. Deus saberá reconhecer essas suas virtudes”.

A deputada Belê (Progressistas) também falou do carinho e da admiração que tem pelo cidadão Henrique Rebelo, pela sua elegância como um homem, sempre amável, dócil. “Às vezes a gente se angustia com a condição de suplente, mas como a águia, que as vezes tem que arrancar as garras para poder voar novamente, temos certeza de que em 2019 o Piauí haverá de reconhecer essas suas virtudes”.

O deputado Dr. Pessoa (SD) também pediu a palavra para falar da felicidade de continuar um amigo da família Alencar. “E para não ser repetitivo, lembro a Semana Santa, a semana da Páscoa. Que o deputado seja protegido nos próximos anos que virão nesse caminhar”.

Finalmente, Marden Menezes (PSDB) falou que uma das características mais marcantes do parlamentar é a sinceridade. E desejou sucesso nos próximos projetos de vida e políticos.

Henrique Ribeiro concluiu o pronunciamento agradecendo as manifestações de solidariedade dos parlamentares que o apartearam, aos servidores na Assembleia, aos jornalistas que cobrem o plenário e ao povo do Piauí que o colocou no parlamento.

 


Paulo Pincel
Edição: Katya D'Angelles
Fonte: ALEPI 

COMENTE!

João de Deus faz um balanço da atuação no parlamento

João de Deus disse que sai da Casa com a consciência tranquila e pediu desculpas se por acaso cometeu alguma injustiça com os colegas

 
 Deputado João de Deus (PT) (Foto: Reprodução/ALEPI)

O deputado João de Deus (PT) se despediu hoje (27) do mandato na Assembleia Legislativa, na condição de suplente convocado e de líder do Governo, quando fez um relato sobre sua atuação, convivendo pacificamente com todos os colegas de parlamento, certo de que cumpriu sua missão sem se meter nas questões específicas de cada um e procurando encaminhar as questões de governo, sempre reconhecendo o papel da oposição.

João de Deus disse que sai da Casa com a consciência tranquila e pediu desculpas se por acaso cometeu alguma injustiça com os colegas, da base do governo e da oposição. Ele ressaltou que chegou para a Assembleia em abril de 2015 e que foi líder do governo em dois momentos. Agradeceu ao governador pela indicação e aos colegas pela boa convivência. Os agradecimentos de João de Deus foram extensivos aos funcionários da Assembleia e aos jornalistas que cobrem os trabalhos legislativos.

O deputado Rubem Martins (PSB) ofereceu aparte reconhecendo o trabalho de líder do colega em despedida e parabenizando-o pelo bom desempenho da função. Outro aparteante foi o deputado Aluísio Martins (PT), que parabenizou o colega pelo bom desempenho do cargo e pelo modo respeitoso com que tratou a todos. O deputado Dr. Hélio (PR) também reconheceu o trabalho de líder do orador, desejando que ele retorne napróxima legislatura.

Também o deputado Evaldo Gomes (PTC) ofereceu aparte, lembrando a convivência que tivera com João de Deus, na Câmara Municipal e tambémo acompanhamento que fez de sua atuação como líder sindical. Desejou que ele retorne à Assembleia. O deputado Francis Lopes (PTC) disse que passou muito tempo fora do Piauí, mas que acompanhava o trabalho de João de Deus na Educação. Para ele, o Piauí perderá muito se ele não retornar à Assembleia.

O deputado Cícero Magalhães (PT) disse que chegou à Câmara Municipal de Teresina quando João de Deus saia para a Assembleia. Observou quena liderança do governo o deputado nem sempre é reconhecido, mas que João de Deus teve o reconhecimento de todos os colegas, inclusive os da oposição. Robert Rios, líder da oposição, observou que João de Deus foi o deputado que exerceu por mais tempo a liderança do governo e que como tal teve o reconhecimento de todos os colegas. Ele disse que não estará na Assembleia na próxima legislatura, mas que deseja o retorno de João de Deus.

Dr. Pessoa (Solidariedade) foi outro que ofereceu aparte, destacando a boa convivência que teve com o líder, afirmando que o governo não terá outro líder igual. Dr. Pessoa disse que não suportaria ser um líder de governo. O deputado Edson Ferreira (PSB) reconheceu a capacidade de João de Deus na liderança do governo, especialmente a sua boa convivência com os colegas. B. Sá (PP) disse que não esperava serconvocado para a Assembleia, mas que adquiriu experiência com o colega João de Deus. Disse mais que espera reencontrá-lo no próximo ano como deputado.

Mauro Tapety (MDB) disse ter acompanhado o trabalho do colega João de Deus, desde quando ele foi dirigente sindical, e que chegou a pensarque ele fosse um radical, mas o que viu foi um líder do diálogo e que deixa um bom legado. Júlio Arcoverde (Progressista) disse que não conhecia pessoalmente o líder sindical João de Deus, que ele esperava fosse um radical, mas que viu nele um político do diálogo. Lisiê Coelho (MDB)disse ter sido bom conviver com o colega líder do governo, em oito anos de mandato e que espera seu retorno à Assembleia.

Os deputados Gustavo Neiva (PSB) e Henrique Rebelo (PTC) foram os últimos a apartearem o orador, o primeiro dizendo que já conhecia João de Deus, mas que não esperava dele o bom debate, embora o admirasse. Desejou a ele boa sorte e o retorno à Assembleia. Henrique Rebelo externou sua admiração pelo colega que deixa a Casa, desejando que ele retorne na próxima legislatura.



Repórter: Raimundo Cazé
Edição: Paulo Pincel
Fonte: ALEPI 

COMENTE!

Wellington Dias e Themístocles Filho visitam fundação

Os dois foram à fundação que administra seis grandes hospitais no Piauí

Governador Wellington Dias na sede da Fundação 
 Governador Wellington Dias na sede da Fundação (Foto: Assessoria parlamentar)

O governador do Piauí, Wellington Dias, e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (MDB) , estiveram na sede da Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares, onde foram recebidos pelo presidente da (Fepiserh), deputado estadual licenciado Pablo Santos (MDB), e pelo secretário de Saúde, Florentino Neto (PT). Os deputados João Mádison (MDB) e Liziê Coelho (MDB) acompanharam o presidente Themístocles na visita. 

A Fundação é responsável pela gestão de seis grandes hospitais do Estado: Getúlio Vargas, Natan Portela, Infantil Lucídio Portela em Teresina, Chagas Rodrigues (Piripiri), Senador Cândido Ferraz (São Raimundo Nonato) e Justino Luz (Picos). 


Fonte: ALEPI 

COMENTE!

Dudu do PT aprova moção de louvor a Marcelo Castro

Deputado destinou emenda de R$ 7 milhões para obras de mobilidade urbana em Teresina

Vereador Dudu (PT) 
 Vereador Dudu (PT) ( Foto: Divulgação)

A Câmara Municipal de Teresina aprovou hoje (27), uma "Moção de Louvor" ao deputado federal Marcelo Castro (MDB) pela destinação de mais de R$ 7 milhões em emendas para obras de mobilidade urbana em Teresina.

A solicitação foi do vereador Dudu (PT), que solicitou ao deputado a destinação de verbas para obras de pavimentação de ruas e avenidas da capital. 

Com a verba, avenidas importantes de Teresina, como a Valter Alencar, Presidente Kenedy, Wall Ferraz, devem receber obras de recapeamento e sinalização das vias.  


Fonte: Assessoria 

COMENTE!

28 de março de 2018

Fachin, relator da Lava Jato, diz que ele e sua família sofrem ameaças

Ministro diz que pediu providências à presidente do Supremo

 
 Foto: (Foto: Carlos Humberto/STF)

O relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin, relatou estar sofrendo ameaças, dirigidas a ele e a sua família. Preocupado, o magistrado pediu providências à presidente da Corte, Cármen Lúcia, para reforçar sua segurança e de seus familiares.

"Uma das preocupações que tenho não é só com julgamento, mas também com segurança de membros de minha família. Tenho tratado desse tema e de ameaças que tem sido dirigidas a membros da minha família", disse, em entrevista ao jornalista Roberto D'Avila, da GloboNews.

O ministro não especificou de quem ou de onde vêm as ameaças nem as relacionou a nenhum fato.



Fonte: Diário do Poder 

COMENTE!

Caravana de Lula é alvo de tiros no Paraná

Em mensagem no Twitter, partido coloca fotos de marcas de disparos na lataria de dois ônibus, sendo que um deles levava jornalistas; não há feridos

 
 Foto: Reprodução/Twitter

Dois ônibus da caravana do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foram atacados a tiros no final da tarde desta terça-feira (27), quando iam de Quedas do Iguaçu a Laranjeiras do Sul, região Centro-Sul do Paraná. Um dos ônibus, que transportava jornalistas que cobriam a caravana, foi atingido na lataria, nos dois lados. Também há marca de disparo na janela. O outro ônibus foi atingido na lataria, abaixo da janela. Ninguém ficou ferido. O ônibus em que Lula viajava não foi atingido.

Os veículos teriam diminuído a velocidade ao passarem sobre um miguelito, um apetrecho feito com metal e pregos usado para furar pneus. As marcas dos disparos só foram percebidas quando os motoristas desceram para verificar o que havia ocorrido com os pneus. 

À noite, em um evento na Universidade Federal da Fronteira Sul, em Laranjeiras, Lula comentou sobre o ocorrido: “Se eles acham que fazendo isso vão nos assustar, não vão nos assustar. Isso vai nos motivar. Depois do nazismo e do fascismo, não vamos permitir grupos fanáticos nesse país. Não vamos aceitar isso.”

O ex-presidente cobrou ainda atuação das autoridades. “Esperamos que quem está no governo federal e estadual assuma a responsabilidade de garantir o direito de ir e vir do cidadão brasileiro”, disse.

A informação do atentado foi publicada inicialmente no perfil do ex-presidente no Twitter:

“A caravana do ex-presidente Lula pelo Sul do país acaba de ser alvejada por ao menos três tiros enquanto percorria – sem escolta policial – o trecho entre as cidades de Quedas do Iguaçu e Laranjeiras do Sul (PR). Dois ônibus foram atingidos, ninguém foi ferido.”

A senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, também falou sobre o caso. “Nossa caravana foi vítima de uma emboscada. Podemos dizer isso claramente. Eu quero saber o que as autoridades paranaenses têm a falar, bem como o ministro da Justiça, o governo brasileiro. Vai precisar ter alguém morto nessa caravana para provar o que estamos dizendo, que estamos sendo vítimas de milícias armadas?”, questionou. Segundo os organizadores da caravana, o Paraná foi o único estado da região Sul onde não houve escolta policial aos ônibus.

O incidente ocorre depois de um dos dias mais tranquilos para a caravana petista. Depois de enfrentar fortes protestos por onde passou, Lula discursou sem nenhuma manifestação contrária em Quedas do Iguaçu.  

Em nota, o Departamento da Polícia Civil do Paraná informou que uma equipe da Delegacia de Laranjeiras do Sul está no local, na Universidade Fronteira Sul, verificando a situação junto à comitiva de Lula. Será feita uma perícia no ônibus e, se constatado um disparo de arma de fogo, será aberto um inquérito policial para apurar os fatos.

A Polícia Militar do Paraná disse que reforçou o policiamento nos locais de manifestação pré-determinados junto à comitiva do ex-presidente e que não houve, por parte do ex-presidente, pedido de escolta.


Por: Guilherme Voitch
Fonte: Veja 

COMENTE!

27 de março de 2018

Francis Lopes se despede do mandato com discurso na tribuna

Ele anunciou que é pré-candidato a deputado estadual nas eleições deste ano.

 
 Deputado Francis Lopes (Foto: Reprodução/ ALEPI)

O deputado Francis Lopes (PTC) disse, hoje (27), que foi com alegria que se filiou ao PTC e que uma das razões que o levou a ingressar no partido foi a sua condição de cristão. Ele afirmou que o PTC defende os princípios cristãos e que tem como líder no Piauí um grande estrategista político, que é o deputado Evaldo Gomes (PTC). Ocupando uma cadeira na Assembleia Legislativa como suplente, o que fará até o início da próxima semana, ele anunciou que é pré-candidato a deputado estadual nas eleições deste ano.

Francis Lopes afirmou que, em 2014, já tinha intenção de se filiar ao PTC, mas que acabou ingressando no PRP atendendo convite do presidente da agremiação, Laércio Borges, a quem agradeceu pelo apoio que recebeu durante os três anos de filiação ao seu partido.

Em aparte, o deputado Rubem Martins (PSB) parabenizou Francis Lopes pelo grande trabalho que realizou na Alepi, principalmente em defesa da educação, e pediu a ajuda dele e do deputado Evaldo Gomes para conclusão da estrada de Picos a Itainópolis, afirmando que o dinheiro (R$ 5,6 milhões) destinado à realização da obra tinha desaparecido. A estrada, segundo ele, seria feita com recursos do empréstimo de R$ 307 milhões já recebido pelo Governo junto a Caixa Econômica Federal.

Evaldo Gomes, que estava presidindo a sessão ordinária, disse que Francis Lopes foi uma revelação do Parlamento estadual, pois, com seus Projetos de Lei, procurou beneficiar toda a população piauiense. Respondendo a Rubem Martins, ele disse que existe um grupo no Piauí que é contra a liberação do restante dos recursos do empréstimo obtido pelo Governo do Estado junto à CEF.

Antes de concluir seu discurso, Francis Lopes disse que conversou com o governador Wellington Dias e que ele garantiu que a estrada de Picos a Itainópolis será concluída. Ele agradeceu ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (MDB), a todos os deputados e aos servidores do Poder Legislativo pelo apoio que recebeu durante seu mandato e que pretende disputar a eleição para continuar servindo ao povo do Piauí.



J. Barros
Edição: Paulo Pincel
Fonte: ALEPI 

 

COMENTE!

Líder do Governo se despede do mandato na Assembleia

João de Deus foi aparteado por todos os deputados presentes em plenário

Resultado de imagem para João de Deus teresina 
 Deputado João de Deus (Foto: Reprodução)

O deputado João de Deus (PT) se despediu hoje (27) do mandato na Assembleia Legislativa, na condição de suplente convocado e de líder do Governo, quando fez um relato sobre sua atuação, convivendo pacificamente com todos os colegas de parlamento, certo de que cumpriu sua missão sem se meter nas questões específicas de cada um e procurando encaminhar as questões de governo, sempre reconhecendo o papel da oposição.

João de Deus disse que sai da Casa com a consciência tranquila e pediu desculpas se por acaso cometeu alguma injustiça com os colegas, da base do governo e da oposição. Ele ressaltou que chegou para a Assembleia em abril de 2015 e que foi líder do governo em doismomentos. Agradeceu ao governador pela indicação e aos colegas pela boa convivência. Os agradecimentos de João de Deus foram extensivosaos funcionários da Assembleia e aos jornalistas que cobrem os trabalhos legislativos.

O deputado Rubem Martins (PSB) ofereceu aparte reconhecendo o trabalho de líder do colega em despedida e parabenizando-o pelo bom desempenho da função. Outro aparteante foi o deputado Aluísio Martins (PT), que parabenizou o colega pelo bom desempenho do cargo e pelo modo respeitoso com que tratou a todos. O deputado Dr. Hélio (PR) também reconheceu o trabalho de líder do orador, desejando que ele retorne na próxima legislatura.

Também o deputado Evaldo Gomes (PTC) ofereceu aparte, lembrando a convivência que tivera com João de Deus, na Câmara Municipal e também o acompanhamento que fez de sua atuação como líder sindical. Desejou que ele retorne à Assembleia. O deputado Francis Lopes (PTC) disse que passou muito tempo fora do Piauí, mas que acompanhava o trabalho de João de Deus na Educação. Para ele, o Piauí perderá muito se ele não retornar à Assembleia.

O deputado Cícero Magalhães (PT) disse que chegou à Câmara Municipal de Teresina quando João de Deus saia para a Assembleia. Observou que na liderança do governo o deputado nem sempre é reconhecido, mas que João de Deus teve o reconhecimento de todos os colegas, inclusive os da oposição. Robert Rios, líder da oposição, observou que João de Deus foi o deputado que exerceu por mais tempo a liderança do governo e que como tal teve o reconhecimento de todos os colegas. Ele disse que não estará na Assembleia na próxima legislatura, mas que deseja o retorno de João de Deus.

Dr. Pessoa (Solidariedade) foi outro que ofereceu aparte, destacando a boa convivência que teve com o líder, afirmando que o governo não terá outro líder igual. Dr. Pessoa disse que não suportaria ser um líder de governo. O deputado Edson Ferreira (PSB) reconheceu a capacidade deJoão de Deus na liderança do governo, especialmente a sua boa convivência com os colegas. B. Sá (PP) disse que não esperava serconvocado para a Assembleia, mas que adquiriu experiência com o colega João de Deus. Disse mais que espera reencontrá-lo no próximo ano como deputado.

Mauro Tapety (MDB) disse ter acompanhado o trabalho do colega João de Deus, desde quando ele foi dirigente sindical, e que chegou a pensar que ele fosse um radical, mas o que viu foi um líder do diálogo e que deixa um bom legado. Júlio Arcoverde (Progressista) disse que não conhecia pessoalmente o líder sindical João de Deus, que ele esperava fosse um radical, mas que viu nele um político do diálogo. Lisiê Coelho (MDB)disse ter sido bom conviver com o colega líder do governo, em oito anos de mandato e que espera seu retorno à Assembleia.

Os deputados Gustavo Neiva (PSB) e Henrique Rebelo (PTC) foram os últimos a apartearem o orador, o primeiro dizendo que já conhecia João de Deus, mas que não esperava dele o bom debate, embora o admirasse. Desejou a ele boa sorte e o retorno à Assembleia. Henrique Rebelo externou sua admiração pelo colega que deixa a Casa, desejando que ele retorne na próxima legislatura.  



Fonte: ALEPI 

COMENTE!

Luciano Nunes assume PSDB no Piauí

Pré-candidato anunciou a filiação de Zé Filho no dia 5 de abril

Resultado de imagem para Luciano Nunes 
 Deputado Luciano Nunes (Foto: Reprodução)

O deputado estadual Luciano Nunes, pré-candidato a governador, vai presidir o PSDB no Piauí, com a saída do deputado estadual Firmino Paulo.Luciano anunciou nesta terça-feira (27), a filiação do ex-governador Zé Filho, em evento marcado para 5 de abril. 

“Estou assumindo o comando do PSDB e temos um projeto de ter uma candidatura. Nós vamos buscar todas as forças políticas de oposição que queiram se somar a este projeto. O Zé Filho é uma liderança, já foi do PSDB e será muito bem recebido”, adiantou Luciano em entrevista à TV Cidade Verde. “Se há alguma divergência, que isso possa dirimido em nome do projeto do PSDB que tem uma pré-candidatura ao governo do estado”, defendeu. 

Luciano Nunes foi apanhado de surpresa pelo pedido de desfiliação de Firmino Paulo, que é sobrinho do prefeito de Teresina, Firmino Filho, que também pode estar de saída do PSDB. 

“Estamos surpresos. O Firmino Paulo era o presidente do partido até ontem. Ele foi um dos que lançou nosso nome para a pré-campanha e nos acompanhou nas manifestações de janeiro até agora. Todos nós fomos pegos de surpresa quando ele nos comunicou. Deve ter sido uma decisão difícil e ele que siga o caminho dele”, acrescentou. 

A saída de Firmino Paulo e a filiação da primeira-dama Lucy Silveira ao Progressistas é uma sinalização de que o prefeito não cogita mais uma candidatura ao governo. 

“Se o presidente do PSDB, que tem relações pessoais com o prefeito, migra pra outra sigla e a primeira-dama permanece num partido que é contra o projeto do PSDB, essa é a mais eloquente sinalização da não pré-candidatura do prefeito. Não consideramos mais essa possibilidade. Eu assumo a presidência do PSDB e firmo meu propósito de seguir a caminhada. Fui conversar com o prefeito e colocar esse fato novo a ele, como prefeito da capital, tratar da situação do partido. Fui dizer que estou assumindo o partido e reafirmar que continuo pré-candidato”, avisou. 

Vídeo 

Já o deputado estadual Marden Menezes (PSDB) divulgou um vídeo onde chama de "molecagem", "patifaria", a informação divulgada por um portal de notícias na internet anunciando a saída dele do partido para ingresso no MDB. 



Fonte: TV Cidade Verde

COMENTE!

26 de março de 2018

TRF-4 nega últimos recursos e Lula depende do STF para não ser preso

Desembargadores julgaram embargos de declaração, na tarde desta segunda-feira (26)

TRF-4 nega últimos recursos e Lula depende do STF para não ser preso 
 Foto:  Ricardo Stuckert / Divulgação

A 8ª turma do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) negou, nesta segunda-feira (26), mudar a decisão que condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso tríplex e abriu caminho para a determinação da prisão do petista.  

No entanto, Lula não pode ser preso até pelo menos o dia 4 de abril, quando o STF (Supremo Tribunal Federal) prevê julgar habeas corpus apresentado pelos advogados do ex-presidente. Até lá, uma decisão liminar impede que ele seja preso.

Ao ler o seu voto, o relator João Pedro Gebran Neto afirmou que manteve o mérito da decisão que condenou Lula.

Gebran disse que, em seu voto, tratou em todos os pontos questionados pela defesa de Lula. Afirmou que não houve omissões ou obscuridades na sentença. Ele foi seguido pelos juízes Leandro Paulsen e Victor Laus.

No entanto, ele retificou algumas passagens do voto "que dizem respeito a erros materiais", como quando redigiu erroneamente o nome de empresas do grupo OAS, como "construtora OAS" ou "OAS empreendimentos".

Caso o Supremo decida de forma contrária ao habeas corpus, cabe ao juiz Sergio Moro executar a prisão de Lula. Desde agosto do ano passado, ele já tem determinado a prisão de réus da Lava Jato cujos recursos em segunda instância se esgotaram.

Os juízes federais da 8ª turma do TRF-4, João Pedro Gebran Neto, Leandro Paulsen e Victor Laus, já haviam afirmado que o petista deveria começar a cumprir a pena após a condenação na segunda instância.

Lula havia apresentado os recursos, chamados embargos de declaração, no dia 20 de fevereiro, quase um mês depois de ter a pena aumentada para 12 anos e um mês pelos juízes.

Em primeira instância, ele já havia sido condenado por Moro a nove anos e seis meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

Em teoria, os embargos de declaração pedem, apenas, esclarecimentos sobre a sentença, não podendo reverter a condenação -mas a defesa enviou ao tribunal 175 páginas que contestavam a decisão.

Com a decisão contrária, a defesa ainda pode apresentar recursos ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) e ao STF. Esses recursos são encaminhados, primeiro, ao próprio TRF-4, que decide se irá remetê-los aos tribunais superiores.

Na ação, Lula foi acusado pelo Ministério Público Federal de receber da construtora OAS um tríplex reformado em Guarujá (SP) como propina de parte de um acerto da empreiteira com o PT em contratos com a Petrobras.

O ex-presidente sempre negou as acusações e ainda responde a outras seis ações na Lava Jato e Zelotes, duas delas conduzidas por Moro e outras quatro na Justiça Federal de Brasília.

Ao votar para elevar a pena de Lula, em janeiro, o juiz Paulsen disse que levou em conta o fato de o petista ter ocupado o mais alto cargo do país. "É um elemento importantíssimo", disse o magistrado. "A prática de crimes no exercício do cargo ou em função dela é algo incompatível."

Ele afirmou que a participação de Lula em desvios na Petrobras é "inequívoca". "Há elementos de sobra a demonstrar que [Lula] concorreu para os crimes de modo livre e consciente, para viabilizar esses crimes e perpetuá-los."

No dia 4, quando o habeas corpus pode ser julgado, ocorrerá a próxima sessão plenária do Supremo. Durante o feriado da Semana Santa e, de quarta-feira (28) a domingo (1º), os ministros estarão de folga, conforme uma lei de 1966 que amplia o recesso.

EDUARDO CUNHA

Nesta segunda, os juízes também negaram os embargos de declaração do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (MDB).

Cunha foi julgado em novembro de 2017 e, na época, teve a pena reduzida pela 8ª turma de 15 anos e quatro meses para 14 anos e seis meses de prisão. Com informações da Folhapress.



Fonte: FolhaPress

COMENTE!

PTB deve perder Nerinho, Janaína, Hamilton e Landim

Os deputados tem uma reunião definitiva com JVC nesta segunda-feira

Resultado de imagem para João Vicente Claudino 
 João Vicente Claudino (Foto; Reprodução)

Depois de perder a deputada Liziê Coelho, agora no MDB, e o deputado federal e secretário de Estado da Segurança pública, Fábio Abreu, que assinou ficha de filiação ao PR na semana passada, o Partido Trabalhista Brasileiro do Piauí pode sofrer mais quatro baixas até o dia 7 de abril, quiando fecha a “janela partidária”. 

Os deputados estaduais Janaína Marques, Nerinho e Zé Hamilton, além do deputado federal Paes Landim, podem deixar o PTB e ingressar num dos partidos da base do governador Wellington Dias, o PDT ou o PR. 

Segundo o deputado Nerinho, atual secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, o PTB está no governo há vários anos e não seria justo deixar o governo neste momento, sem qualquer motivo. Além de Nerinho, o PTB indicou a deputada Janaína Marques para a Secretaria de Estado da Infraestrutura. 

Os deputado conversaram com Paes Landim, que é o presidente do PTB no Piauí, no final de semana e agendaram uma audiência com o ex-senador João Vicente Claudino para esta segunda-feira (26). JVC já avisou que pode se lançar candidato a governador em 7 de outubro. Mesmo que não se candidate, JVC já disse que não será aliado de Wellington Dias.  


Fonte: Paulo Pincel
PiauiHoje.com 

COMENTE!

Wellington quer vencer as eleições e aumentar a bancada

Objetivo é fazer o maior número de deputados estaduais e federais

Resultado de imagem para wellington dias e bancada do governo em teresina 
 Governador Wellington Dias (Foto: Reprodução)

O governador Wellington Dias vai esperar a “janela partidária” – a para definir a chapa proporcional com a qual pretende vencer as eleições de 7 de outubro, a quarta que disputa na carreira política – as três últimas ele venceu no primeiro turno. 

“Temos que aguardar a fase das filiações partidárias que vai até o dia 7 de abril. Vamos ter que definir. Temos que esperar quem se movimenta organizando um partido, se filiando ou fortalecendo as siglas ou mesmo pessoas que não eram filiadas a nenhum partido. A partir disso, vamos saber quem são os que se colocam como pré-candidato estadual , federal, governador ou a vice”, adiantou Wellington Dias. 

Segundo o governador, tanto a chapa proporcional quanto a majoritária deverão ser fortes não só para vencer as eleições, mas para aumentar as bancadas do governo no Legislativo estadual e federal. 

“Tenho que organizar uma chapa para as eleições e quero fazer respeitando os líderes e dialogando com todos os partidos. O objetivo é sair da eleição crescendo no número de federais e estaduais “, avisou. 

Janela 

Desde o dia 8 de março até 7 de abril, todos os filiados a partidos políticos, inclusive os detentores de mandato eletivo, podem trocar de legenda sem o risco de punição, por infidelidade partidária, por exemplo. Nesse intervalo, os partidos tentam atrair o máximo de vereadores, deputados e senadores de outras siglas, uma espécie de “mercado” no Congresso Nacional, nas assembleias legislativas e nas câmaras municipais.

Na Câmara dos Deputados, quanto maior a bancada, mais recursos o partido recebe do Fundo Eleitoral. Pelas regras aprovadas em 2017, 48% do valor do fundo serão divididos proporcionalmente ao número de assentos na Câmara. O valor previsto para 2018 é de R$ 1,7 bilhão. 




Fonte: Paulo Pincel
PiauiHoje.com 

COMENTE!

TRF-4 julga recursos de advogados de Lula nesta segunda-feira

Ex-presidente poderia ser preso com o fim dos trâmites na 2ª instância, mas obteve liminar do STF

TRF-4 julga recursos de advogados de Lula nesta segunda-feira 
 Foto: REUTERS/Diego Vara

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre, julga na tarde desta segunda-feira (25) os embargos de declaração interpostos pelos advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do tríplex em Guarujá (SP). As informações são do jornal Folha de S. Paulo. 

Ainda que a defesa tenha solicitado a absolvição do petista, o recurso não prevê a possibilidade de reversão da condenação, servindo somente para esclarecer partes da sentença.

Em 24 de janeiro deste anos, os três desembargadores da 8ª Turma do tribunal confirmou a condenação do ex-presidente por corrupção e lavagem de dinheiro, aplicando pena de 12 anos e um mês de prisão.

De acordo com entendimento do Supremo Tribunal Federal de 2016, o ex-presidente poderia ser preso ao fim do do trâmite do processo na segunda instância. No entanto, na última quinta-feira (22) a Corte decidiu transferir para 4 de abril julgamento do habeas corpus preventivo pedido pela defesa de Lula e concedeu uma liminar que proíbe a prisão do ex-presidente até a data.


Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

25 de março de 2018

Temer intensifica agenda de inaugurações para tentar reeleição

Após admitir que será candidato ao Planalto neste ano, presidente deve viajar pelo país lançando obras até julho

Temer intensifica agenda de inaugurações para tentar reeleição 
 Foto: Beto Barata/PR

O presidente Michel Temer deve cumprir uma agenda de inaugurações de obras pelo país até julho, data limite para ações do tipo em ano eleitoral, tentando viabilizar sua candidatura ao Palácio do Planalto nas eleições deste ano. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.  

A pré-campanha começou na última semana, quando o presidente viajou a Xique-Xique, na Bahia, para inaugurar o projeto de irrigação do Baixio-Irecê. O canal foi construído há quatro anos, antes de o emedebista assumir o Planalto, mas não funcionava. Na sexta-feira (23), Temer também cumpriu agenda em Petrolina, Pernambuco, em evento que anunciou liberação de verbas para creches da região.

Além das viagens, assessores e auxiliares do presidente elaboram uma plano de ação que incluirá reajuste do Bolsa Família, entrega de residência populares, inauguração de terminais em aeroportos e visita a um hospital já em funcionamento. A previsão é que Temer faça uma viagem do tipo por semana a fim de aumentar sua popularidade, que era de 6% na última pesquisa Datafolha.



Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

24 de março de 2018

FH sugere vice a Alckmin e o aconselha a deixar Nordeste em segundo plano

Conselho do mestre

 
 Foto: (Paulo Vitale/VEJA)

Fernando Henrique aconselhou Geraldo Alckmin a deixar o Nordeste de lado e mirar do Centro-Oeste para baixo. Como vice, o ex-presidente defende Álvaro Dias. O objetivo seria recuperar os votos do PSDB no Sul.  


Fonte: Veja 

COMENTE!

Deputada Juliana Moares Souza oficializa saída do MDB

O pedido de desfiliação foi encaminhado do Diretório do MDB em Parnaíba

Resultado de imagem para Juliana Moraes teresina   
 Deputada Juliana Moraes Souza (Foto: Reprodução)

No mesmo dia em que fez festa para receber os deputados Liziê Coelho e Ismar Marques, o Movimento Democrático Brasileiro (MDB) perdeu a deputada estadual Juliana Moraes Souza, que encaminhou pedido de desfiliação ao Diretório Municipal do MDB de Parnaíba. A informação sobre a saída foi mdivulgada no final da tarde de ontem pela assessoria da parlamentar. 

O pedido de desligamento definitivo do partido foi encaminhado ao vice-presidente do MDB de Parnaíba, Benedito Gomes da Silva, e é datado de quarta-feira (21). 

Apesar de filiada ao MDB, partido que faz parte da base aliada ao governo, Juliana Moares Souza sempre fez oposição à atual administração estadual. A saída da deputada do MDB já era esperada desde a derrota do grupo político comandado pelo ex-governador Zé Filho, em 2014. 

Comunicado da desfiliação de Juliana Moraes Souza ao MDB 
 Foto: Reprodução



Fonte: Paulo Pincel
PiauiHoje.com 

COMENTE!

Ricardo Pontes vai substituir Franzé na Administração

Presidente da Emgerpi foi apresentado aos diretores nesta sexta-feira

Ricardo Pontes vai assumir como secretário de Administração 
 Foto: Emgerpi

O secretário de Estado da Administração e Previdência, Francisco José Alves da Silva, o Franzé, reuniu, nesta sexta-feira (23), por volta de 13h, no auditório do segundo andar do Bloco 1, do Centro Administrativo, diretores, gerentes e coordenadores, para apresentar o substituto dele na Seadprev: Ricardo Pontes, que foi reeleito recentemente para presidir a Empresa de Gestão de Recursos do Piauí (Emgerpi) por mais dois anos. 

Pré-candidato a deputado estadual pelo Partido dos Trabalhadores, Franzé Silva vai se afastar do cargo no próximo dia 2 de abril, junto com outros secretários que vão concorrer em 7 de outubro. A data pode ser alterada pelo governador Wellington Dias, a pedido de vários gestores que querem inaugurar obras antes de deixarem os cargos. 

Na página Emgerpi, o currículo de Ricardo Pontes revela que ele vem atuando nos bastidores do governo desde 2003, inclusive já exerceu diversos cargtos de confiança no gabinete do governador Wellington Dias. 

Quem é 

José Ricardo Pontes Borges, natural de Teresina, no Piauí, nasceu em 22 de maio de 1968. Casado e pai de três filhas, é formado em Administração de Empresas pela Universidade Estadual do Ceará (UECE)/Associação de Ensino Superior do Piauí (AESPI), com Pós-Graduação em Administração Pública, pela Universidade Federal do Piauí (UFPI) e MBA em Gestão Empresarial, pela Fundação Getúlio Vargas (FGV/RJ). 

Ricardo é funcionário de carreira na instituição financeira Caixa Econômica Federal, com atuação nas cidades de Teresina, Fortaleza, Rio de Janeiro e Brasília. Em 2003 assumiu a assessoria especial na Secretaria de Governo do Estado do Piauí: na primeira gestão do governo Wellington Dias. 

Logo em seguida, foi promovido para o cargo de superintendente de Relações Institucionais e Sociais na Segov, chegando a atuar como secretário interino de Governo. Assumiu a Superintendência de Gestão Administrativa na Secretaria de Administração e Previdência e, em seguida, nomeado coordenador da agenda do governador Wellington Dias. 

Em 2009, foi condecorado com o título de “comendador” da Ordem Estadual do Mérito Renascença do Estado do Piauí. Em 2011 Pontes assumiu a Gerência Executiva da Gerência Nacional de Atendimento da Caixa, em Brasília-DF. Em setembro do mesmo ano assumiu o cargo de assessor na Assessoria Federativa e Parlamentar da Secretaria Geral da Presidência da República, cargo ocupado até dezembro de 2014. 

Em janeiro de 2015, a convite de Wellington Dias, Ricardo Pontes assumiu o cargo de diretor-presidente da Empresa de Gestão de Recursos do Piauí (EMGERPI). 

Além de gerir e regularizar todas as Carteiras Imobiliárias Habitacional da extinta Companhia de Habitação do Estado do Piauí (Cohab), Pontes elegeu como prioridade a gestão de pessoas no Estado. 



Fonte: Paulo Pincel
PiauiHoje.com 

COMENTE!

Em entrevista, Temer diz que é 'covardia' não disputar eleição

Emedebista admitiu que pretende concorrer à Presidência neste ano

Em entrevista, Temer diz que é 'covardia' não disputar eleição 
 Foto: Marcos Corrêa/PR  

O presidente Michel Temer afirmou à revista Istoé que "seria uma covardia não ser candidato" e que pretende defender, ele mesmo, o legado de seu governo e a continuidade das políticas atuais. Na entrevista, publicada na edição deste fim de semana, o emedebista lembrou que todos os demais presidentes tentaram a reeleição. Não repetir esse gesto, segundo ele, poderia passar a imagem de que estava se escondendo e que os demais candidatos se sentiriam livres para "bater" em sua gestão.  

"Acho que seria uma covardia não ser candidato. Porque, afinal, se eu tivesse feito um governo destrutivo para o País eu mesmo refletiria que não dá para continuar. Mas, pelo contrário, eu recuperei um País que estava quebrado. Literalmente quebrado. Eu me orgulho do que fiz. E eu preciso mostrar o que está sendo feito", afirmou Temer à Istoé. A entrevista foi feita na quarta-feira passada, 21.

Temer, que disse ter tomado a decisão "de um mês e meio para cá", avaliou que o ideal seria ter apenas uma candidatura de centro, mas que o cenário que se desenha são de vários nomes. Ele ainda afirmou que o MDB já prepara uma espécie de "Ponte para o Futuro 2", documento que norteou sua política econômica.

Apesar dos índices baixos de popularidade, o presidente já havia avisado a aliados que disputaria a eleição, como revelou o jornal O Estado de S. Paulo, domingo passado. A informação havia sido antecipada pelo site BR18. Temer avalia que o quadro político mudou com pré-candidaturas de Geraldo Alckmin (PSDB) e Rodrigo Maia (DEM) e aposta na recuperação da economia e na intervenção no Rio para se cacifar. Ele já havia dito nesta semana que sua candidatura "não era improvável".

Temer tem a seu favor o calendário eleitoral, já que pela legislação ele não precisa deixar o cargo até abril para concorrer - como acontece, por exemplo, com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, outro nome cotado para disputa do Planalto.

Inquérito dos Portos

Sobre as acusações que constam no inquérito dos Portos, no qual foi incluído, Temer negou ter relações com a empresa Rodrimar, mas disse que não vai abrir o sigilo bancário antes que essas informações sejam disponibilizados pela própria Justiça - o inquérito não é sigiloso. Com informações do Estadão Conteúdo. 



Fonte: Estadão Conteúdo 

COMENTE!

22 de março de 2018

Fábio Abreu se filia ao PR

Fábio Abreu deixa o PTB, partido pelo qual foi eleito em 2014

Resultado de imagem para Fábio Abreu na alepi 
 Deputado Fábio Abreu (Foto: Reprodução)

O deputado federal e atual secretário de Segurança do Estado, Fábio Abreu, está se filiando neste momento ao Partido da República (PR). A solenidade acontece no Cine Teatro da Assembleia Legislativa do Piauí (ALEPI). 

Fábio Abreu será candidato à reeleição e deixará a Secretaria de Segurança Pública no dia 2 de abril. Durante a solenidade, o deputado adiantou que o novo secretário de Segurança será o cornoel Rubens Pereira. 

Fábio Abreu deixa o PTB, partido pelo qual foi eleito em 2014. O deputado diz que a escolha em deixar o PTB é pessoal e que já havia decidido isso desde o ano de 2016.   



Fonte: Paulo Pincel
PiauiHoje.com 

COMENTE!

21 de março de 2018

STF vai julgar habeas corpus de Lula na quinta-feira

O pedido, apresentado pelos advogados, tem o objetivo de evitar que ele seja preso quando se esgotarem os recursos do ex-presidente na segunda instância.

 
 Cármen Lúcia ( Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF/Divulgação)  

O Supremo Tribunal Federal (STF) vai julgar, nesta quinta-feira, o habeas corpus preventivo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) contra sua prisão. Na sequência do anúncio da decisão de pautar a decisão, o ministro Marco Aurélio Mello afirmou que desistiu de apresentar questão de ordem para obrigar a presidente da Corte, Cármen Lúcia, a pautar a prisão após condenação em segunda instância.

Portanto, o que estará na pauta do STF não será a execução provisória da pena como um todo, mas o caso específico do ex-presidente. No pedido, Lula argumenta que há “risco iminente” de sofrer um “constrangimento ilegal” e, portanto, pede que os ministros concedam a ele a proteção para evitar que o juiz Sergio Moro determine a sua prisão, caso seus embargos de declaração sejam rejeitados pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4). O TRF4 analisa o tema na próxima segunda-feira.



Por: Guilherme Venaglia
Fonte: Veja 

COMENTE!

João de Deus acusa oposição de trabalhar contra empréstimo

João de Deus prometeu apresentar requerimento à Caixa para que libere os recursos do novo empréstimo.

 
 Deputado João de Deus (PT) (Foto: Reprodução)

O líder de Governo da Assembleia Legislativa, deputado João de Deus (PT), afirmou que  a oposição está completamente equivocada ao fazer acusações açodadas sobre  operações de crédito distintas contratadas junto à Caixa Econômica Federal, uma de R$ 600 milhões e outras mais recente, no valor de R$ 315 milhões, ambas aprovadas com o voto contra do Dr. Pessoa (PSD).

A oposição, acusou João de Deus, trabalha para impedir a vinda dos recursos dos empréstimos, como fez quando torceu pelo atraso dos salários, quando se posicionou contra as parcerias público-privadas e agora com as operações de crédito sem sequer  esperar pela prestação de contas. 

“A oposição não esperou a posição do governo. Fez discurso aqui, pediu a prisão de gestor, levou a denuncia para Brasília, discursou na Câmara denunciou ao Ministério Público Federal, à Caixa. Nós tivemos acesso as contas do governo passado e  constatamos que as alterações feitas em outros empréstimos foram praticados da mesma forma, inclusive com o mesmo agente financeiro, que é a Caixa Econômica Federal. O Tribunal de Contas aprovou essas contas 2009 e 2010 sem nenhum problema”, lembrou. 

O orador lamentou que a oposição, que hoje diz que o governo agiu de forma ilícita, não questionou essas operações em governos anteriores. “Vamos mostrar que outras operações de crédito foram feitas de forma de semelhante. Nós não estamos aqui acusando ninguém. As contas do ex-secretário Avelino Neiva foram aprovadas porque ele fez de maneira correta. Não disse que ele como gestor praticou qualquer ato lesivo ao patrimônio público. Não!. O secretário agiu de maneira correta”, 

Segundo João de Deus, diferentemente do que diz a oposição, que acusa o governo de ter feito irregularidades. O governo apenas lembrou que operações semelhantes já aconteceram. “O dinheiro foi depositado na conta de empréstimo, saiu para conta única e depois houve a reversão de fonte. Onde é que está o erro? Antes podia e agora não pode mais? Temos que mostrar pra a sociedade que existe o jogo político, para tentar usar isso posteriormente na campanha. É direito do Piauí receber os recursos. A Bahia, o Pará, a Paraíba, Alagoas tiveram que recorrer a ação judicial para receber os recursos. Quero fazer um desafio aos colegas de oposição para que acompanhe aplicação e a prestação de contas dos R$ 307 milhões”.

João de Deus prometeu apresentar requerimento à Caixa para que libere os recursos do novo empréstimo, com o aval da oposição, e que a Caixa Econômica só libere o valor correspondente à segunda parcela dos R$ 600 milhões após aprovadas as prestações de contas pelo Governo do Estado

“Os deputados de oposição não querem a chegada do dinheiro justamente por que obra realizada é ponto positivo para o governo. São operações distintas e a oposição está completamente equivocada. Torceram descaradamente para que os salários atrasassem e quebraram a cara. Torceram contra as PPPs e já perceberam que o estado conseguiu recursos para atender demanda em várias áreas e novamente quebraram a cara. E vão quebrar a cara novamente com essas operações de crédito. Até porque não é um governo inexperiente, que chegou agora, mas que já tem todo um conhecimento, uma assessoria jurídica e técnica competente”, acrescentou o líder.

O dinheiro vai entrar porque o governo do estado já entrou com ação judicial e ganhou, lembrou João de Deus, ressaltando que já uma liminar expedida pela ministra Cármen Lúcia (presidente do STF) determinando essa liberação, a exemplo do que aconteceu com outros estados, embora forças ocultas lá em Brasília tentem influenciar a Caixa Econômica para que não repasse os recursos para o Piauí. 

"Aí vem a posição agora se fazer de vítima dizer que é a favor do empréstimo para o Piauí. Não é. Estão tentando criar dificuldades e isso tem que ser denunciado. Daqui a pouco ele se reúne em vão definir os passos seguintes das denúncias. O governo também vai se reunir e vai rebater todas essas acusações. E a melhor forma de mostrar que está com a verdade é desmistificar isso são os exemplos. Concordamos com a oposição de que o governo só tenham acesso á segunda parcela de R$ 600 milhões a partir do momento que tenha prestado conta da primeira parcela recebida”, concluiu.

 

Paulo Pincel
Edição: Katya D'Angelles
Fonte: ALEPI 

COMENTE!

20 de março de 2018

João de Deus rebate denúncias da oposição sobre empréstimo

Ele ressaltou que Wellington tem a história política mais bonita do Piauí, tanto é que nunca perdeu uma eleição.

 
 Deputado João de Deus (Foto: Reprodução ALEPI)

O deputado João de Deus (PT) afirmou hoje (20) que a oposição está desesperada e inventando fatos para denegrir a imagem do governador Wellington Dias. Ele afirmou que a campanha eleitoral é que está fazendo os deputados oposicionistas agirem de forma desesperada, com baixaria e colocando os interesses eleitorais acima de tudo. O parlamentar afirmou que a oposição cobra a prestação de contas do empréstimo feito pelo Estado junto à Caixa Econômica Federal, mas o governo está dentro dos prazos cobrados pela lei e pelo Tribunal de Contas do Estado.

Ele denunciou que o desespero bateu nos ombros da oposição ao ponto de terem fotografado seu telefone enquanto ele falava com o governador Wellington Dias e meia hora depois a foto já estava em um portal de internet. “Isso é baixaria, é crime, é quebra de sigilo telefônico. Quem duvida que outros deputados não estejam grampeados? Já pedi à minha assessoria jurídica para tomar as devidas providências”, assegurou.

Ele ressaltou que Wellington tem a história política mais bonita do Piauí, tanto é que nunca perdeu uma eleição, tendo sido sindicalista, vereador, deputado estadual, deputado federal, senador e governador três vezes eleito sempre no primeiro turno. “Ele nunca agrediu ninguém, tem paciência com os contrários, não tem inimigos”, afirmou.

João de Deus também fez questão de enumerar realizações de Wellington Dias em seus governos, começando pela organização do Estado e colocando o pagamento em dia. Disse ainda que dois terços das cidades piauienses não tinham acesso por estradas asfaltadas e que o Estado cuida da manutenção de 61 mil quilômetros asfaltados, sem contar a implantação do ensino médio em todas as cidades e até o final deste ano todos os municípios terão curso superior.

O deputado afirmou também que a oposição está trabalhando contra o empréstimo e lutando para a segunda parcela não seja liberada. “Todos os estados pediram empréstimos, os que podiam e não podiam. Wellington foi atrás e conseguiu e vai prestar contas junto à Caixa e ao TCE, no tempo certo. Não tem nada errado e isso será provado”, garantiu.

Em aparte, o deputado Aluísio Martins (PT) lamentou o episódio em que o telefone do deputado João de Deus foi fotografado enquanto ele conversava com o governador Wellington Dias e disse que a violação da privacidade é crime. “Vivemos uma guerra de informação onde a primeira vítima é a verdade. Vejam o caso da vereadora Marielly, do Rio de Janeiro, que depois de assassinada foi vítima de informações falsas”, frisou.

Noutra parte de seu pronunciamento, João de Deus disse que participou na manhã de hoje da inauguração de uma escola de tempo integral no Vale do Gavião, zona Leste de Teresina, e afirmou que este modelo educacional é o mais moderno que existe pois permite ao aluno assistir aula perto de casa passando o dia na escola e permitindo que os seus pais possam trabalhar durante o dia inteiro enquanto eles estudam. “Em todo o Piauí existem escolas de tempo integral, mudando a realidade das comunidades”, afirmou.



Durvalino Leal
Edição: Paulo Pincel
Fonte: ALEPI

COMENTE!

Ismar Marques e Liziê Coelho se filiam ao MDB na sexta

Os deputados vão mudar de sigla antes da janela partidária

Resultado de imagem para Lizie Coelho e Ismar marques 
 Liziê Coelho e Ismar Marques (Foto: Reprodução)

Os deputados estaduais Ismar Marques (PSB) e Liziê Coelho (PTB) vão mudar de partido e ingressar no MDB na próxima sexta-feira (23) na sede do partido, no bairro São João, zona Leste de Teresina, quando as principais lideranças emedebistas vão estar reunidas para receber os novos filiados. 

A chegada dos deputados no MDB é uma estratégia do partido para respaldar a indicação do candidato a vice-governador na chapa encabeçada pelo governador Wellington Dias (PT). 

Liziê deixa o PTB, de onde também devem sair outros deputados estaduais como Hélio Isaías, Nerinho e Zé Hamilton. Havia um compromisso desses parlamentares de seguir o mesmo rumo, mas, pelo visto, o acordo foi desfeito. 

O deputado Ismar Marques adiantou que conversou com o presidente do PSB no Piauí, ex-governador Wilson Martins, que desejou a ele boa sorte. "Saio do PSB sem deixar nenhuma aresta e ingresso no MDB a convite do presidente Themístocles Filho", revelou.  



Fonte: Paulo Pincel
PiauiHoje.com 

COMENTE!

Candidatura à reeleição não é improvável, diz Michel Temer

Embora tímido, este é o comentário mais enfático feito pelo presidente até agora sobre o assunto

Candidatura à reeleição não é improvável, diz Michel Temer 
 Foto: Beto Barata/PR

O presidente Michel Temer admitiu publicamente nesta terça-feira (20) que cogita se lançar à reeleição este ano. Ele afirmou que ainda não tomou uma decisão sobre o assunto e disse que sua candidatura "não é improvável".

Embora tímido, este é o comentário mais enfático feito pelo presidente até agora sobre o assunto. Com baixíssima popularidade, ele vinha se esquivando de perguntas sobre o tema.

"Ainda não decidi. Não é improvável. Mas não decidi ainda", disse Temer, ao fim de um almoço em homenagem ao presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, no Palácio do Itamaraty, em Brasília.

O presidente brasileiro afirmou que "o tempo dirá" o momento em que essa definição será feita. Acrescentou que o limite para a decisão é o prazo estabelecido por lei para o registro de candidaturas, em 15 de agosto.

A colocação pública de Temer no jogo eleitoral, ainda que sob indefinição, restringe o espaço do ministro Henrique Meirelles (Fazenda), que pretendia concorrer ao Palácio do Planalto pelo MDB, partido do presidente. Para disputar, Meirelles precisa deixar o governo e se filiar à sigla até 7 de abril.

Temer disse que vai conversar com Meirelles sobre o tema nos próximos dias. "Vou verificar ainda. Tudo isso ainda vai ser objeto de conversações, conversas com o Meirelles, inclusive, que é uma grande figura", afirmou.

Nas últimas semanas, o presidente fez movimentos mais concretos para avaliar a possibilidade de disputar um novo mandato. Fez gestos que desencorajaram Meirelles, admitiu a aliados que cogita essa candidatura e pediu que fossem analisados os custos de uma possível campanha.

Temer hesitava em enfrentar uma eleição por considerar que sua impopularidade inviabilizaria seu nome na disputa, mas mudou de ideia. Ele acredita que poderá usar a campanha para se defender de acusações de corrupção e dar publicidade a realizações de seu governo.

Partidos da base governista ainda tratam a hipótese com ceticismo. Acreditam que Temer se coloca em jogo para ampliar seu poder de influência na eleição, mas desistirá da empreitada para apoiar outro candidato.

SEGURANÇA

Temer afirmou que o governo ainda não definiu o volume de recursos que será destinado ao novo Ministério da Segurança Pública. Ele reforçou o plano de financiar as ações da pasta com o dinheiro arrecadado após a reoneração da folha de pagamento, em discussão no Congresso.

"[Vamos destinar] o que for possível, mas vamos garantir recursos para a intervenção no Rio de Janeiro e para a segurança. Isso já esta definido e assegurado", declarou.

Segundo Temer, o montante alocado para as ações das forças de intervenção no Rio será de R$ 1 bilhão. Com informações da Folhapress.




Fonte: FolhaPress

COMENTE!

Marden Menezes denuncia desvio de recurso de obra em Piripiri

O deputado denunciou o que considera desvio de recursos de uma obra do Governo do Estado em Piripiri.

 
 Deputado Marden Menezes (Foto: Reprodução ALEPI)

O deputado Marden Menezes (PSDB) denunciou o que considera desvio de recursos  de uma obra do Governo do Estado em Piripiri. O parlamentar cobrou do Ministério Público e do Tribunal de Contas do Estado a investigação da denúncia.

Segundo Marden Menezes, as obras no polo têxtil de Piripiri, que está abandonado. Lá, o governo informa que investiu R$ 999.861,00. “Qualquer pessoa pode ver que ali não foram aplicados nem R$ 150 mil. Gostaríamos de fazer que registro do lamentar mais escândalo, inclusive para o conhecimento do senhor governador porque cabe o próprio executivo a tomada de providências para coibir esse tipo de abuso”.

O deputado Dr. Pessoa (PSB) falou da sua viagem aos municípios de Água Branca, Floriano, Altos e José de Freitas. Em Floriano, Dr. Pessoa foi recebido pelo presidente da Fecomércio,  Valdeci Cavalcante. Pessoa falou da devoção a São José. “Foi um fim de semana de afago, de bem querer ao Dr. Pessoa, que foi abraçado pela população dessas cidades. Eu não tenho prefeito, não tenho vereador, não tenho liderança política, mas eu tenho Deus e o povo”.



Paulo Pincel
Edição: Katya D'Angelles
Fonte: ALEPI

COMENTE!

João Henrique oficializa desistência da candidatura ao MDB

O MDB fechou questão sobre a indicação do presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho

O MDB se reuniu nesta segunda-feira (19) 
 Foto: Marcelo Rocha/Parlamentopiauí

O MDB fechou questão sobre a indicação do presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho, para compor a chapa majoritária que vai disputar a reeleição em 7 de outubro, ao lado do governador Wellington Dias. O vice-presidente regional do MDB no Piauí, João Henrique Sousa, oficializou a desistência da pré-candidatura a governador durante reunião que teve a presença do presidente do MDB, deputado federal Marcelo Castro, além dos deputados estaduais João Mádison, Juliana Moraes Souza, Mauro Tapety, Themístocles Filho e Zé Santana. 

Marcelo Castro considera é inadmissível e impensável MDB não indicar o candidato a vice-governador na chapa de Wellington Dias. Marcelo Castro não disse o que o MDB vai fazer, caso Themístocles Filho não seja o candidato a vice, porque não falaria em “achismo”. 

João Henrique Sousa vai participar da campanha de Michel Temer à presidência da República, mas recomendou aos colegas deputados que visitem os diretórios municipais do MDB para conversarem com as lideranças municipais e saber a opinião deles sobre a administração de Wellington Dias. 


Fonte: Paulo Pincel
PiauiHoje.com 

COMENTE!

19 de março de 2018

Rafael Leitoa visita obra do IEMA em Brejo e confirma proximidade da inauguração

O deputado Rafael Leitoa(PDT-MA), a convite da vereadora Lúcia Lima (PHS), avaliou a situação de diversos aparelhos estaduais no município, dentre eles o prédio abandonado do antigo CETECMA.

IMG_5045 

Há um ano, em visita à cidade de Brejo, região Leste do Maranhão, o deputado Rafael Leitoa(PDT-MA), a convite da vereadora Lúcia Lima (PHS), avaliou a situação de diversos aparelhos estaduais no município, dentre eles o prédio abandonado do antigo CETECMA.  VEJA AQUI  .   Neste final de semana, no retorno à cidade, o deputado constatou que a realidade agora é outra.

Em 2017 o prédio estava abandonado...

Em 2017 o prédio estava abandonado…

... agora está reformado, ampliado, climatizado e adaptado para receber UP IEMA Brejo

… agora está reformado, ampliado, climatizado e adaptado para receber UP IEMA Brejo

Com o apoio do governador Flávio Dino, Rafael Leitoa apresentou as demandas recebidas em Brejo, tendo a reforma do antigo prédio do CETECMA como a meta para beneficiar centenas de estudantes da região. Agora, um ano depois, o deputado constatou a satisfação dos moradores e agentes políticos do município ao ver a escola abandonada se transformar em um espaço moderno, reformada e ampliado para receber a Unidade do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA).

Seu Solimar(a esquerda) afirmou que o Deputado Rafael Leitoa é homem de palavra

Seu Solimar(a esquerda) afirmou que o Deputado Rafael Leitoa é homem de palavra.

Um morador da cidade,  seu Solimar, demonstrou satisfação ao ver o retorno de um parlamentar à cidade para apresentar o resultado das solicitações locais. “Agora temos a quem fazer nossos pedidos para a melhoria da qualidade de vida dos Brejenses, seja da cidade ou do campo. O deputado Rafael Leitoa mostrou que ainda existem políticos de palavra. Esta obra do IEMA ficará na história do povo da região do Baixo Parnaíba”, pontuou.

Laboratório de química

Laboratório de química.

Na visita, o deputado Rafael Leitoa reforçou a funcionalidade do IEMA para os estudantes e comentou sobre a modernidade de suas instalações. “O IEMA em Brejo, antigo prédio abandonado, é agora um moderno e confortável aparelho de educação, contando com 13 salas de aula, 4 laboratórios para Matemática, Química, Biologia e Informática, respectivamente, Biblioteca física e virtual, refeitório, banheiros e vestiários com acessibilidade e área de convivência, que servirão à toda comunidade estudantil do Baixo Parnaíba”, comemorou o deputado.

ANTES...

ANTES…

...AGORA

…AGORA

ANTES...

ANTES…

...AGORA 
 .... Agora 



Fonte: www.blogdolucao.com


COMENTE!

Fake news espalham mentiras sobre Marielle Cunha

Circulam pelo Whatsapp e pelas redes sociais todo tipo de boato

Vereadora Marielle Franco 
 Foto: Reprodução

A intensa comoção causada pela execução da vereadora Marielle Franco (Psol-RJ) e de seu motorista, Anderson Gomes, na última quarta-feira (14), tem gerado, além de manifestações e homenagens emocionadas, uma onda de acusações e notícias falsas, as chamadas fake news, sobre a trajetória política e pessoal da vereadora. Circulam pelo Whatsapp e pelas redes sociais, sem nenhum tipo de comprovação, boatos que vão desde a sua conexão com o crime organizado até o uso de drogas. 

Entre os que já compartilharam fake news sobre a vereadora, estão até mesmo figuras públicas. Em sua conta no Twitter, o deputado Alberto Fraga (DEM-DF), um dos líderes da chamada bancada da bala, escreveu que Marielle era “ex-esposa do Marcinho VP”, traficante que comandava o tráfico na zona sul do Rio, “usuária de maconha” e “defensora de facção rival e eleita pelo Comando Vermelho”. O parlamentar disse ao Congresso em Foco que fez a postagem após ler “várias publicações”, já identificadas como falsas. Após a repercussão negativa, a postagem foi apagada. 

Já no Facebook, a desembargadora do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) Marilia Castro Neves classificou Marielle como “cadáver comum” e a acusou de aliança com o crime. “A questão é que a tal Marielle não era apenas uma ‘lutadora’; ela estava engajada com bandidos! Foi eleita pelo Comando Vermelho e descumpriu ‘compromissos’ assumidos com seus apoiadores”, escreveu ela. 

Na tentativa de conter a circulação de notícias falsas, o departamento jurídico do Psol e familiares de Marielle Franco se mobilizaram em uma força-tarefa para identificar e denunciar as pessoas que têm utilizado as redes sociais para difamar a vereadora. As denúncias que configurem atentado à honra e à dignidade deverão ser encaminhadas para a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática. Voluntários também se uniram para criar uma página (www.mariellefranco.com.br/averdade) onde são enumeradas cinco notícias falsas contra a vereadora que têm circulado pela internet. 

Veja quais são os boatos contra Marielle desmentidos pelo site: 

“Marielle era ex-mulher do traficante Marcinho VP”: MENTIRA 

A vereadora Marielle Franco nunca foi casada ou teve qualquer tipo de relacionamento com os traficantes identificados como Marcinho VP, seja Márcio dos Santos Nepomuceno, traficante do Complexo do Alemão preso desde 1997, ou Márcio Amaro de Oliveira, criminoso do Morro Santa Marta morto em 2003. 

“Marielle foi eleita pelo Comando Vermelho”: MENTIRA 

A vereadora nunca fez parte de qualquer facção criminosa. Eleita para seu primeiro mandato em 2016, com 46,5 mil votos, Marielle obteve a maior parte dos seus votos da Zona Norte do Rio de Janeiro, cerca de 47% do total; seguidos pela Zona Sul (34% dos votos), reduto tradicionalmente de classe média; Zona Oeste (18%) e Centro (1%). Na região do Bonsucesso, que abarca os eleitores do Complexo da Maré, – onde a vereadora nasceu e foi criada – ela recebeu apenas 7% dos seus votos. As informações são Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ). 

“Marielle era usuária de maconha”: MENTIRA 

A vereadora tinha entre suas bandeiras a luta por uma nova política de drogas, defendendo que a guerra ao tráfico se tornou, ao longo de décadas, uma fonte de violência, desigualdade e corrupção. Ainda assim, ela não era usuária de maconha ou de qualquer outro tipo de droga. 

“Marielle engravidou aos 16 anos”: MENTIRA 

Assasinada aos 38 anos, a vereadora deixou uma filha de 19 anos, Luyara Santos. A gestação, portanto, ocorreu entre os 18 e 19 anos de idade, e não aos 16. 

“Marielle defendia bandidos”: MENTIRA 

A vereadora do Psol questionava ações truculentas conduzidas pela Polícia Militar do Rio de Janeiro. “O 41º BPM está aterrorizando e violentando moradores de Acari. Nessa semana dois jovens foram mortos e jogados no valão”, denunciou ela na última semana, em uma de suas últimas postagens nas redes sociais. Ela, no entanto, nunca defendeu qualquer ato criminoso. Chegou a auxiliar, inclusive, familiares de policiais assassinados na época em que foi assessora da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, de acordo com relatos de parentes das vítimas. 

“Lutamos para que nenhum assaltante ou infrator seja torturado, amarrado à postes e executado. Defender isso é defender a garantia da nossa Constituição”, diz a página em defesa de Marielle. “Não é ‘defender bandido’, é defender que a lei seja cumprida. Justiça é diferente de vingança”, completa o texto. 

Sobre Marielle 

Socióloga com mestrado em Administração Pública, Marielle Franco nasceu em 27 de julho de 1979 e foi criada na Maré, complexo de favelas da periferia do Rio. A parlamentar cursou Sociologia na Pontifícia Universidade Católica (PUC), com auxílio de uma bolsa integral, e concluiu o curso de mestrado na Universidade Federal Fluminense (UFF). Mulher, negra, favelada e companheira há 12 anos da arquiteta Monica Tereza Benício, a vereadora se destacava pelo ativismo em prol das minorias e da militância pelos direitos humanos. 



Fonte: Congresso em foco 

COMENTE!

‘Candidato do PSDB será Doria e estaremos juntos’, diz Alckmin

Governador não respondeu por que não foi ao ato de comemoração da vitória do prefeito nas prévias do domingo

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, durante a 14ª Convenção Nacional do PSDB - 09/12/2017 
 O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, durante a 14ª Convenção Nacional do
 PSDB - 09/12/2017 (Evaristo Sá/AFP)  

Um dia após o prefeito da capital paulista, João Doria, vencer as prévias do PSDB para ser o candidato tucano ao governo de São Paulo, o governador Geraldo Alckmin disse que estará junto com Doria na campanha — e afirmou também que a candidatura de seu vice, Márcio França (PSB), é “extremamente legítima”.

“O candidato do meu partido será o João Doria, portanto estaremos juntos”, disse Alckmin, em entrevista a jornalistas na manhã desta segunda-feira, 19. “Márcio França está preparado para assumir o governo de São Paulo, quatro anos nos acompanhando, candidatura extremamente legítima.” França assumirá o comando do Palácio dos Bandeirantes em abril para que Alckmin seja candidato à Presidência da República.

Após ser apresentado por diretores da Toyota ao primeiro veículo híbrido flex do mundo, na manhã desta segunda, Alckmin estará com Márcio França para assinar convênios com cerca de cem prefeitos do Estado.

Perguntado se pedirá votos para Doria e França ao mesmo tempo, Alckmin declarou que a campanha começa apenas em agosto. O governador voltou a falar do quadro de fragmentação partidária no país, que permite o duplo palanque em São Paulo.

Alckmin não respondeu por que não foi ao ato de comemoração da vitória de Doria nas prévias no domingo, 18, e cumprimentou o prefeito e os demais concorrentes na disputa. “São poucos os partidos que ouvem os seus filiados, que fazem prévia”, disse, complementando que a legenda “inova” ao ouvir os filiados para escolher seu candidato.  




Fonte: Veja

COMENTE!

16 de março de 2018

Roseana chama Flávio Dino de obeso: “não tenho medo de bucho grande”

Roseana Sarney tem percorrido por diversos municípios em busca de apoio

Roseana chama Flávio Dino de gordo 
 Foto: Reprodução

A ex-governadora Roseana Sarney chamou o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), de gordo durante sua caravana pelo interior do Estado.

Em discurso caloroso, Roseana disparou: “não tenho medo de cara feia não gente, não tenho medo de perseguições, não tenho medo de bucho grande.”

Roseana Sarney tem percorrido por diversos municípios em busca de apoio e vem sendo recebida por várias lideranças, inclusive de membros do partido de Flávio.

Clique e veja:




Fonte; Blog do Luís Pablo 


COMENTE!

14 de março de 2018

Jorginho é sepultado no São Judas Tadeu

Delegado morreu de infarto fulminante na manhã desta quarta-feira (13)

Resultado de imagem para jorginho teresina 
 Delegado Jorginho (Foto: Reprodução)

Chovia quando o corpo do delegado de Polícia Civil Carlos Jorge Moura de Queiroz, 61 anos, foi sepultado em silência, na presença de familiares, amigos e curiosos, na tarde desta quarta-feira (14), por volta das 16h40, no Cemitério São Judas Tadeu, no bairro São Cristóvão, zona Leste de Teresina. 

Jorginho, como era conhecido, estava pesando 150 kg e morreu de infarto fulminante, por volta das 7h40 de hoje, segundo irmão, juiz Raimundo Holland. “Por volta das 7h30, a esposa dele se levantou e disse que ia tomar café. Ele disse: vai meu bem. Quando voltou, ele já estava sem vida [...] Ele já não dormia bem por conta de problemas relacionados à obesidade [mórbida]. Não gostava de ir pra médico, mas era uma peça que todo mundo gostava", lembrou Raimundo. 

Delegados, agentes e escrivães da Polícia Civil, vereadores e deputados, pessoas do povo, amigos e familiares velaram o corpo de Jorginho na Funerária Pax União na avenida Miguel Rosa, no Centro da capital. Por volta das 16h, um cortejo levou o caixão até o cemitério. 

“Jorginho era um delegado não só importante para a Polícia Civil, como para toda a sociedade piauiense, com grandes qualidades, lamentamos a perda desse grande homem da Polícia Civil e também da sociedade piauiense", comentoi o secretário de Segurança Fábio Abreu. 

Na Assembleia Legislativa, deputados de vários partidos lamentaram a perda de Jorginho, inclusive assinaram requerimento de pesar pela morte de Jorginho 

O governador Wellington Dias também manifestou pêsames à família do delegado.“Com muita trisreza recebi a notícia... Nesse momento de luto, torço para que a família, amigos e admiradores encontrem o conforto necessário para superar esse momento de dor”, escreveu Wellington Dias no Facebook. 

Nota de pesar 

A Secretaria de Segurança Pública do Piauí lamenta o falecimento do Delegado Carlos Jorge Moura de Queiroz – o Delegado Jorginho, ocorrido na manhã de hoje (14) após um infarto. 

O Delegado Jorginho, natural de Fortaleza-CE, ingressou na Polícia Civil em 1986 e em 1990 foi enquadrado no cargo de Delegado de Polícia Civil e atualmente estava lotado no 2º Distrito Policial em Teresina. Ao longo de sua carreira policial se destacou pelo companheirismo e cumprindo sempre com o dever de bem servir à sociedade. 

A Segurança Pública do Piauí está de luto pela partida do companheiro. Aos seus familiares, nossas condolências. Rogamos a Deus que o tenha em um bom lugar.



Fonte: Paulo Pincel
PiauiHoje.com 

COMENTE!

Guardas estão sem identificação e porte de arma

O vereador Dudu (PT) denunciou esse fato durante a sessão na Câmara

Vereador Dudu (PT) 
 Foto: Divulgação

O vereador Dudu (PT) denunciou nesta quarta-feira (14), durante a sessão na Câmara Municipal de Teresina (CMT), que os profissionais que atuam na Guarda Municipal de Teresina estão trabalhando sem a identificação profissional e, por consequência, sem o porte definitivo de armas de fogo que é expedido pela Polícia Federal (PF). A denúncia chegou até o parlamentar através dos próprios guardas.

Para fiscalizar essa situação, foi aprovado durante a sessão o requerimento do vereador solicitando que a Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (SEMCASPI) preste esclarecimentos sobre a real situação da identificação e porte das armas dos profissionais que atuam na Guarda.

“Qualquer pessoa física ou jurídica só tem validade com sua identificação. E chegou até mim essa denúncia que os Guardas Municipais estão com problemas em relação a sua identificação. Por exemplo, se um Guarda for parado em uma blitz e não estiver devidamente fardado, ele não tem como se identificar, o que pode causar problemas, visto que o documento não se encontra atualizado, é uma questão legal. O que eles tinham era uma permissão, com validade de um ano, mas que já venceu. Sabemos que a questão do porte é regulada pela Polícia Federal e nós queremos saber como realmente está essa questão para que possamos, dentro das nossas possibilidades, atuar para que seja regularizada. Quem nos procurou, procurou porque está preocupado e com razão. Nosso requerimento vem para vistoriar e buscar soluções possíveis e resolutivas para esta questão”, afirmou Dudu.

Criada em janeiro de 2017 pela Lei Complementar n° 3.834, atualmente a Guarda Municipal conta com 115 profissionais atuando em pontos estratégicos de Teresina como o Parque da Cidadania, Complexo Esportivo Parentão, Parque Ambiental Lagoas do Norte, Centros de Esportes Unificados (CEU) Norte e Sul, além das praças da Bandeira, Fripisa, Rio Branco, Parque Floresta Fóssil e Mercado Central, garantindo assim mais segurança nas ruas para todos os teresinenses. 



Fonte: Assessoria 

COMENTE!

Dudu vai acionar TCE para solicitar prestação de contas da Prefeitura

O vereador Dudu (PT) denunciou esse fato durante a sessão na Câmara

Vereador Dudu (PT) 
 Foto: ícone

Após ter requerimento verbal negado durante a sessão dessa terça-feira (13) na Câmara Municipal de Teresina (CMT), o vereador Dudu (PT) pretende acionar o Tribunal de Contas do Estado (TCE) para investigar todos os investimentos feitos pela Prefeitura Municipal nas obras da implantação do novo sistema de integração. 

Segundo Dudu, os empresários estão denunciando superfaturamento na construção das obras. O requerimento negado no Plenário da CMT, solicitava à Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) apenas a prestação de contas referente aos investimentos nas estações de transbordo e novas paradas. Agora, ao acionar o Tribunal, o vereador pretende investigar todas as obras do sistema. 

“Estamos muito decepcionados. Mais uma vez a Câmara está abdicando do seu papel de fiscalizar e prestar satisfação aos teresinenses. Se está tudo correto, se está tudo transparente nesse processo, qual o problema dessa Casa conferir e convidar a população para também tomar conhecimento de como foi gasto essa verba? Vamos agora acionar o TCE em busca da prestação de conta de todos os investimentos nesse novo sistema de integração para termos certeza que está tudo dentro da legalidade, afinal essas são denúncias graves e que afetam a qualidade de vida da nossa população, especialmente dos que mais precisam, que são os trabalhadores”, afirmou Dudu. 

O requerimento apresentado conseguiu apenas quatro favoráveis. Além do vereador Dudu, votaram a favor da prestação de contas a vereadora Cida Santiago (PHL), Prof. Zé Nito (MDB) e Joaquim do Arroz (PRP). 

Além disso, o vereador afirmou que os motoristas de ônibus também estão preocupados com esse novo sistema que entra em vigor no próximo dia 17. Questões estruturais, aliadas ao stress do trabalho e a movimentação nos coletivos, podem representar riscos à população. “Os motoristas estavam falando comigo sobre alguns detalhes da obra de algumas estações, algumas têm um desnível que, com a rotina e a correria do trabalho, pode provocar até mesmo um acidente. Eu não quero acreditar que os profissionais envolvidos nessas obras tenham tomado todas as precauções para proteger a população e os profissionais motoristas, mas em alguns casos, a situação é mesmo complicada. E por essas questões precisamos sim trazer mais explicações e orientações à população sobre esse sistema”, finalizou Dudu.




Fonte: Ascom 



COMENTE!

Presidente é homenageado nos 195 anos da Batalha do Jenipapo

A solenidade foi presidida pelo presidente da academia, João Alves Filho, que ressaltou o esforço e o empenho da Assembleia Legislativa em relação ao poder executivo

 
 Themístocles Filho (Foto: Reprodução)

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (MDB) recebeu na manhã desta terça-feira, dia 13, um diploma de Honra ao Mérito de Bravura e Heroísmo Combatentes na Batalha do Jenipapo, entregue  pela Academia  de Letras de Campo Maior.

 A homenagem foi feita em alusão aos 195 anos da Batalha do Jenipapo em solenidade que no município e teve como principal objetivo destacar nomes de personalidades que lutaram pelo reconhecimento e inserção da data 13 de março de 1823 na bandeira do Piauí como algo fundamental para a independência do Brasil. A solenidade foi presidida pelo presidente da academia, João Alves Filho, que ressaltou o esforço e o empenho da Assembleia Legislativa em relação ao poder executivo, para o reconhecimento desse momento em Campo Maior.

“Naquele momento, eu entendi o sentimento do governador: ele "estava entre" Parnaíba e Oeiras e estavam receosos com a magnitude que a data iria ter em todo o Piauí. Mas quem ganhou foi o nosso Piauí e não apenas Campo Maior. Estou muito feliz e satisfeito com essa homenagem, mas digo a vocês: não fiz nada além da minha obrigação, pois temos que reconhecer que aqui em Campo Maior foi onde se derramou mais sangue pela nossa independência”, disse Themístocles Filho.  Além do deputado, também foram homenageados o ex-deputado estadual Homero Castelo Branco, o escritor Adrião Neto e Antenor de Castro Rego Filho, escritor e membro do Instituto Histórico e Geográfico do Piauí.



Nayane Miranda
Edição: Katya D'Angelles
Fonte: Alepi 

 

COMENTE!

Câmara instala comissão para privatizar Eletrobras

Temer já editou três medidas provisórias vender a Eletrobras

Reunião de instalação da comissão especial criada para analisar a privatização da Eletrobras 
 Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Em uma reunião tumultuada, a Câmara dos Deputados instalou hoje (13) comissão especial que vai analisar o projeto de privatização da Eletrobras (PL 9463/18). O deputado Hugo Motta (MDB-PB) foi eleito presidente da comissão por 18 votos a favor e um em branco. Já o deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA) foi designado relator do projeto. 

O presidente da comissão evitou estabelecer prazo para a conclusão dos trabalhos. Mota marcou a primeira reunião para próxima terça-feira (20). A comissão deve ser composta por 35 membros titulares e 35 suplentes. 

“Vamos aguardar o plano de trabalho elaborado pelo relator, na semana que vem vamos fazer essa apresentação e tenho que trabalhar de acordo com esse plano apresentado por ele, para que a partir daí a gente tenha uma definição de prazos e datas dos trabalhos da comissão”, afirmou o deputado. 

A oposição criticou a instalação da comissão e questionou a legalidade da decisão do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) que, após adiamento da semana passada, remarcou a reunião para hoje. Segundo o deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), a oposição deve ingressar com um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal para questionar o rito adotado na instalação da comissão. 

“Nós vamos à Justiça porque a instalação dessa comissão atropelou o regimento interno da Casa. Existe uma regra aqui que diz que comissões como essa tem que ter metade dos membros de comissões permanentes e essas comissões [permanentes] ainda não foram instaladas. Portanto, a instalação dessa comissão só poderia ocorrer mais ou menos daqui há um mês e o governo tem pressa para entregar o patrimônio público para os estrangeiros”, afirmou Molon. 

Já o vice-lider do governo, deputado Darcísio Perondi (MDB-RS), defendeu a legalidade da instalação da comissão especial. "O presidente da Câmara decidiu, e no artigo 17 [do Regimento Interno], diz que cabe a ele decidir. Então isso é matéria vencida", declarou. 

Privatização 

O governo encaminhou o texto ao Congresso Nacional no fim de janeiro e trabalha com o mês de abril como data para votação. Pela proposta apresentada, a privatização ocorrerá por meio do lançamento de novas ações no mercado até que a quantidade transforme a União em acionista minoritária. O projeto também prevê que, para preservar interesses estratégicos nacionais, os novos acionistas serão proibidos de acumular mais de 10% do capital da empresa. 

A privatização da Eletrobras foi anunciada pelo governo em agosto do ano passado. De acordo com o Ministério de Minas e Energia (MME), o valor patrimonial da Eletrobras é de R$ 46,2 bilhões e o total de ativos da empresa soma R$ 170,5 bilhões. O governo espera obter com a venda cerca de R$ 12 bilhões. A empresa é responsável por um terço da geração de energia do país. 

Congresso 

Na terça-feira (6) passada, o Congresso Nacional instalou comissão mista destinada a analisar a medida provisória que retira da legislação atual a proibição de privatizar a Eletrobras e suas subsidiárias. A MP também foi editada no fim do ano passado pelo presidente Michel Temer e trata de alterações no setor elétrico, como a expansão da oferta e a universalização dos serviços de energia elétrica. 

A proposta revoga artigo da Lei 10.848/2004, que trata da comercialização de energia, e excluía a Eletrobras e suas controladas – Furnas, Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), Eletronorte, Eletrosul e a Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica (CGTEE) – do Programa Nacional de Desestatização. 

Essa é a terceira medida provisória editada pelo presidente Temer para abrir caminho para a venda da Eletrobras. “O intuito da revogação é permitir, com plena segurança, que sejam contratados e iniciados os estudos da situação econômica e financeira da Eletrobras, garantindo substancial ganho no cronograma da operação, com vistas a concluí-la no ano de 2018”, argumentou o governo quando editou a MP. 



Fonte: Agência Brasil 

COMENTE!

13 de março de 2018

João de Deus rebate acusação contra o Governo do Estado

João de Deus destacou a trajetória política, a história de vida do governador Wellington Dias, que sempre se pautou pela responsabilidade, pela honestidade

  
  Deputado João de Deus (Foto: Reprodução Alepi )

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado João de Deus (PT), afirma que o orador que o antecedeu, deputado Robert Rios (PDT), falta com a verdade quando fala sobre os gastos com alimentação na casa do governador. João de Deus lembrou que em governos anteriores também se gastava com alimentação, que os outros poderes, como o Tribunal de Justiça, o Tribunal de Contas do Estado, a Assembleia Legislativa gastam com manutenção.

“Tentam passar a ideia de um governo perdulário, irresponsável com uma mentira que vem sendo repetida várias vezes, que termina se transformando numa verdade, só que é uma falsa verdade. Eu vou dizer aqui tantas vezes quantos forem necessários: não é verdade que foi dito na tribuna e que vem sendo repetido. Lamentavelmente mostram para a sociedade piauiense uma inverdade, querem ganhar a eleição de qualquer jeito. Criam notícias fantasiosas para botar na manchete de jornal e depois usar essas manchetes no tempo da propaganda eleitoral na televisão como uma verdade”.

João de Deus destacou a trajetória política, a história de vida do governador Wellington Dias, que sempre se pautou pela responsabilidade, pela honestidade. “O governador foi sindicalista, vereador, deputado estadual, deputado federal, senador da República, portanto não se trata de alguém que chegou aqui de última hora e é por isso que é bem avaliado. Foi governador por três mandatos e está bem encaminhado para o quatro”, avaliou.

 “Não foi à toa que ele se elegeu governador três vezes em primeiro turno e está bem cotado para se eleger pela quarta vez, sempre baseado no eixo da coerência, da responsabilidade, do trabalhoO líder ressaltou que o Tribunal de Contas do Estado já faz a fiscalização das contas do governo e que o governador Wellington Dias vai prestar os devidos esclarecimentos no tempo certo.

 “Querem acusar e condenar o governador, como se aqui existisse um Xerife, para fiscalizar o governo, como se Tribunal de Contas já não fizesse essa fiscalização. O Tribunal de Contas tem a responsabilidade de zelar pelo que é correto”, acrescentou.O segundo assunto levado á tribuna pelo líder do Governo foi a matéria veiculada pela  Rede Globo sobre uma ponte que não foi concluída na região de São Raimundo Nonato.

João de Deus lembrou que a obra compreende a pavimentação de 74 km da rodovia PI-140 entre São Lourenço e Dom Inocêncio, no valor de R$ 29 milhões. A obra já tem 68 km de terraplanagem executados e 42.4 Km de pavimentação em TSD (tratamento superficial duplo) concluídos. As três pontes já estão sendo executadas E apenas as cabeceiras de uma delas estão para ser concluídas após o período chuvoso. Ao todo são 79,8 % das obras já executadas.

“Não se trata de abandono como se tentou passar para opinião pública... Nós temos um governador que é centrado, nós não temos um irresponsável sentado na cadeira do governador”, reagiu o deputado petista.

O deputado Fernando Monteiro (PRTB) pediu a palavra ratificar o posicionamento do líder do governo sobre o pagamento das empresas que terceirizam mão-de-obra para o Estado. Essas empresas estão usando os recursos pagos pelo governo para pagar causas trabalhistas do governo anterior.

 

Paulo Pincel
Edição: Caio Bruno
Fonte: Paulo Pincel 

COMENTE!

Lava Jato: PF prende delegado e ex-secretário de Cabral

Foco da operação, batizada de "Pão Nosso", são supostas irregularidades na Secretaria de Administração Penitenciária do Rio

Lava Jato: PF prende delegado e ex-secretário de Cabral 
 Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil  

Policiais federais estão nas ruas na manhã desta terça-feira (13) para cumprir mandados de prisão em uma nova fase da Lava Jato do Rio.

O foco da operação, batizada de "Pão Nosso", são supostas irregularidades na Secretaria de Administração Penitenciária do estado. Pela primeira vez, o Ministério Público Estadual participa da ação.

Um dos alvos de mandados de prisão é o ex-secretário da pasta César Rubens de Carvalho, que é coronel da Polícia Militar. Ele foi comandante de batalhões na região metropolitana e esteve à frente da secretaria também durante parte do mandato do atual governador, Luiz Fernando Pezão (MDB).

Outro suspeito é Marcelo Martins, que hoje chefia o Departamento de Polícia Especializada da Polícia Civil fluminense. O setor engloba importantes delegacias estaduais, como a do aeroporto internacional e a de crimes contra a Fazenda. 

Segundo o Ministério Público do Estado, havia um esquema que desviava recursos de um contrato de lanches oferecidos no sistema penitenciário do Rio. Os prejuízos aos cofres públicos são estimados em R$ 44,7 milhões.

A investigação apontou que Carvalho era sócio do pai de Marcelo Martins na empresa Intermundos, tida como ponte para receber propina do esquema, e que o patrimônio do ex-secretário aumentou dez vezes enquanto esteve à frente da pasta.

Um delator da operação disse que o ex-governador Sérgio Cabral recebia parte da propina, mas sem um percentual fixo.

A apuração começou a partir do projeto Pão-Escola, de ressocialização de detentos. Os procuradores afirmam que a empresa Induspan, de Felipe Paiva, que também teve a prisão pedida, fornecia lanches acima do valor de mercado e ainda recebia insumos do estado para a produção de pães. O contrato foi rescindido, mas Paiva continuou atuando na secretaria por meio de uma organização civil chamada Iniciativa Primus, ainda de acordo com a investigação.

A Polícia Federal informou que são cumpridos 14 mandados de prisão preventiva e dez de prisão temporária. As ordens partiram tanto do juiz federal Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato no Rio, quanto da 35ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do estado.

OUTRAS INVESTIGAÇÕES

César Rubens de Carvalho é mais um secretário da gestão de Sérgio Cabral (MDB) a ser preso na Lava Jato. Antes dele, já tinham sido detidos Régis Fichtner (Casa Civil), Sérgio Côrtes (Saúde), que foram soltos, Hudson Braga (Obras) e Wilson Carlos (Governo).

Em meio à intervenção federal no Rio, esta é a maior investigação da Lava Jato fluminense na área da segurança, que está desde fevereiro sob o comando das Forças Armadas.

Contratos antigos da Secretaria de Administração Penitenciária já vinham sendo objeto de investigação de promotores e da nova direção da pasta.

Em janeiro, a Justiça mandou afastar o então secretário estadual Erir Ribeiro Costa Filho após a divulgação de supostos privilégios ao ex-governador Sérgio Cabral (MDB) na cadeia pública de Benfica, no Rio.

Assumiu David Anthony, que é delegado da Polícia Civil fluminense, e que foi mantido no cargo mesmo com a intervenção federal na área da segurança no estado.


Fonte: Com informações da Folhapress.


COMENTE!

Aécio Neves tem patrimônio triplicado em dois anos; entenda por quê

Senador declarou à Receita ter vendido cota de rádio por R$ 6,6 milhões

Aécio Neves tem patrimônio triplicado em dois anos; entenda por quê 
 Foto: Reuters

O patrimônio do senador Aécio Neves (PSDB-MG) cresceu trêz vezes entre 2014, quando perdeu as eleições presidenciais para Dilma Rousseff (PT), e 2016. Segundo dados da Receita Federal obtidos pelo jornal Folha de S. Paulo, as declarações do tucano subiram de R$ 2,5 milhões para R$ 8 milhões nos anos mencionados.  

O incremento deveu-se à venda de sua parte na rádio Arco Íris, filial da Jovem Pan, à irmã Andrea Neves. Em 2014, o senador declarou ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que sua cota valia R$ 700 mil. O mesmo valor foi declarado à Receita em 2014 e 2015. Contudo, a cota foi vendida a Andrea em setembro de 2016 por R$ 6,6 milhões.

O advogado de Aécio, Alberto Toron, alegou à Folha que o valor obtido com a venda foi calculado com "base no critério de valor de mercado", o que demonstraria "o zelo do senador, uma vez que o levou ao pagamento de impostos muito mais altos".


Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

11 de março de 2018

Boulos ataca Bolsonaro e promete plebiscito ao ser confirmado pelo PSOL

Boulos revelou que quer dar a chance do povo brasileiro de revogar ou manter as medidas tomadas pelo governo de Michel Temer

Boulos ataca Bolsonaro e promete plebiscito ao ser confirmado pelo PSOL 
 Foto: DR

Agora é oficial. Líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos foi confirmado pelo PSOL como o candidato do partido para as eleições presidenciais de outubro. E em evento realizado neste sábado, em São Paulo, ele anunciou o que será a sua primeira medida, caso eleito.

Logo após ser escolhido pela maioria dos delegados do partido de esquerda, Boulos revelou que quer dar a chance do povo brasileiro de revogar ou manter as medidas tomadas pelo governo de Michel Temer (MDB), mencionando o teto de gastos públicos e a Reforma Trabalhista.

"Nem sequer a ditadura militar, em 21 anos, mexeu na CLT. Não há no mundo precedente como a Emenda Constitucional 95, que congela investimentos sociais por 20 anos; nem os maiores 'apologetas' do neoliberalismo fizeram isso. Nem Margareth Thatcher, nem (Augusto) Pinochet, nem Carlos Menem, nem Fujimori, ninguém ousou algo tão drástico, grave e brutal como foi feito com essa emenda", afirmou.

Boulos afirmou ainda que o foco da sua candidatura é "disputar o projeto de país". "Não teremos uma candidatura apenas para demarcar espaço dentro da esquerda brasileira. Vamos apresentar uma alternativa real de projeto para o Brasil", explicou o líder do MTST, que terá como vice a líder indígena Sônia Guajajara, escolhida por unanimidade pela legenda.

O presidenciável do PSOL ainda afirmou que não aceitará doações de bancos e grandes empresas, criticando um Estado brasileiro que é um "Robin Hood ao contrário", beneficiando banqueiros e magnatas, em detrimento da população mais humilde.

"Preferimos fazer campanha de chinelo rasgado do que receber dinheiro dessa gente", disse Boulos, mencionando ainda Joesley Batista, dono da JBS e que recebeu "R$ 100 milhões em distribuição de lucros e dividendos e pagou só R$ 300 mil de imposto, menos de 1%, enquanto a pessoa de baixa renda paga 12%, 15% ou mais".  

Polêmica com Bolsonaro e Lula

No seu discurso, Boulos atacou não só Temer e suas medidas, mas também o deputado federal Jair Bolsonaro, presidenciável que se filiou nesta semana ao PSL. Após ser criticado pelo ex-capitão do Exército, o líder do MTST chamou Bolsonaro de "bandido" e "criminoso", relembrando os episódios em que o parlamentar incitou o ódio e a apologia ao estupro – mais cedo, ele havia gravado um vídeo com uma mensagem ao militar da reserva. 

Boulos recebeu 71% dos votos (87 no total) e derrotou as pretensões de outros dois candidatos, Plínio de Arruda Sampaio Jr. e Hamilton Assis. Contudo, nem todos dentro do partido ficaram satisfeitos com o resultado, sobretudo pela forma com que o processo que coroou Boulos foi conduzido pela Executiva do partido.

"Boulos teve uma vitória que não leva o partido. Um terço do partido não digere a candidatura Boulos. É um terço formal. Mas, no partido real, 45%, 50% do partido não entende e não digere a candidatura. Ela nasce com déficit congênito de credibilidade e de legitimidade na base do partido. Criamos um problemão hoje e se chamada Boulos", comentou Plínio Jr., citado pelo jornal O Globo.

Outro aspecto que incomoda muito essa ala do PSOL é a proximidade do líder do MTST com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Boulos é um defensor que o petista possa concorrer nas eleições de outubro, e que, embora tenha sido condenado pelo Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF-4) a 12 anos e 1 mês de prisão, não há provas contra Lula no caso do tríplex do Guarujá (SP).

"A nossa posição, e essa também é a posição tomada pelo PSOL, e da defesa do direito do Lula ser candidato à Presidência da República por entender que sua condenação foi injusta e sem provas. Nós achamos que defender o direito do Lula ser candidato e questionar e denunciar uma condenação em que o Judiciário toma o papel de partido político e condena por casuísmo, isso é uma coisa, e isso tem ampla unidade", disse Boulos. Com informações do Sputnik Brasil.



Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

PP quer ser o MDB do próximo governo federal

Ideia é crescer bancada e garantir cargos em qualquer governo

O senador Ciro Nogueira (PP-PI) discursa na sessão da votação do processo de impeachment da presidente Dilma no Senado, em Brasília (Foto: Beto Barata/Agência Senado) 
 Foto: Beto Barata/Agência Senado

De olho na janela de infidelidade partidária, que se fecha em abril, o Partido Progressista fixou o objetivo de virar a principal legenda do “centrão” do Congresso. A estratégia atribuída ao presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI), é deixar de lado as campanhas majoritárias, em geral dispendiosas, para consolidar uma bancada tão numerosa que nenhum governo poderá abrir mão do seu apoio. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Somados, partidos de centro como PP, Podemos, PSC, Avante, PEN, PR, PRB SD e PSD, têm quase 200 votos na Câmara dos Deputados.

O PP planeja se tornar o que o PMDB virou para os governos Lula, Dilma e Temer: indispensável. E isso garante cargos ambicionados.

Atualmente, menor que o MDB, o PP controla ministérios como o da Saúde, com orçamento oceânico, e outros órgãos como a Caixa.


Fonte: Diário do Poder 

COMENTE!

09 de março de 2018

Temer se aconselha com Sarney sobre eleição e quebra de sigilo bancário

Ex-presidente é um dos principais conselheiros do atual

Temer se aconselha com Sarney sobre eleição e quebra de sigilo bancário 
 Foto: Reuters

O presidente Michel Temer se reuniu nessa quinta-feira (8), no Plalácio do Planalto, com o ex-presidente José Sarney para discutir as possíveis candidaturas de membros do MDB para a eleição deste ano. Segundo o blog da jornalista Andréia Sadi no G1, entre os assuntos abordados também estaria a quebra do sigilo bancário do presidente no inquérito dos portos.  

Assessores presidenciais informaram ao blog que Sarney aproveitou o encontro para elogiar o discurso de Temer na última quarta-feira (7), durante evento da Advocacia-Geral da União, em Brasília.  

Para o ex-presidente, a parte em que Temer falou que a violação de direitos individuais só pode existir “se houver elementos robustos, suficientes, fortes, quase exaustivos” foi crucial no discurso.

Fontes próximas a Temer disseram que o trecho foi um recado para o ao ministro Luís Roberto Barroso, que autorizou a quebra de sigilo do presidente.




Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

Themístocles agradece João Henrique por sair da disputa

"Ficou tudo mais calmo, mais tranquilo", avalia o presidente da Assembleia Legislativa

Resultado de imagem para Themistocles sampaio e wellington dias 
 Wellington Dias e Themístocles Filho   (Foto: Lucas Dias/ Gp1)

Se havia alguma discordância em relação à presença do MDB no palanque de Wellington Dias (PT), essa divergência já não existe mais. A não ser que aconteça o que alerta o ex-ministro João Henrique Sousa, de que o govenador Wellington Dias pode mudar de ideia e lançar outro nome como candidato a vice-governador, indicação pleiteada pelo presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho. O deputado foi às TVs agradecer a decisão de João de retirar sua candidatura em apoio à sua indicação como vice na chapa majoritária. 

"Só tenho a agradecer porque facilitou. A disputa dentro do diretório estadual do MDB não era boa. Agora não vai ter mais essa disputa entre a gente. Ficou mais calmo, mais tranquilo", avaliou Themistocles Filho, em entrevista nesta sexta-feira (9). 

Questionado sobre quando os partidos aliados vão definir os nomes dos candidatos majoritários, Themísrtocles Filjho sugeriu o 7 de abril – data limite para a troca de partidos de acordo com a Lei das Eleições. "Acredito que dia 7 [de abril] é uma data que todo mundo vai saber aonde cada cidadão vai estar filiado. A partir desse momento, o governador vai saber onde todo mundo vai estar. Temos que aguardar um pouco. A quem o governador e nós temos que agradar é o povo", opina. 

Sobre a candidatura do MDB a Presidência da República, Themístocles Filho afirmou que não há nada definido no partido sobre essa assunto. E que o melhor é ficar calado. “Não sei nem se [Temer] vai ser candidato. O MDB pode, inclusive, indicar o vice de outro candidato à Presidência da República. Acho melhor ficar calado para aguardar os acontecimentos", desconversou.  


Fonte: Paulo Pincel
PiauiHoje.com 

COMENTE!

08 de março de 2018

Câmara aprova moção de louvor a governadores do NE

Vereador Dudu avalia a reunião como um momento histórico para o país

Vereador Edilberto Borges, o Dudu (PT) 
 Vereador Dudu (Foto: Assessoria)

A Câmara Municipal de Teresina aprovou nesta quinta-feira (8), por 19 votos a favor, uma "Moção de Louvor" aos governadores do Nordeste que participaram do encontro em Teresina para definir estratégias para a segurança pública. O vereador Dudu (PT), autor do requerimento propondo a homenagem, avalia a reunião como um momento histórico e que fornece diretrizes centralizadas para uma política nacional de segurança.

“Esse encontro mostra o esforço e intenção de todos os gestores em prol da segurança, tanto em nosso estado como no Brasil. A partir dele, serão apontadas ações para barrar a escalada da violência que tanto afeta a população. Essa moção de louvor vem exatamente para reconhecer esses esforços nesse momento. Eu considero esse um momento histórico tanto para o Piauí, como para o Brasil, afinal foi aqui em nossa capital que essa questão tão importante foi debatida da forma mais séria e comprometida possível. Essa reunião com vai fornecer um norte para o Brasil e para os outros estados que com certeza irão copiar esse modelo”, afirmou.

Participaram da reunião o governador do Piauí Wellington Dias; Renan Filho, de Alagoas; Rui Costa, da Bahia; Camilo Santana, do Ceará; Flávio Dino, do Maranhão; Ricardo Coutinho, da Paraíba; Paulo Câmara, de Pernambuco; Robinson Faria, do Rio Grande do Norte; além do vice-governador de Sergipe, Belivaldo Chagas e também os Secretários de Segurança dos estados.

Ao final do evento foi assinada a “Carta de Teresina”, documento onde os governadores defendem a criação de um fundo e de um sistema nacional de segurança pública e a instalação de centro regional de inteligência da Polícia Federal no vizinho estado do Ceará. O documento será agora encaminhado ao Ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann.

[09:33, 8/3/2018] Dudu do PT: Dudu afirma que reunião de governadores é momento histórico e propõe monção de louvor
O vereador ressaltou que a reunião fornece diretrizes para novas ações contra a violência

Foi aprovada na Câmara Municipal de Teresina (CMT) com 19 votos uma monção de louvor aos 9 governadores do Nordeste que participaram do encontro em Teresina para definir estratégias para a segurança pública. A iniciativa é do vereador Dudu (PT), para ele a reunião foi um momento histórico e que fornece diretrizes centralizadas para uma política nacional de segurança.

“Esse encontro mostra o esforço e intenção de todos os gestores em prol da segurança, tanto em nosso estado como no Brasil. A partir dele, serão apontadas ações para barrar a escalada da violência que tanto afeta a população. Essa moção de louvor vem exatamente para reconhecer esses esforços nesse momento. Eu considero esse um momento histórico tanto para o Piauí, como para o Brasil, afinal foi aqui em nossa capital que essa questão tão importante foi debatida da forma mais séria e comprometida possível. Essa reunião com vai fornecer um norte para o Brasil e para os outros estados que com certeza irão copiar esse modelo”, afirmou.

Participaram da reunião o governador do Piauí Wellington Dias; Renan Filho, de Alagoas; Rui Costa, da Bahia; Camilo Santana, do Ceará; Flávio Dino, do Maranhão; Ricardo Coutinho, da Paraíba; Paulo Câmara, de Pernambuco; Robinson Faria, do Rio Grande do Norte; além do vice-governador de Sergipe, Belivaldo Chagas e também os Secretários de Segurança dos estados.

Ao final do evento foi assinada a “Carta de Teresina”, documento onde os governadores defendem a criação de um fundo e de um sistema nacional de segurança pública e a instalação de centro regional de inteligência da Polícia Federal no vizinho estado do Ceará. O documento será agora encaminhado ao Ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann. 



Fonte: Assessoria 

COMENTE!

07 de março de 2018

Robert Rios parabeniza mulheres por Dia Internacional

Ele parabenizou todas as mulheres do Piauí e disse ser um dia importante e que em sua opinião, todo dia é dia da mulher.

 
 Deputado Robert Rios (Foto: Reprodução)

O deputado Robert Rios (PDT) falou nesta manhã de quarta-feira (07), no tempo de dois minutos, sobre o Dia Internacional da Mulher, a ser comemorado nesta quinta-feira (08).

Ele parabenizou todas as mulheres do Piauí e citou por exemplo, as mães, funcionárias, servidoras da Assembleia Legislativa do Estado do Piauí (Alepi) e disse ser um dia importante e que em sua opinião, todo dia é dia da mulher.

O parlamentar lembrou que sempre no dia 08 de março, a deputada Flora tem encabeçado uma sessão solene voltada para o Dia da Mulher, e que esse ano, ainda não se sabe se haverá uma sessão solene para homenagear as mulheres, mas que ainda dá tempo.

“Eu quero nesses dois minutos, parabenizar a mulher piauiense, reconhecer a contribuição dela como mãe, trabalhadora e como cidadã do Piauí”, enfatizou.  



Lindalva Miranda
Edição: Caio Bruno
Fonte: Alepi

COMENTE!

Themístocles Filho janta com Luís Jr. e Jeová Alencar

Foto do jantar no Coco Bambu provocou muito ciúme no Palácio da Cidade

Jantar reuniu Luís Jr., Jeová Alencar e Themístocles Filho 
 Foto: Reprodução

Uma foto que circulou nas redes sociais e portais de notícias na manhã desta quarta-feira (7) provocou grande repercussão nos bastidores políticos em Teresina, Nela, aparecem o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themistocles Filho (MDB), jantando com o presidente da Câmara Municipal de Teresina, vereador Jeová Alencar, e o vice-prefeito da capital, ex-reitor da UFPI, Luís Júnior. 

Se serviu para acabar com os boatos de um possível rompimento entre Themístocles e o Luís Júnior, o registro causou muito ciúme no Palácio da Cidade, já que o prefeito Firmino Filho rompeu relações com Themístocles, acusado pelo tucano de interferir na eleição da Câmara Municipal, no final do ano passado, quando Jeová Alencar foi reeleito. 

"Eu estava jantando com o Luís Júnior, com o presidente da Câmara de Teresina, Jeová Alencar. Não tem problema nenhum. O Luís Júnior é um cidadão do bem, grande homem. Não houve isso [a demissão do filho do vice-prefeito]", garantiu Themístocles Filho. 

Sobre a desistência do ex-ministro João Henrique Sousa, vice-presidente do MDB no Piauí, de se candidatar a governador, Themístocles Filho desejou felicidades ao correligionário de partido. “Em nenhum canal de televisão eu nunca disse nada que desabonasse a figura dele como cidadão. Então acho natural o que ele pensa com relação ao presidente Michel Temer", comentou o presidente.



Fonte: Paulo Pincel
PiauiHoje.com 

COMENTE!

06 de março de 2018

Evaldo Gomes nega ataque ao ex-secretário Avelino Neiva

Evaldo Gomes afirmou que fez apenas uma comparação sobre a situação da rodoviária durante a gestão do ex-governador Wilson Martins

 
 Deputado Evaldo Gomes (Foto; Reprodução)

Ao falar hoje (6) no espaço destinado aos pequenos avisos, o deputado Evaldo Gomes (PTC) disse que não atacou o ex-secretário de Transportes do governo Wilson Martins (PSB), Avelino Neiva, ao defender as Parcerias Público-Privadas (PPP) realizada pelo Governo do Estado para administrar os Terminais Rodoviários de Teresina, Floriano e Picos, como teria afirmado o deputado Gustavo Neiva (PSB) em discurso proferido na sessão plenária de ontem (5).

Evaldo Gomes afirmou que fez apenas uma comparação sobre a situação da rodoviária durante a gestão do ex-governador Wilson Martins, quando Avelino Neiva era secretário, com a que passou a existir após a formação da PPP. “Sei da competência do ex-secretário Avelino Neiva, que é atual presidente da Codevasf, e jamais iria atacá-lo”, declarou ele.

De acordo com o parlamentar do PTC, atualmente, o Terminal Rodoviário de Teresina tem uma situação melhor do que há alguns anos atrás, devido aos serviços de reforma realizados nos últimos meses. Ele lembrou que no Governo Wilson Martins foi um parlamentar independente e que apoiou somente a gestão do ex-governador Zé Filho.


J.Barros
Edição: Paulo Pincel
Fonte: Alepi 

COMENTE!

Dudu desafia Firmino a andar de ônibus no horário de pico

O vereador Dudu (PT) voltou a criticar o transporte público de Teresina

Vereador Dudu (PT) 
 Foto: ícone

O vereador Dudu (PT) voltou a criticar o transporte público e o sistema de integração que será implantado na capital durante sessão desta terça-feira (06) na Câmara Municipal de Teresina. O modelo não atende as necessidades da população e ainda gera muitas dúvidas e reclamações.

“O Prefeito está lançando hoje, em um hotel, uma das etapas da tal integração de Teresina. Por que ele não faz isso em um dos terminais do sistema, perto do povo que paga uma passagem cara e tem um péssimo serviço de contrapartida? Sem contar que a Prefeitura ainda tem um débito de R$ 21 milhões com o Setut em subsídio para as passagens, dinheiro público para que o transporte seja melhor para o povo e mesmo assim não é. Integração de maquete, mapas, projeções e longe do povo, para nós é enganação”, afirmou Dudu.

O vereador aproveitou a ocasião para fazer um convite à base do Prefeito na CMT e ao próprio gestor, a exemplo de uma usuária do transporte que convidou Firmino a conhecer o sistema nos horários mais movimentados. “Eu desafio o Prefeito a irmos todos, ao meio dia, pegar um ônibus do Centro para o Promorar, para o Monte Verde, para o Dirceu, para a gente saber qual a realidade da população”.
Síndrome do Pânico

Durante a sessão, também foi apresentado e aprovado em primeira votação o projeto de lei do vereador Dudu que institui campanha municipal de prevenção e conscientização da síndrome do transtorno do pânico, a ser realizada anualmente na segunda semana do mês de setembro.

“Enquanto a sociedade não discutir essas questões, não saberemos como combater essa problemática. Sabemos que essa é uma doença que pode afetar a todos e ao mesmo tempo levar a transtornos psicológico mais graves e muitas vezes por medo, vergonha ou até mesmo falta de conhecimento, as pessoas não buscam tratamento e acabam agravando sua situação psicológica. Nosso objetivo com esse projeto é justamente promover a conscientização sobre o tema e evitar que essa síndrome evolua e dê espaço para outras doenças de cunho psicológico”, defendeu.

O projeto de lei nº 365 foi aprovado com 15 votos favoráveis e segue para a segunda votação no plenário da CMT.   



Fonte: Assessoria parlamentar 

COMENTE!

Por unanimidade, STJ nega habeas corpus e vota pela prisão de Lula

Julgamento foi encerrado há pouco

Por unanimidade, STJ nega habeas corpus e vota pela prisão de Lula  
 Foto: José Cruz/Agência Brasil

Os cinco ministros que compõem a 8ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) votaram, nesta terça-feira (6), contra o habeas corpus impetrado pela defesa do ex-presidente Lula, com o objetivo de evitar a prisão dele, após condenação em segunda instância.  

Com o resultado, Lula pode ser preso após um último recurso, um embargo de declaração, ser julgado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), sediado em Porto Alegre (RS).

No mês passado, o TRF-4 confirmou a condenação imposta a Lula pelo juiz federal Sérgio Moro, na ação penal envolvendo o tríplex no Guarujá (SP), e aumentou a pena do ex-presidente para 12 anos e um mês de prisão, por corrupção e lavagem de dinheiro.

O ex-presidente, no entanto, ainda terá a chance de tentar reverter o resultado no Supremo Tribunal Federal (STF). Ontem (5), o Ministério Público Federal (MPF) também já havia se manifestado contra o habeas corpus e pedido a prisão de Lula, após condenação em segunda instância.

Mais cedo, Lula havia declarado, durante entrevista, confiar nas instâncias superiores. “Se dependesse daquela votação no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), eu não teria porque acreditar na Justiça. Aquilo pareceu uma encenação, pareceu que nenhum dos juízes leu o processo. Espero que as pessoas que vão me julgar hoje no STJ leiam o processo, leiam as acusações e a defesa, e permitam que o povo possa me julgar em outubro”, ponderou.




Fonte:Notícias ao Minuto 

COMENTE!

Barroso determina quebra de sigilo bancário de Temer

Decisão do ministro do STF abre ainda os dados financeiros de João Baptista Lima Filho, José Yunes e Rodrigo da Rocha Loures, todos ligados ao presidente

O ministro do STF Roberto Barroso e o presidente Michel Temer 
O ministro Luís Roberto Barroso, do STF, e o presidente Michel Temer (MDB)
 Foto: (Rosinei Coutinho/SCO/STF e Marcos Corrêa/PR) 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso determinou o afastamento do sigilo bancário do presidente Michel Temer (MDB) no âmbito do inquérito que investiga irregularidades na elaboração da Medida Provisória 595, conhecida como a MP dos Portos, e que mais tarde deu origem ao decreto 9.048. A quebra abrange o período de 1º de janeiro de 2013 a 30 de junho de 2017. É a primeira vez que um presidente no exercício do mandato tem os seus dados financeiros abertos por ordem judicial.

A decisão data do dia 27 de fevereiro. O Banco Central já distribuiu ofício em que comunica a decisão às instituições financeiras e pede providências. O ministro autorizou ainda o levantamento do sigilo bancário de João Baptista Lima Filho, o coronel Lima, José Yunes, Rodrigo da Rocha Loures  — todos ex-assessores do presidente —, Antonio Celso Grecco e Ricardo Mesquita, esses últimos, respectivamente, dono e executivo da Rodrimar. Temer é investigado pela suspeita de ter agido para favorecer a empresa no Porto de Santos por meio do texto da MP 595. O presidente nega que tenha cometido qualquer irregularidade.

No mês passado, o então diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia, indicou em entrevista que o inquérito dos portos poderia ser arquivado. A declaração resultou em um pedido de explicações por parte de Barroso, relator do caso no STF, e provocou uma crise dentro da corporação, que culminou com a demissão de Segovia na semana passada.

Defesa

Por meio de nota da Secretaria de Imprensa da Presidência da República, Temer informou que não tem nenhuma preocupação em relação à decisão de Barroso e que dará total acesso aos seus dados bancários, inclusive à imprensa.

“O presidente Michel Temer solicitará ao Banco Central os extratos de suas contas bancárias referentes ao período mencionado hoje no despacho do eminente ministro Luís Roberto Barroso. E dará à imprensa total acesso a esses documentos. O presidente não tem nenhuma preocupação com as informações constantes de suas contas bancárias.”  



Por: Ana Clara Costa
Fonte: Veja 

COMENTE!

PSDB confirma calendário que favorece candidatura de Doria a governador

Votação dos membros da sigla está prevista para o dia 18, com eventual segundo turno no dia 25

PSDB confirma calendário que favorece candidatura de Doria a governador 
 Foto: Nacho Doce / Reuters

Em reunião com a presença do prefeito João Doria, o diretório estadual do PSDB de São Paulo confirmou  na noite desta segunda-feira (5) calendário que favorece a candidatura dele a governador e enterrou proposta de seus adversários internos.

Os tucanos mantiveram o plano de fazer neste mês as prévias internas para escolha do candidato do partido ao Palácio dos Bandeirantes. A votação dos membros da sigla está prevista para o dia 18, com eventual segundo turno no dia 25.

Doria fez discurso enfático no fim da votação -chegou a subir na mesa colocada no palco do diretório estadual do PSDB, em Moema (zona sul)- e foi aclamado por militantes, com coros de que incluíam expressões como "Doria governador" e "João trabalhador" (seu mote na campanha para prefeito).

"É com essa energia que nós juntos vamos ganhar a eleição em São Paulo", afirmou. Oficialmente, o tucano nega que seja candidato. Ele saiu do local do evento sem falar com os jornalistas.

Ressonando a mensagem de "unidade interna" das falas da noite, Doria disse que "o adversário do PSDB não está no PSDB", mas fora dele e defendeu o instrumento das prévias, afirmando ver com legitimidade a apresentação de outras pré-candidaturas.

O ex-senador José Aníbal, o secretário estadual Floriano Pesaro, o cientista político Luiz Felipe d'Avila e o prefeito de Praia Grande, Alberto Mourão, também manifestam interesse em representar o PSDB na corrida pelo cargo hoje ocupado pelo também tucano Geraldo Alckmin.

'Tema da Vitória' Doria foi o último a discursar. Saiu abraçado por integrantes do partido, que chegaram a carregá-lo nas costas. A trilha sonora da cena foi o "Tema da Vitória", música que embalava as conquistas do piloto Ayrton Senna.

Numa tentativa de ganhar tempo e adiar a escolha do candidato, Aníbal entregou à direção do partido, no início da reunião, um documento assinado por ele, por Pesaro e por d'Avila em que propunham fazer o primeiro turno das prévias em 25 de março e o segundo em 2 de abril.

A ideia foi rejeitada em votação. Dos 105 integrantes com direito a voto, 70 apoiaram o calendário previamente decidido pela executiva (34 queriam a mudança da trinca, e houve uma abstenção).

A data das prévias virou o centro da disputa interna porque houve a tentativa de realizá-las depois da segunda quinzena de abril, o que obrigaria João Doria a, caso queira de fato concorrer ao Bandeirantes, renunciar ao cargo mesmo sem ter a certeza de ser o candidato do partido.

O prazo de desincompatibilização para ocupantes de cargos executivos (presidente, governadores e prefeitos) que quiserem concorrer a outros postos é 7 de abril.

A tese de postergar a decisão da legenda, defendida por adversários do prefeito paulistano, já tinha sido vencida. A articulação que estabeleceu o calendário pró-Doria foi liderada pelo vice-prefeito Bruno Covas, que tem controle de boa parte do diretório paulista. Ele assumirá a prefeitura se Doria se desincompatibilizar.

'Coisa patética' O argumento de Aníbal, que é presidente do Instituto Teotônio Vilela (centro de formação política do partido), para fazer prevalecer o calendário sugerido por ele foi o de que seria preciso discutir com mais calma a escolha do candidato do PSDB.

Pela proposta, quem quisesse se candidatar deveria apresentar o nome à legenda até esta quinta-feira (8). Depois seriam feitos cinco debates com a militância, para aí então serem realizadas as prévias.

"Eu não tenho urgência. Por mim a escolha [do candidato] poderia ser em abril, em maio", disse Aníbal, que disparou críticas a Doria.

"Temos um prefeito de São Paulo que diz que não é pré-candidato, mas não cuida de outra coisa a não ser isso. Uma coisa patética", afirmou.



Fonte: Com informações da Folhapress.


COMENTE!

05 de março de 2018

Robert Rios critica governo por não prestar conta de empréstimos

Para Robert Rios, um dos problemas da segurança pública no Piauí é a existência de 1200 policiais militares prestando segurança aos poderes do Estado.

 
 Deputado Robert Rios (Foto: Reprodução)

 O deputado Robert Rios (PDT) criticou o governador Wellington Dias por não prestar contas do dinheiro dos empréstimos contraídos pelo Estado e também pela escolha do restaurante Coco Bambu, na zona Leste de Teresina, para se reunir com os colegas do Nordeste, quando será discutida a grave situação da segurança pública nos estados.

O orador afirmou que quando os governadores estiverem no local mais luxuosos da cidade, o Sindicato dos Delegados estará fazendo protesto na porta do Palácio de Karnak, por não ser atendido em suas reivindicações. Para Robert Rios, um dos problemas da segurança pública no Piauí é a existência de 1200 policiais militares prestando segurança aos poderes do Estado.

Em seguida, o deputado voltou a criticar o senador Ciro Nogueira (Progressistas) pela maneira como ele conseguiu trazer a Teresina o presidente da Caixa Econômica Federal, para viabilizar a liberação de uma segunda parcela de empréstimo, sem que a prestação de contas da primeira tivesse sido feita corretamente. Rios disse não ser contrário a empréstimos para o Estado, mas tão somente a uma simulação em que a análise do empréstimo passa a ser feita em Brasília.

Robert Rios disse que foi ironicamente tratado pela mídia piauiense, que publicou charges em que o senador Ciro Nogueira aparece trazendo dinheiro e a oposição atirando, sob a frase “deixem o homem trabalhar”.

 O deputado usou a palavra “trabalho” para ironizar os que se dizem intermediadores de empréstimo, citando mais uma vez o exemplo do ministro Gedel Vieira, que tanto “trabalhou” que hoje se encontra preso.

Em aparte, o deputado Dr. Pessoa (PSD) afirmou que esteve nos municípios de Piripiri e Porto, onde a grande preocupação da população é com a falta de segurança. Ele culpou os gestores, do presente e do passado, desde o presidente da República aos prefeitos municipais pela falta de segurança no país.

Retomando seu pronunciamento, o deputado Robert Rios lembrou o episódio da crucificação de Jesus Cristo, em que o povo escolheu libertar Barrabás, pedindo a crucificação de Cristo. Da mesma forma ele vê a escolha do eleitor por tantos corruptos que hoje são investigados, alguns já cumprindo prisão.

Também em aparte, o deputado Rubem Martins (PSB) deu conta dos contatos que teve com a Caixa Econômica Local, para se inteirar, juntamente com o próprio orador e o colega Gustavo Neiva, a respeito da prestação de contas do governo sobre a primeira parcela de empréstimo que agora, com vistas à segunda parcela, a análise vai ser feita em Brasília. Rubem defendeu o retorno à Caixa Econômica, para, se for o caso, de lá já sair com os colegas para o Ministério Público Federal.

O deputado Robert Rios concluiu seu pronunciamento criticando novamente o senador Ciro Nogueira, que para ele não reconhece a capacidade dos piauienses para ocupar cargos no governo federal, pois as indicações que ele fez para os Ministérios da Agricultura e da Saúde, bem para a Caixa Econômica Federal, foram de pessoas de outros estados. Ele lembrou o curto tempo em que o deputado federal Marcelo Castro ocupou no Ministério da Saúde, quando conseguiu recursos permanentes para o Estado do Piauí.


Texto: Raimundo Cazé
Edição: Paulo Pincel
Fonte: Alepi 

 

COMENTE!

Dr. Pessoa participa de protesto contra a violência na cidade de Porto

A informação foi repassada pelo deputado Dr. Pessoa (PSD), na manhã desta segunda-feira (05), que participou da manifestação.

 
 Dr. Pessoa (Foto: Reprodução)

Devido ao grande número de assaltos que vem acontece na cidade de Porto, a 197km de Teresina, a população realizou um protesto, no último domingo (4), contra a falta de policiamento no município. A informação foi repassada pelo deputado Dr. Pessoa (PSD), na manhã desta segunda-feira (05), que participou da manifestação.

“Na cidade de Porto fui muito bem recebido. Mas tive a tristeza de só receber reclamações sobre a segurança lá, que está ao deus-dará. É um clamor de toda a cidade. Eu encontrei muitas pessoas dizendo que teve a sua casa invadida, seus bens roubados. E nós queremos cobrar uma ação dos governantes. É um problema de décadas e que precisa ser solucionado o quanto antes”, disse o parlamentar.

“Outro clamor é pelas estradas que interligam as cidades circunvizinhas. Daqui uns dias as pessoas não terão acesso à cidade de Porto por negligência do Governo que aí está”, denunciou Dr. Pessoa.

Piripiri -  O deputado ainda afirmou que visitou, também no final de semana, a cidade de Piripiri, onde visitou o mercado municipal, e agradeceu a receptividade.

 


Laryssa Saldanha
Edição: Katya D’Angelles
Fonte: Alepi


COMENTE!

STJ julga habeas corpus contra prisão de Lula nesta terça-feira

No mês passado, o TRF-4 confirmou a condenação imposta ao petista pelo juiz federal Sérgio Moro

STJ julga habeas corpus contra prisão de Lula nesta terça-feira 
 Foto: Ricardo Stuckert / Divulgação

O julgamento do pedido de habeas corpus do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que estava marcado para ocorrer no último dia 1º, foi adiado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e deve ocorrer nesta terça-feira (6).  

O recurso, impetrado pela defesa do petista, busca impedir preventivamente a eventual execução provisória da condenação do petista, mesmo que um último recurso de Lula, um embargo de declaração, ainda esteja pendente de julgamento pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), sediado em Porto Alegre.

No mês passado, o TRF-4 confirmou a condenação imposta a Lula pelo juiz federal Sérgio Moro, na ação penal envolvendo o tríplex no Guarujá (SP), aumentando a pena do ex-presidente para 12 anos e um mês de prisão.

A possibilidade de prisão para execução provisória da condenação do ex-presidente ocorre em função do atual entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), estabelecido em 2016, que valida a prisão de condenados pela segunda instância da Justiça, mesmo ainda cabendo recursos a tribunais superiores.

No habeas corpus preventivo protocolado no STJ, a defesa de Lula alega que o entendimento do STF sobre a prisão após a segunda instância não é vinculante, ou seja, de aplicação obrigatória.O tema tem sido alvo de controvérsia no STF, com a maior parte dos ministros pressionando a presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, para que paute para julgamento em plenário duas ações da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) que tratam do assunto.

O cenário atual na Corte é de impasse sobre a questão. Os ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Rosa Weber, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello são contra a execução imediata ou entendem que a prisão poderia ocorrer após decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux e a presidente, Cármen Lúcia, são a favor do cumprimento após a segunda instância.

Acusação

Em parecer enviado ao STJ e assinado pelo subprocurador-geral da República Francisco de Assis Vieira Sanseverino, o Ministério Público Federal (MPF) defendeu a prisão de Lula logo após o julgamento de seu último recurso no TRF4. Ele seguiu entendimento da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que também manifestou tal posicionamento ao STF. 


Fonte: Com informações são da Agência Brasil.



COMENTE!

Líderes do MDB avaliam candidatura de Meirelles pelo partido

Nos bastidores, avaliação é que resultados na economia podem viabilizar nome do ministro da Fazenda para defender o governo de Temer

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, realiza palestra no evento Prefeitos do Futuro, no Centro de Convenções Brasil 21, em Brasília (DF) - 27/02/2018 
 O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD) (Valter Campanato/Agência Brasil)

O presidente Michel Temer intensificou as conversas sobre o lançamento de um candidato próprio do MDB ao Palácio do Planalto. Em reunião realizada neste domingo (4) no Palácio do Jaburu, Temer ouviu do presidente do MDB, senador Romero Jucá (RR), que é preciso começar a construir a campanha e reforçar a defesa do governo, alvejado não apenas pela oposição, mas também por aliados.

Líder do governo no Senado, Jucá já defende, nos bastidores, a candidatura do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, hoje filiado ao PSD. “Ele é muito bem vindo no MDB”, disse o senador. “Ainda não temos decisão sobre nomes, mas estamos afunilando as conversas nesse sentido.”

Ao lado do ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, Jucá mostrou para Temer uma pesquisa encomendada pelo partido sobre o quadro eleitoral nos Estados. “Mais de um terço dos entrevistados acha que, se a economia continuar como está, o MDB deve lançar candidato à Presidência”, disse ele.

Há articulações para que Meirelles seja vice na chapa do governador Geraldo Alckmin (PSDB). O ministro indica que vai entregar o comando da economia, no início de abril, e migrar para o MDB, com a intenção de concorrer ao Planalto. Apesar das referências elogiosas, porém, o partido de Temer não dá a ele todas as garantias de que vá liderar a chapa.

“A nossa ideia é ter um candidato que defenda a agenda do governo. Se não for o Michel, acho que Meirelles reúne essas qualidades e tem todas as condições de aglutinar os partidos de centro para disputar o Planalto”, argumentou o líder do MDB na Câmara, Baleia Rossi (SP), presidente do MDB paulista.

Temer tem feito uma espécie de enquete com aliados para saber qual seria o nome, no espectro de centro, que teria mais viabilidade eleitoral. Embora haja resistências de dirigentes do próprio MDB à candidatura do presidente a novo mandato, o núcleo político do governo ainda não descartou essa possibilidade.

Natural

A aposta no Planalto é de que, se a intervenção na Segurança Pública do Rio surtir efeitos positivos e as investigações contra Temer forem arquivadas, o presidente deixará o dígito isolado nas pesquisas de intenção de voto (que hoje não ultrapassa 1%) e será o “candidato natural”. Em público, porém, ele rejeita essa hipótese.

Dono de uma impopularidade persistente, Temer pode tomar a decisão até julho e não precisa se desincompatibilizar para entrar no páreo, enquanto Meirelles, se for concorrer, será obrigado a sair do ministério em 7 de abril, mesmo prazo para a mudança de partido. Sem um nome competitivo até agora, o MDB tem como prioridade eleger grandes bancadas de senadores e deputados federais. Jucá disse ontem que o partido também deve apresentar nomes aos governos de 14 dos 26 Estados.

O senador considera muito difícil a possibilidade de apoio a Alckmin, ao menos por enquanto. Na avaliação da equipe de Temer, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), não será candidato, embora seu nome deva ser aclamado em convenção do partido, na quinta-feira. A portas fechadas, correligionários de Temer dizem, ainda, que o ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM-PE), pode ser vice de Alckmin.

“Mas o MDB não está postulando lugar de vice nem de Alckmin nem de Maia”, insistiu Jucá. “O natural, em política, é muito forte. Ninguém vai tirar do bolso do colete um candidato, que precisa ter elã, charme e liderança”, disse Moreira Franco, um dos principais interlocutores de Temer no Planalto. Quem vê com simpatia a candidatura de Meirelles alega que o fato de ele poder financiar a campanha com dinheiro do próprio  bolso favorece sua escolha.


Por: Estadão Conteúdo
Fonte: Veja 

COMENTE!

04 de março de 2018

Pezão deve se tornar o 1º governador denunciado pela Lava Jato

O governador do Rio de Janeiro é suspeito de ter recebido, em forma de caixa dois, cerca de R$ 20 milhões da Odebrecht em sua campanha

Pezão deve se tornar o 1º governador denunciado pela Lava Jato 
 Fonte: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O atual governador do Rio de Janeiro Luiz Fernando Pezão pode se tornar o primeiro governador denunciado pela Lava Jato. Os trâmites para tal já começaram, iniciando com o deferimento feito pelo ministro do STJ Luis Felipe Salomão.

Como noticiou a coluna de Lauro Jardim do jornal 'O Globo', o ministro pediu ao MPF para que Carlos Miranda, ex-operador de Sérgio Cabral, e Benedicto Júnior, ex-presidente da Odebrecht Construtora, sejam ouvidos no inquérito aberto em setembro a pedido da PGR, baseado na delação da empreiteira.

Após esse passo, o MPF terá 30 dias para decidir se denuncia Pezão, suspeito de ter recebido, em forma de caixa dois, cerca de R$ 20 milhões da Odebrecht em sua campanha. Caso o Judiciário aceitar a denúncia, Pezão passa formalmente à condição de réu.

Em meio às denúncias, o STF deve, justamente no mesmo período, mudar o entendimento sobre o foro privilegiado. Caso isso também ocorra, Pezão pode deixar de ser julgado pelo STJ e ir para a primeira instância. O que, neste caso, significa cair nas mãos de Marcelo Bretas.


Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

03 de março de 2018

Boulos lança pré-candidatura ao Planalto neste domingo

Objetivo é criar alternativa viável de esquerda caso o ex-presidente Lula não possa concorrer

Boulos lança pré-candidatura ao Planalto neste domingo 
 Foto: Ricardo Stuckert/Fotos Públicas

Cercado de integrantes de movimentos sociais, artistas e personalidades do mundo político, o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, deve anunciar sua pré-candidatura à Presidência pelo PSOL neste domingo, em São Paulo, com o objetivo de ampliar os limites da sigla e se tornar alternativa viável de esquerda caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja impedido pela Justiça de disputar a eleição.  

O próprio Boulos evita falar abertamente sobre o anúncio da pré-candidatura para não estragar a surpresa, mas, segundo dirigentes do PSOL, ele já aceitou o convite do partido e vai assinar a ficha de filiação na segunda-feira, em São Paulo.

"Essa conferência é a síntese de um processo de construção coletiva que passou pela plataforma Vamos!, por encontros com vários setores da sociedade e tem a perspectiva de apresentar um projeto de esquerda para o Brasil", disse ele.

Mais de duas dezenas de nomes conhecidos confirmaram participação no evento. Alguns deles, como o cantor Caetano Veloso, que declarou voto em Ciro Gomes (PDT), não necessariamente apoiam a pré-candidatura de Boulos.

Outro exemplo é o ex-ministro Tarso Genro, do PT, que enviou um vídeo.

Eleitorado. O escritor Frei Betto, que participou do primeiro governo do PT, também vai ao evento de hoje. "Apoio todos candidatos progressistas", afirmou Frei Betto.

Segundo o deputado Ivan Valente (PSOL-SP), um dos objetivos do partido é disputar parte do eleitorado que pode ficar órfão de Lula. "Uma parcela do petismo vê no PSOL uma alternativa. Certamente vamos disputar este eleitorado", disse Valente. 


Fonte: Com informações do Estadão Conteúdo.


COMENTE!

Pesquisa: 54% da população defende que Lula possa se candidatar

37% acredita que ex-presidente deveria ser impedido e 9% não sabe ou não quis opinar

Pesquisa: 54% da população defende que Lula possa se candidatar 
 Foto: Ueslei Marcelino / Reuters

Pesquisa do instituto Vox Populi encomendada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e divulgada nesta sexta-feira (2) aponta que a maior parte dos brasileiros defende a participação de Lula nas eleições presidenciais.  

O levantamento foi realizado entre 24 e 26 de fevereiro e a margem de erro é de 2,2 pontos percentuais. Ele foi publicado pela CartaCapital.

54% da população defende que o petista tenha o direito de participar do pleito, enquanto 37% acredita que Lula deveria ser impedido e 9% não sabe ou não quis opinar.

Com condenação confirmada em segunda instância pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), o ex-presidente pode ser impedido de participar da corrida presidencial pela Lei de Ficha Limpa. O PT, todavia, afirma que Lula será candidato e não há "plano b".

Além disso, 49% dos entrevistados acredita que Lula não deveria ser preso, enquanto 36% defende sua detenção e 16% não sabe ou não quis opinar.

A íntegra da pesquisa pode ser conferida no link. Com informações da Sputnik News.


Fonte: Notícias ao Minuto 


COMENTE!

02 de março de 2018

Wellington Defende uma política nacional de segurança

Autoridades admitem que crime se organizou em nível nacional e internacional

Reunião em Brasília para discutir segurança 
 Foto: Reprodução

O governador Wellington Dias avaliou a reunião de governadores com o presidente da República, Michel Temer, e o novo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, para discutir a implementação do Programa Nacional de Segurança Pública. como o primeiro passo para a construção de uma política nacional de segurança, que ofereça suporte aos estados no combate ao crime organizado.

Há um reconhecimento de que o crime se organizou em um nível nacional e até mesmo global. Isso nos dá uma situação que não dá para tratar mais em um nível local. As quadrilhas organizadas vivem dos negócios da venda de drogas, armas, da prostituição e assaltos a banco. É um negócio que envolve muito dinheiro. Então, a primeira constatação da necessidade de se trabalhar uma integração de todas as forças, recursos humanos, materiais, inteligências e de investimentos é primordial", explica. 

Para o secretário de Estado da Segurança, Fábio Abreu, o programa se torna referência para atuação dos estados e abre novas possibilidades de investimentos. “O Piauí, na medida que a gente tiver essa autorização, essa liberação burocrática por parte do BNDES, os nossos projetos já estão prontos, cabendo apenas a autorização do governador. 

A longo prazo, o Programa Nacional de Segurança Pública apresentado prevê a incrementação de investimentos nos equipamentos penitenciários e ferramentas de controle, bem como a ampliação do patrulhamento das áreas de fronteiras. 



Fonte: Pablo Cavalcante
CCom

COMENTE!

01 de março de 2018

Aniversário de W Dias no dia 5 será na sede AMA em Teresina

Os presentes serão doações para a Associação dos Amigos dos Autistas

O aniversário passado foi na sede da Apipa 
 Foto: Reprodução Apipa

O governador Wellington Dias comemora aniversário no dia 05 de março e, como todos os anos, escolhe uma instituição para ajudar e compartilhar este momento de alegria. Desta vez, a escolhida foi a Associação de Amigos dos Autistas do Piauí (AMA). 

Quem quiser participar da comemoração e dar a sua contribuição, basta comparcer à sede da AMA, às 8h, na rua José Clemente Pereira, 2384, Bairro Primavera. No local, serão distribuídos envelopes para que qualquer valor seja depositado e entregue à associação. 

"Todos os piauienses estão convidados. Juntem-se comigo neste momento de alegria e solidariedade. A AMA é uma instituição que faz um trabalho importante há 18 anos e a sua generosidade ajudará muitos autistas que precisam de acompanhamento e cuidados específicos", disse o governador. 

Aqueles que comparecerem no dia ainda poderão conferir e adquirir os quadros produzidos pelas crianças, adolescentes e adultos atendidos pela AMA. 

AMA 

A AMA é uma é uma entidade sem fins lucrativos. Surgiu da necessidade dos pais em encontrar apoio e suporte técnico para educação e tratamento dos filhos autistas. Foi fundada em 29 de janeiro de 2000 por pais e amigos dos autistas residentes em Teresina, que, superando a desinformação diante do quadro de autismo, reuniram-se para transformar questionamentos em ação, somando forças para obter serviços estruturados nas áreas de saúde, educação especial, trabalho e assistência social. 



Fonte: CCOM 

COMENTE!

Wellington e Marcelo Castro conversam em Brasília

A vaga de vice-governador foi o p´rincipal assunto tratado no encontro

Resultado de imagem para marcelo castro e wellington 
 Foto: Reprodução

O governador Wellington Dias conversa, nesta quinta-feira (1º de março), com o presidente do MDB no Piauí, Marcelo Castro, em Brasília, onde participou, pela manhã, da reunião com o presidente da República, Michel Temer para discutir a crise e as saídas para a segurança pública no país. Um dos assuntos da conversa é a indicação do vice. 

“Wellington é muito articulado, muito inteligente, nós queremos também marchar unidos com o senador Ciro, ele já veio a público dizer que não é empecilho, não vejo nada que possa criar nenhuma dificuldade pra isso. Acredito muito na palavra do governador e que o Themístocles será o nome que vai ser escolhido para a chapa majoritária”, reiterou o deputado João Mádison, sobre a indicação do presidente da Assembleia Legislativa como candidato a vice-governador na chapa de Wellington, o assunto principal do encontro. 

Segundo João Mádison, tudo que já foi dito sobre a participação do MDB na chapa majoritária está se concretizando, por isso ele não vê nada fora daquilo que foi foi acordado. "Já foi externado que nós só temos uma pessoa para nos representar na chapa majoritária, que é o deputado Themístocles Filho, nós não temos outro nome pra ser colocado, então o nome é o do Themístocles, que é um homem afinado com o partido, que tem toda uma habilidade política, um grande articulador e um grande amigo dos amigos”, elogiou o emedebista.  



Fonte: MDB 

COMENTE!

Dudu já tem oito assinaturas para CPI do Transporte

A CPI vai investigar o sistema de transporte público de Teresina

Vereador Dudu (PT) 
 Foto: ícone

O vereador Dudu (PT) voltou a defender durante a sessão desta quinta-feira, dia 1º, na Câmara Municipal de Teresina (CMT), a implantação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o sistema de transporte público de Teresina, especialmente o valor da passagem praticada em Teresina. A medida ganhou força após o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT), revelar que a Prefeitura de Teresina tem uma dívida de mais de R$ 21 milhões referente ao ano de 2017. 

Para Dudu, aprovar a CPI é uma medida necessária para entender a relação entre o sindicato e a Prefeitura e, sobretudo, fornecer explicações para a população. “Em 2016 foram mais de R$ 13 milhões que a Prefeitura pagou como forma de subsídio às passagens de ônibus e agora o Setut revela essa dívida do Prefeito, superando os R$ 20 milhões. E no meio disso tudo fica a população, que sem informação, acumula reclamações tanto pelo valor cobrado, como pela qualidade do serviço. Precisamos reunir representantes do Setut, da Strans, da Prefeitura e da sociedade, para recebermos explicações e essa questão ficar mais transparentem compreensível”, afirmou o vereador. 

Um dos principais pontos a serem discutidos pela proposta é o valor da passagem, que atualmente em Teresina é de R$ 3,60, sancionado pelo prefeito Firmino Filho em fevereiro deste ano. “Sobre o valor da passagem, exigimos saber como é composta essa planilha, que determina o valor da passagem para sabermos o valor justo a ser cobrado. O sindicato afirma que é R$ 4,10, o Conselho de Trânsito indica R$ 3,75 e o Prefeito aprovou R$ 3,60, o que ainda é cara e penaliza a população mais pobre e que mais precisa do serviço. Vamos até o fim em busca de explicações quanto essa questão, esse é nosso trabalho”, finalizou. 

A proposta do vereador Dudu já conta com 8 das 10 assinaturas necessárias para que seja instaurada a comissão. 



Fonte: Assessoria parlamentar

COMENTE!

28 de fevereiro de 2018

Piauí receberá mais de R$ 400 milhões em investimentos

Recurso será investido em infraestrutura, rodovias, melhoria de mobilidade urbana, esportes e habitação.

Jorge Henrique Bastos 
 Foto: Jorge Henrique Bastos 

O governador Wellington Dias participou, nesta quarta-feira (28), na Associação Piauiense de Municípios (APPM), da solenidade de anúncio de investimentos do governo federal, com a presença do Ministro das Cidades, Alexandre Baldy e do presidente da Caixa, Gilberto Occhi. Mais de R$ 400 milhões serão investidos em infraestrutura, implantação e recuperação de rodovias, melhoria de mobilidade urbana, esportes e habitação.

"O Piauí receberá investimentos em esporte, educação, mas o ponto principal é a mobilidade para poder atender a pleitos da municipalidade. Destaco ainda a liberação de um programa que se destaca dentro do Brasil, o Avançar Cidades, que trabalha diretamente com os municípios, garantindo mais obras na área urbana. É um pacote importante para o desenvolvimento do Piauí", pontuou o governador.

Para a execução de obras, principalmente de mobilidade urbana, a Caixa Econômica irá liberar R$ 315 milhões. O recurso faz parte de convênio com o Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa). A Caixa ainda dará um aporte de R$ 500 mil para a Federação de Esportes do Piauí. "Neste ano o estado recebeu da Caixa mais de 900 milhões para obras em infraestrutura. No que diz respeito ao apoio ao esporte, a intenção não é patrocinar diretamente um time da série a ou da série b, mas todos para que o Piauí consiga crescer nesta área também", disse o presidente da Caixa Gilberto Occhi. 

Durante a solenidade, o ministro Alexandre Baldy ainda anunciou a retomada do programa de habitação rural do Minha Casa, Minha Vida. Mais de R$ 100 milhões serão investidos. "Há alguns anos a população  do Brasil, especialmente do Nordeste e do Piauí esperavam o retorno do programa, que proporcionará moradia para as pessoas que moram no campo. Além do sonho da casa própria, significa também mais emprego e renda", afirmou.

Na oportunidade, também foi lançado o Cartão Reforma, que irá beneficiar famílias de baixa renda que precisam reformar as suas casas. O benefício será liberado em dinheiro para compra de materiais. A ideia é que as famílias carentes possam melhorar as suas residências  na parte hidráulica, elétrica, rede de esgoto e ampliação e término de reformas que não foram acabadas.

Autoridades presentes
Na solenidade também estiveram presentes a vice-governadora Margarete Coelho; os senadores Ciro Nogueira e Elmano Férrer; os deputados federais Átila Lira, Júlio Cesar e Paes Landim; o prefeito de Teresina, Firmino Filho; o presidente da Federação Piauiense de Futebol, Cesarino Oliveira, dentre outros.

Anúncio de investimentos federail 

Anúncio de investimentos federail 

 Autoria: Lorenna Costa

COMENTE!

Robert Rios ameça pedir a prisão do presidente da Caixa

Rios afirmou que a imprensa questionou Gilberto Occi sobre a prestação de contas pelo governador da primeira parcela do empréstimo, no valor de R$ 307 milhões

 
 Deputado Robert Rios (Foto: Reprodução Alepi)

O deputado estadual Roberto Rios Magalhães (PDT) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa para cobrar uma manifestação do Tribunal de Contas do Estado, do Ministério Público do Estado e da Ordem de Advogados do Brasil no Piauí em relação ao que considera descumprimento da legislação pelo governador Wellington Dias, a quem acusou de não pagar o piso nacional para os professores, alegando a Lei de Responsabilidade Fiscal, e de não prestar contas do empréstimo de R$ 307 milhões contraído junto à Caixa Econômica Federal.

O orador considerou “eleitoreira” e “politicagem” a solenidade realizada na manhã desta quarta-feira (28), na sede da Associação Piauiense de Municípios, com a presença do ministro das Cidades, Alexandre Baldy, e o presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occi, do governador Wellington Dias e do senador Ciro Nogueira, que foi comparado ao empresário Sílvio Santos pelo parlamentar. “Ciro Nogueira é como Sílvio Santos. Distribuindo dinheiro no roletrando. O senador tem uma ligação terrível com dinheiro e que toda vez que vem aqui vai para a APPM, que virou um circo”, comparou.

Rios afirmou que a imprensa questionou Gilberto Occi sobre a prestação de contas pelo governador da primeira parcela do empréstimo, no valor de R$ 307 milhões, já liberados, mas que foram desviados de suas finalidades. “Aqui tem oposição, não um bando de abestalhado”. Occi teria dito que o governador iria prestar contas ainda hoje do dinheiro do empréstimo. “Pela entrevista dele já devia estar preso... essa prestação de contas é uma farsa.

Robert Rios prometeu ir até a Superintendência da Caixa, em Teresina, para pedir uma cópia dessa prestação de contas do governo. “Se amanhã a Econômica negar essa prestação de contas e se ele liberar a segunda parcela do empréstimo nós vamos pedir a prisão do presidente da Caixa....é um despudorado, um cretino que veio para associação de prefeitos fazer política. Eu nunca vi descer tão baixo, se afundar tanto na lama da pouca vergonha, como se dinheiro fosse dele”.

Apartes

O deputado Gustavo Neiva (PSB) disse que a oposição não é contra a vinda de recursos para o Piauí, mas contra o desvio de finalidade. “Os técnicos do Tribunal de Contas já tem certeza absoluta, a convicção de que houve desvio dos recursos desta operação de crédito. Eles estão finalizando o relatório e prometeram nos entregar uma cópia até o dia 15 de março mostrando o caminho do dinheiro”.

A oposição, segundo Neiva, está na Assembleia Legislativa para zelar pelo correto emprego dos recursos públicos “Amanhã vamos estar na Superintendência da Caixa para termos acesso a essa prestação de contas porque percorremos os municípios que seriam beneficiados com esses recursos e não existe uma obra realizada. Se não existe a obra é claro, e não precisa ser economista para perceber, que houve desvio desses recursos. A Caixa Econômica Federal como banco oficial tem um protocolo a ser seguido, não pode se dar ao luxo de se fazer politicagem com esse tipo de ação, reunir os prefeitos do Piauí, muitos com dezenas de autorização do governo para obras e prometer a salvação. É um movimento eleitoreiro que Visa única e exclusivamente a parte eleitoral”, acusou.

Robert Rios ressaltou que o presidente Michel Temer exonerou o diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, porque “falou besteira”. “Imagine o presidente da Caixa, que coloca em risco o patrimônio da Caixa e do povo brasileiro por conta de uma politicagem barata e vulgar?”.

Em aparte, Ruben Martin (PSB) lembrou que foi prefeito e que antigamente a Caixa Econômica era criteriosa no cumprimento dos contratos com as prefeituras e que o Governo do Estado elencou 37 obras na apresentação de contas da primeira parcela do empréstimo com a Caixa e nunca fez nenhuma. Marins citou várias obras deixadas pelo governo Wilson Martins e Zé Filho como é elevado de Picos, que também não saíram do papel.

“O que mais chama atenção é que o presidente da Caixa faz questão de omitir o nome do presidente temer e não é admissível que o presidente Temer esteja liberando tantos recursos para o Piauí e que o governo temer seja tão hostilizado por gente desse mesmo governo”, destacou.

Retomando a fala, Robert Rios comparou o partido Progressistas com uma cobra de duas cabeças, que beijou a mão da então presidente Dilma e foi decisivo na aprovação do seu impeachment.

O deputado Dr. Pessoa (PSD) também pediu a palavra lembrar que a sociedade clama por justiça. “Existe um sentimento da sociedade que quer ver um país diferente. Que Deus proteja a Polícia Federal e o Ministério Público; que Deus mude a mente desses cafajestes que roubam Brasil. O povo clama por Justiça, que haja a mudança para que o país e o Piauí não fiquem comprometidos por gerações”.

Robert Rios encerrou o discurso afirmando que o grito da oposição não é contra o dinheiro que vem para o Piauí, mas por R$ 40 milhões que sumiram da Secretaria de Justiça, pelos R$4 307 milhões do empréstimo da Caixa.


Paulo Pincel
Edição: Caio Bruno
Fonte: Alepi 


COMENTE!

Luciano Nunes defende regularização de transporte para doentes renais

Ele frisou que esse serviço é prestado somente em seis cidades, Teresina, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Oeiras e Bom Jesus.

 
 Deputado Luciano Nunes (Foto: Reprodução Alepi)

O deputado Luciano Nunes (PSDB), vice-presidente da Assembleia Legislativa, ocupou a tribuna ontem (27), no espaço destinado ao pequeno expediente, para defender requerimento de sua autoria pedindo que a Secretaria Estadual de Saúde regularize o repasse dos recursos destinados ao pagamento do Transporte Fora de Domicílio (TFD) para atender os pacientes renais do Estado.

Luciano Nunes disse que os repasses se encontram com vários meses de atraso prejudicando os doentes renais que precisam se deslocar de seus municípios para outras cidades onde vão realizar hemodiálise. Ele frisou que esse serviço é prestado somente em seis cidades, Teresina, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Oeiras e Bom Jesus.

Assinalou o parlamentar do PSDB que, devido ao atraso na liberação dos recursos, os pacientes enfrentam dificuldades para fazer o tratamento porque não dispõem de recursos financeiros. “Faço um apelo para que o secretário Florentino Neto regularize o pagamento o mais rápido possível”, ressaltou ele.

 

J. Barros
Edição : Katya D’Angelles
Fonte: Alepi 

COMENTE!

Dudu denuncia “indústria da multa” em Teresina

Strans não se preocupa em educar ou orientar, apenas aplicar multas

Vereador Dudu (PT) 
 Foto: ícone

O vereador Dudu (PT) tratou na sessão da Câmara Municipal de Teresina (CMT) desta terça-feira, dia 27, sobre a decisão do juiz João Gabriel Furtado Baptista, da 2ª Vara dos Feitos da Fazendo Pública de Teresina, que considerou ilegais as atuações de infrações de trânsito nas vias urbanas da capital realizadas através do sistema de videomonitoramento anteriores ao ano de 2015. Segundo Dudu, existe na cidade uma “indústria da multa” e a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) não se preocupa em educar ou orientar os motoristas, mas apenas aplicar multas. 

No ano passado, o vereador propôs a abertura de uma ação civil pública solicitando a imediata suspensão desse sistema de fiscalização do trânsito e a devolução dos valores das multas aplicadas. “Eu questiono aqui quantas atividades educativas sobre trânsito são realizadas em Teresina. Eu como condutor não conheço esse trabalho de educação e conscientização da população. Em contrapartida, a gente sabe que em Teresina existe uma verdadeira indústria da multa, que milhares de condutores são simplesmente punidos sem orientação para que nosso trânsito funcione para todos e que todos também cumpram as normas de trânsito”, afirmou. 

De acordo com o parlamentar a decisão da Justiça é um reconhecimento aos abusos. “Essa é uma reclamação geral da população e agora a Justiça tomou essa decisão, que reconhece que a forma como a Strans trabalha é muito mais focada em arrecadação dos tributos do que para fazer nosso trânsito melhor ou mais seguro. A população está cansada e todas as vezes em que formos acionados pela população sobre o tema, vamos nos manifestar”, afirmou Dudu. 

Outro ponto criticado pelo vereador durante a sessão foi o projeto de lei da Prefeitura de Teresina que cria um escritório de articulações das ações da gestão municipal em Brasília. Para Dudu, a proposta não é justificável e causa estranheza, especialmente por 2018 se tratar de um ano eleitoral. 

“Causa estranheza o fato do PL 42 ser votado em regime de urgência especial. Teresina está notificada no alerta que está descumprindo a lei de responsabilidade fiscal e ela está lá no limite e esse PL 42 cria cargos, cria uma Superintendência lá em Brasília, para tocar os projetos aqui da Prefeitura. Quarto mandato do prefeito Firmino, segundo ano do quarto mandato, ano eleitoral e agora mandam para cá, pegando carona em uma votação importante que é o realinhamento do piso nacional e colocam juntos para passar despercebido nesta Casa. Isso é um absurdo”, pontou o Vereador. 

Reajuste 

Também durante as sessões na CMT foi aprovado o reajuste de 6,8% no piso dos professores da rede municipal de ensino. Dudu, que votou favorável ao reajuste, também propôs uma reunião entre os servidores da educação e os gestores da pasta para que os profissionais repassem outras demandas e desafios da educação em Teresina. 


Fonte: Assessoria

COMENTE!

Bolsonaro bate Alckmin e Lula e lidera corrida presidencial em SP

Candidato da extrema direita também supera Lula

Jair Bolsonaro, Deputado Federal (PSC-RJ), na Camara dos Deputados 
Jair Bolsonaro, Deputado Federal (PSC-RJ), na Camara dos Deputados (Jonne Roriz/VEJA)

Jair Bolsonaro (PSL) lidera a corrida presidencial em São Paulo, maior colégio eleitoral do país, segundo pesquisa inédita do Instituto Paraná.

O deputado de extrema direita bate até mesmo o governador do estado, Geraldo Alckmin (PSDB), e o ex-presidente Lula (PT).

Veja abaixo os cenários analisados:

Cenário 1, com Fernando Haddad como candidato petista:

Jair Bolsonaro 23,4%

Geraldo Alckmin 22,1%

Marina Silva 12,3%

Ciro Gomes 6,5%

Fernando Haddad 6%

Álvaro Dias 3,8%

Rodrigo Maia 1,3%

Fernando Collor 1,1%

Henrique Meirelles 1%

João Amoêdo 0,7%

Levy Fidelix 0,7%

Guilherme Boulos 0,5%

Cenário 2, com Jaques Wagner como candidato petista:

Jair Bolsonaro 23,5%

Geraldo Alckmin 23,2%

Marina Silva 13,3%

Ciro Gomes 7,2%

Álvaro Dias 4%

Fernando Collor 1,5%

Rodrigo Maia 1,4%

Jaques Wagner 1,3%

Henrique Meirelles 1%

Manuela DÁvilla 0,8%

João Amoêdo 0,7%

Levy Fidelix 0,7%

Guilherme Boulos 0,5%

Cenário 3, com Lula como candidato petista:

Jair Bolsonaro 22,3%

Geraldo Alckmin 20,1%

Lula 19,7%

Marina Silva 8,8%

Ciro Gomes 5,3%

Álvaro Dias 3,6%

Rodrigo Maia 1,1%

Henrique Meirelles 1%

Fernando Collor 0,8%

João Amoêdo 0,7%

Manuela Dávilla 0,5%

Guilherme Boulos 0,4%

Levy Fidelix 0,4%



Por: Ernesto Neves
Fonte: Veja 

COMENTE!

Mentor do estupro coletivo em Castelo é condenado a mais de 100 anos de prisão

Julgamento durou 18 horas e foi encerrado às 3h30 desta quarta-feira (28)

Adão José deixa o Tribunal após ser condenado a mais de 100 anos de cadeia 
 Foto: Ronaldo Mota/Tribuna em Foco

Adão José Silva Sousa, 40 anos, mentor do estupro coletivo de quatro adolescentes em Castelo do Piauí, foi condenado pelo Tribunal do Júri a 100 anos, nove meses e 18 dias de prisão. O julgamento teve início nessa terça-feira (27), no Fórum de Castelo do Piauí, e terminou às 3h30 desta quarta-feira (28), tendo duração de 18 horas. 

O julgamento foi presidido pelo juiz Leonardo Brasileiro. Depois os jurados, cinco mulheres e dois homens, se reunirem por duas horas na sala do júri. Adão foi condenado por homicídio e duas tentativas de assassinatos. 

Relembre o caso 

Na manhã do dia 27 de maio de 2015, quatro adolescentes foram ao morro do Garrote, na zona rural de Castelo do Piauí, para tirar fotografias para um trabalho escolar. Adão e mais quatro menores, atacaram as jovens, que foram amarradas, espancadas e estupradas. Depois de violentadas, as adolescentes foram jogaram de alto do morro, que tem mais de 10 metros de altura. As vítimas foram internadas no Hospital de Urgência de Teresina, mas uma delas, Danielly, faleceu no dia 7 de junho. 

Os adolescentes foram condenados à pena máxima prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente: três anos de internação no CEM (Centro Educacional Masculino). Um dos menores, Gleisson Vieira da Silva, foi morto pelos outros acusados de estupro de dentro de uma das celas do CEM. 



Fonte: Alinny Maria
PiauiHoje.com 

COMENTE!

27 de fevereiro de 2018

Doria lidera disputa por governo paulista em todos os cenários

Levantamento mostra ainda rejeição a outros tucanos

 
 Doria (Foto: Reprodução)

O prefeito João Doria lidera todos os cenários na corrida pelo governo paulista.

Segundo levantamento do Instituto Paraná, o único cenário em que Doria empata é quando concorre com Celso Russomano (PRB). Só que Russomano já declarou que deverá apoiar o prefeito no pleito.

Para 55% dos ouvidos, ele é o candidato tucano com maior chance. José Aníbal tem a preferência de 7,2% e Luiz Felipe D’Ávilla de 7,1%.

A pesquisa foi realizada com 2.000 eleitores do Estado de São Paulo, em 84 municípios, entre os dias 20 e 25 de fevereiro. A amostragem tem uma margem de erro de aproximadamente 2%.

Confira abaixo os cenários analisados:

Cenário 1

João Doria 30,1%

Celso Russomano 29,1%

Paulo Skaf 12,9%

Luiz Marinho 3,6%

Márcio França 2,5%

Rodrigo Garcia 1,9%

Nenhum 13,7%

Não sabe 4,5%

Cenário 2

João Doria 39,8%

Paulo Skaf 19,1%

Luiz Marinho 5,5%

Rodrigo Garcia 4,9%

Márcio França 3,5%

Carlos Giannazi 2,1%

Nenhum 19,6%

Não sabe 5,5%

Cenário 3

João Doria 37,3%

Paulo Skaf 17,5%

Fernando Haddad 13,4%

Rodrigo Garcia 4,5%

Márcio França 3,0%

Carlos Giannazi 1,7%

Cenário 4

Celso Russomano 37,5%

Paulo Skaf 18,8%

Luiz Marinho 4,2%

Márcio França 4,0%

Luiz Felipe D’Ávilla 2,8%

Rodrigo Garcia 2,5%  



Por: Ernesto Neves
Fonte: Veja 

COMENTE!

26 de fevereiro de 2018

Luciano Nunes ouve reivindicações dos professores do Estado em greve

Luciano Nunes lembrou que cada dia de greve é um dia de prejuízo, para o desenvolvimento do ensino da juventude do Estado do Piauí.


 Deputado Luciano Nunes (Foto: Reprodução)

 O deputado Luciano Nunes (PSDB), durante os dois minutos destinados aos pequenos avisos, afirmou que foi procurado na manhã desta segunda-feira (26) pelos professores da rede estadual de ensino para que ele repercutisse no plenário da Assembleia Legislativa sobre a greve dos professores, que teve início no dia 23 de fevereiro.

Dentre os pontos da pauta de reivindicações que os professores apresentaram ao parlamentar estão o não cumprimento do piso nacional dos professores e a fata de estrutura nas escolas estaduais.

“Eu gostaria de fazer esse registro, da greve que foi deflagrada pelos professores da rede estadual de ensino, na sexta-feira passada e ao mesmo tempo fazer um apelo ao governador do Estado e aos representantes da Educação, a secretária (de Educação) Rejane Dias, para estabeleçam um canal de negociação e os nossos alunos, as crianças e os jovens da rede estadual não fiquem no prejuízo”, apelou o deputado.

Luciano Nunes lembrou que cada dia de greve é um dia de prejuízo, para o desenvolvimento do ensino da juventude do Estado do Piauí. “Faço um apelo para que o governo do Estado estabeleça essa negociação e possa pagar o piso salarial dos professores, que é uma lei nacional e que a gente tenha a regularização, das atividades escolares do nosso Estado”, finalizou.


Texto: Lindalva Miranda
Edição: Paulo Pincel  
Fomnte: ALEPI 

 

COMENTE!

Apesar dos cargos, PTB fará oposição a Wellington Dias

Ex-senador João Vicente Claudino quer o PTB fora do governo até abril

Senador João Vicente Claudino com lideranças políticas 
 Foto: Reprodução  

O empresário João Vicente Claudino avisa que não há outro caminho para o PTB que não seja o da oposição a Wellington Dias, apesar do partido ocupar vários cargos no primeiro escalão do governo, como as secretarias de Desenvolvimento Econômico, ocupada pelo deputado estadual Nerinho, e de Infraestrutura, que tem como titular a deputada estadual Janaina Marques. 

“Eu sendo candidato não tem outro caminho a não ser a oposição. É o caminho natural. Mas se o partido tiver outro nome para cargo majoritário, as lideranças do PTB é quem vão definir. O PTB participa do governo legitimamente. Ajudou a vencer as eleições de 2014, construiu o governo, teve essa participação. Tem partidos que estão lá sem esse posicionamento. Entraram no governo no pós-eleições. Então O PTB está legitimamente porque o povo decidiu”, argumenta. 

Segundo João Vicente Claudino, o povo escolhe quem é oposição ou governo. “Quando fui candidato em 2010, o PTB também era governo. Na hora que se tomou a decisão de ter uma candidatura própria, a grande maioria do partido caminhou, com a total transparência. Não será fato novo em relação a isso. Mas tudo será feito com total transparência e equilíbrio”, acrescentou. 

O ex-senador ressalta que nunca fez política por imposição ou arrogância, “por nenhum motivo que não fosse servir a uma causa e essa causa é o Estado do Piauí. Eu já coloquei que o Senado foi uma missão que cumprimos. Trabalhamos muito pelo Piauí e queria ter feito muito mais”. 

João Vicente afirma que não tem perfil para ser vice. “Eu não tenho perfil para vice pela minha inquietação, pela forma de fazer política. Talvez eu não fosse o melhor perfil para vice”, descartou. 


Fonte: PTB 

COMENTE!

Temer deve deslocar Jungmann da Defesa para Segurança

Novo ministério da Segurança Pública será criado por Medida Provisória

Temer deve deslocar Jungmann da Defesa para Segurança 
 Foto: Ueslei Marcelino / Reuters

O Palácio do Planalto acredita que o nome do ministro Raul Jugmann seja bem aceito pelos governadores do país e que facilite a aprovação da nova pasta para criação do Ministério da Segurança Pública, por meio de medida provisória, pelo Congresso Nacional.

O presidente Michel Temer chegou a avaliar os nomes do ex-secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro José Beltrame e do ex-ministro da Defesa Nelson Jobim para a nova pasta, mas optou por deslocar Jugmann. O anúncio deve ser feito nesta segunda-feira (26).

De acordo com a coluna Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, o general Joaquim Silva e Luna, atual secretário-geral da pasta, irá assumir o lugar de Jungmann. Ele foi chefe do Estado Maior do Exército e é general do Exército da reserva.

Em reunião na noite de omingo (25), no Palácio do Jaburu, Temer ressaltou que o texto da medida provisória irá vincular à nova pasta o comando da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária, Força Nacional e do Departamento Penitenciário.

De acordo com a Folha de S. Paulo, serão instituídos ainda mais dez cargos: um secretário-executivo e nove assessores ministeriais. O restante será transferido do Ministério da Justiça. A criação da pasta faz parte de estratégia do presidente de se viabilizar eleitoralmente para uma reeleição neste ano.



Fonte: Noticias ao Minuto 

COMENTE!

PF faz busca e apreensão no apartamento Jaques Wagner

Ex-governador da Bahia é alvo da Operação "Cartão Vermelho", que investiga supostas irregularidades em obras no estádio da Fonte Nova para a Copa de 2014

PF faz busca e apreensão no apartamento Jaques Wagner 
 Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil

A Polícia Federal cumpre na manhã desta segunda-feira (26) mandados de busca e apreensão no apartamento do ex-governador da Bahia e possível candidato à Presidência pelo PT, Jaques Wagner.  

As buscas estão sendo feitas no âmbito da Operação "Cartão Vermelho", que investiga supostas irregularidades nos serviços de demolição, reconstrução e gestão do estádio da Fonte Nova para a Copa do Mundo de futebol de 2014.

Sete endereços estão sendo alvo de buscas, que foram autorizadas pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, para obtenção de provas complementares do desvios de dinheiro público. Um deles é o apartamento de Wagner, no Corredor da Vitória.

Segundo a Polícia Federal, o inquérito policial apurou a existência de irregularidades como fraude em licitação, superfaturamento, desvio de verbas públicas, corrupção e lavagem de dinheiro.

As investigações da PF apontam que a licitação que resultou na parceria público-privada para construção e gestão do estádio teria sido direcionada para beneficiar o consórcio Fonte Nova Participações, parceria entre OAS e Odebrecht.

A obra, segundo laudo pericial, teria sido superfaturada em pelo menos R$ 450 milhões, em valores corrigidos. Parte dos recursos teriam sido destinados ao financiamento de campanhas eleitorais.Procuradas, as assessorias do ex-governador Jaques Wagner e da Fonte Nova Participações ainda não se posicionaram sobre a operação da PF. 


Fonte: FolhaPress

COMENTE!

23 de fevereiro de 2018

PF prende presidente da Fecomércio-RJ e investiga desvio de recursos do Sesc e do Senac

Segundo o MPF, Orlando Diniz é suspeito de usar o esquema de lavagem de dinheiro do ex-governador Sérgio Cabral. Outras três pessoas são alvos de mandados de prisão.

Resultado de imagem para Presidente do Fecomércio RJ
 Foto: Reprodução TV Globo

 Agentes da Polícia Federal e do Ministério Público Federal do Rio de Janeiro prenderam, na manhã desta sexta-feira (23), o presidente da Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ), Orlando Diniz, em um desdobramento da Operação Lava Jato. Diniz deixou o prédio onde mora no Leblon, na Zona Sul, sob vaias e gritos da vizinhança de "ladrão". Outras três pessoas são alvos de mandados de prisão. 

 Entre os desvios investigados está a contratação de funcionários fantasmas pelo Sesc e ao Senac, como uma chef de cozinha e uma governanta do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral. 

 Diniz presidia o Sesc-Rio até dezembro do ano passado, quando foi afastado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) por suspeita de irregularidades no comando dessa entidade. Mas, segundo os investigadores, ele usava sua influência para atrapalhar a gestão atual. 

 Além de Diniz, preso preventivamente (sem prazo para liberação) três funcionários da Fecomércio-RJ são alvos de mandados de prisão temporária (por cinco dias, prorrogáveis): 

           Orlando Diniz foi preso na manhã desta sexta-feira (23) no Leblon, na Zona Sul do Rio (Foto: Reprodução/ TV Globo) 












Orlando Diniz foi preso na manhã desta sexta-feira (23) no Leblon, na Zona Sul do Rio
(Foto: Reprodução/ TV Globo)  

 Segundo a investigação, as contratações fantasmas foram feitas a pedido de Cabral, e auxiliaram o ex-governador a aumentar a propina que era regularmente distribuída aos seus operadores mais próximos e seus parentes, num esquema que movimentou mais de R$ 7,5 milhões.

 O G1 entrou em contato com a assessoria do Sesc, mas até as 9h45 não havia obtido retorno. 

           Orlando Diniz dentro da sede da Polícia Federal, na Zona Portuária do Rio (Foto: Reprodução/ TV Globo) 
          











Orlando Diniz dentro da sede da Polícia Federal, na Zona Portuária do Rio
(Foto: Reprodução/ TV Globo)  

Outras operações investigadas

 Além da contratação fantasma, o MPF investiga outras operações feitas sob o comando de Diniz. 

 Segundo os investigadores, o presidente da Fecomercio-RJ gastou R$ 180 milhões em quatro anos com escritórios de advocacia, em contratos que fugiam das normas técnicas e de transparência dos órgãos sob sua responsabilidade. A suspeita é que ele tenha usado dinheiro público para se defender e se manter no poder dessas entidades. 

 Entre os escritórios contratados estão o da ex-primeira dama e mulher de Sérgio Cabral, Adriana Ancelmo, e o de Roberto Teixeira e Cristiano Zanin, que defende o ex-presidente Lula na Lava Jato e recebeu R$ 68 milhões dos R$ 180 milhões. 

 Ao escritório de Adriana Ancelmo, segundo o MPF, a Fecomércio-RJ pagou R$ 20 milhões. O dinheiro, nesse caso, saiu de recursos federais obtidos pela Fecomércio-RJ partir de convênio com Sesc e o Senac. Segundo o MPF, a contratação que justificou esses pagamentos é "absolutamente suspeita". 

 O G1 entrou em contato com o escritório de advocacia de Adriana Ancelmo, mas o funcionário que atendeu a ligação informou que não poderia comentar o assunto e pediu que retornássemos a ligação mais tarde. 

 Ainda de acordo com a investigação, Diniz utilizou os operadores financeiros de Sérgio Cabral Álvaro Novis e Ary Filho para lavar dinheiro. 

 Os envolvidos são acusados dos crimes de lavagem de dinheiro, de corrupção e pertencimento a organização criminosa. Além dos mandados de prisão, os agentes fazem buscas na sede do sistema Fecomércio-RJ, no Flamengo, Zona Sul do Rio. 

 A Justiça determinou o bloqueio e indisponibilidade de bens de Orlando Diniz, do seu pai, Enio Ormonde Diniz, e de 12 empresas relacionadas ao presidente da Fecomércio. 

           Agentes da Polícia Federal e do Ministério Público chegaram por volta das 6h em condomínio na Av. Prefeito Dulcidio Cardoso, na Barra (Foto: Diego Haidar / TV Globo)    












Fonte: G1 

COMENTE!

Tribunal do Juri inicia julgamento de assassino de Camila

Acontece nesta sexta-feira (23) a audiência de instrução e julgamento do processo

Allisson Wattson da Silva Nascimento 
 Foto: Arquivo Pessoal

A 2ª Vara do Tribunal do Júri realiza na manhã desta sexta-feira (23), a audiência de instrução e julgamento do capitão da Polícia Militar do Piauí, Allisson Wattson da Silva Nascimento, réu confesso da estudante de Direito, Camila Pereira de Abreu, em 26 de outubro do ano passado, em Teresina. 

“Espero que ele pegue pena máxima, para que não aconteça com outras famílias o que aconteceu na minha. Que sirva de exemplo a condenação dele”, pediu o pai de Camila, Jean Abreu, ao chegar ao Fórum para acompanhar a audiência. 

Allisson Wattson permanece preso no Presídio Militar, na sede do CFAP, no bairro Ilhotas, na zona Sul da capital. A defesa do acusado mudou a estratégia e alegou insanidade mental do réu para tentar livrá-lo da cadeia. A juíza Zilnar Coutinho solicitou à direção do presídio onde Allisson Wattson está preso, informações sobre alguma medicação administrada ao oficial. 

Expulsão 

O Conselho de Justificação da PM, que analisou as denúncias contra o oficial decidiu pela expulsão de Allisson dos quadros da corporação. O conselho foi formado pelo coronel Edson Ferreira da Silva, tenente-coronel Jorge de Sousa Lima e major José Wilson Gomes da SilvaNascimento. 

Allisson responde a processo pelos crimes homicídio qualificado, ocultação de cadáver e destruição de provas, conforme o inquérito policial 104/2017, da Delegacia de Homicídios da Polícia Civil do Piauí. 

No inquérito, entregue no dia 30 de novembro à Justiça, o acusado foi indiciado por três crimes: homicídio duplamente qualificado - por feminicídio e sem oferecer chance de defesa à vítima -, ocultação de cadáver e fraude processual. 


Fonte: TJ - PI

COMENTE!

22 de fevereiro de 2018

Prefeito do Piauí é preso com Hilux roubada em Recife

Picape tinha placas PKE-4124/BA, clonadas de outro veículo de Salvador (BA)

Toyota Hilux apreendida com prefeito de Santo Antonio de Lisboa 
 Foto: PRF

A Polícia Rodoviária Federal no Piauí prendeu, na manhã desta quinta-feira (22), na Avenida João XXIII, na zona Leste de Teresina, o prefeito de Santo Antônio de Lisboa, Welington Carlos Silva, que dirigia uma Toyota Hilux branca, placas PKE-4124/BA, clonadas de uma outra picape que circula em Salvador, na Bahia. 

“Após fiscalização detalhada constatou-se que se tratava de um veículo Toyota/Hilux, de cor branca, de placas PDZ-1332/PE com ocorrência de roubo/furto [registrado em Recife]. O condutor foi encaminhado para a Central de Flagrante”, relata o boletim da ocorrência da PRF. 

O prefeito Welington Carlos Silva foi autuado na Central de Flagrantes, em Teresina, por receptação. Na delegacia, o prefeito alegou ter recebido a caminhonete como pagamento de uma dívida. A Hilux foi apreendida e levada para a sede da Superintendência da Polícia Rodoviária Federal, na Av. João XXIII. 

Picape roubada tinha placas PKE-4124/BA, clonadas de outro veículo de Salvador (BA)
 Picape roubada tinha placas PKE-4124/BA, clonadas de outro veículo de Salvador
 (BA) [Foto: PRF-PI] 



Fonte: PRF 

COMENTE!

Major e soldados da PM-MA são presos por participar de quadrilha

O secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela e o comandante da PM, coronel Pereira, comandaram pessoalmente a operação.

Operação realizada desde a madrugada de hoje resultou na prisão de 10 pessoas entre militares e civis, incluindo um major e dois soldados da PM-MA. O secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela e o comandante da PM, coronel Pereira, comandaram pessoalmente a operação. 


 Foto: Reprodução 

A Superintendência de Combate à Corrupção autuou em flagrante os militares e mais seis civis. O fato aconteceu no Porto do Arraial, no Quebra Pote, zona rural de São Luís. Duas carretas, uma camionete e um automóvel foram apreendidos. Também estavam no local armas, como escopetas, pistolas, revólveres, uisque e cigarros. Os nomes dos militares não foram revelados.

O local serve para embarque e desembarque de produtos roubados e, por isso, existe um porto clandestino. O grupo preso, segundo a polícia, funciona como milícia. Aguardem nova informações.

 
 Foto: Reprodução

 
 Foto: Reprodução  



Fonte: Blog do Luís Cardoso 

COMENTE!

PF deflagra Operação Integração, primeira Lava Jato de 2018

A Integração cumpre 50 mandados de busca e apreensão e sete de prisão temporária nos Estados do Paraná, Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo

PF deflagra Operação Integração, primeira Lava Jato de 2018 
 Foto: Reuters  

A Polícia Federal *PF) deflagrou uma nova fase da Operação Lava Jato nesta quinta-feira, 22, a primeira em 2018. A 48ª etapa, Operação Integração, mira corrupção em concessão de rodovias federais no Estado do Paraná que fazem parte do "Anel da Integração". A ação tem o apoio de servidores da Receita Federal e membros do Ministério Público Federal.  

A Integração cumpre 50 mandados de busca e apreensão e sete de prisão temporária nos Estados do Paraná, Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo.

Em nota, a PF informou que detectou, nas investigações da Lava Jato, o uso de estruturas de lavagem de dinheiro para operacionalizar recursos ilícitos pagos a agentes públicos, principalmente por meio dos operadores financeiros Adir Assad e Rodrigo Tacla Duran (ambos investigados na operação).

Uma das concessionárias usou os serviços de Assad e Tacla Duran para operacionalizar, ocultar e dissimular valores oriundos de atos de corrupção. Dentre os serviços prestados por estes operadores está a viabilização do pagamento de vantagens indevidas a agentes públicos do DNIT - Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, DER/PR - Departamento de Estradas de Rodagem no Paraná e Casa Civil do Governo do Estado do Paraná.

A ação tem por objeto a apuração, dentre outros, dos crimes de corrupção, fraude a licitações e lavagem de ativos.



Fonte: Com informações do Estadão Conteúdo.


COMENTE!

21 de fevereiro de 2018

Dr. Pessoa deixa o PSD e vai para o Rede Sustentabilidade

Deputado vai a Brasília conversar com a ex-senadora Marina Silva

Resultado de imagem para Dr. Pessoa 
 Dr. Pessoa (Foto: Reprodução)

O deputado estadual Dr. Pessoa Leal, ainda no PSD, vai mesmo mudar de partido e ingressar no Rede Sustentabilidade. Dr. Pessoa revela que as conversas com o Rede esstão concluída no Piauí, precisando apenas serem avalizadas pela direção nacional do partido. 

"Está confirmado a minha ida a Brasília para conversar com a ex-senadora Marina Silva. Eu não sei as coisas aqui estão fluindo bem em relação ao partido Rede Sustentabilidade. Agora lá em Brasília é uma outra etapa de conversação. Espero que essa outra etapa seja salutar, seja amável, seja uma conversa para se convergir ainda mais [para uma filiação] até bater o prego e virar a ponta", adiantou Dr. Pessoa. 

Na semana passada, Pessoa estave com o presidente do PSD no Piauí, Júlio César Lima, e comunicou a ele e ao partido que estava encerrando definitivamente o comprimisso que tinha com uma eventualc andidatura do deputado federal a senador e que deveria deixar a legenda, o que se confirmou nesta quarta-feira (21), nas várias entrevistas que o pré-candidato a governador concedeu na Assembleia Legislativa. 



Fonte: Paulo Pincel
PiauiHoje.com 

COMENTE!

Baixas na Rede podem tirar Marina Silva de debate

Deputados federais Alessandro Molon (RJ) e Aliel Machado (PR) negociam a filiação ao PSB

Baixas na Rede podem tirar Marina Silva de debate 
 Foto:Nacho Doce/Reuters

A possibilidade de a Rede perder dois deputados iniciou uma ofensiva de Marina Silva no Congresso para atrair novos parlamentares para a sigla. O motivo é que, com as baixas, o partido da pré-candidata à Presidência não teria o número mínimo de cinco representantes para a participação dela nos debates eleitorais na TV, conforme regra aprovada no ano passado durante a reforma eleitoral.

Os deputados federais Alessandro Molon (RJ) e Aliel Machado (PR) negociam a filiação ao PSB, a convite do presidente da legenda, Carlos Siqueira. A expectativa é de que o anúncio ocorra ainda nesta semana.

Com a saída deles, o partido de Marina fica com apenas três parlamentares no Congresso: os deputados Miro Teixeira (RJ) e João Derly (RS) e o senador Randolfe Rodrigues (AP).

Apesar da preocupação, a Rede tem conversas avançadas com pelo menos dois parlamentares, sendo um deputado e um senador. De acordo com interlocutores, a própria Marina tem conduzido as reuniões, na sede do partido, em Brasília. O último encontro ocorreu ontem e os nomes ainda são tratados com sigilo.

Além de assegurar Marina nos debates entre os presidenciáveis, os convites para parlamentares têm como objetivo fortalecer o partido em Estados no quais, hoje, a sigla não tem representação. Coincidentemente, o PSB era um dos partidos procurados pela Rede para negociar possível aliança na eleição presidencial.

Apesar de ainda não anunciada, a filiação de Molon e Aliel é dada como certa nos bastidores dos dois partidos. Pelo lado do PSB, dirigentes confirmam, em condição de anonimato, que eles já aceitaram o convite para integrar a legenda e o anúncio só não foi feito ainda por uma questão de divergências de datas.



Fonte:As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


COMENTE!

Ciro prestigia inauguração de reforma de hospital em Luzilândia

Ciro Nogueira estava acompanhado de Margarete Coelho e Florentino Neto

Inauguração de reforma em Luzilândia 
 Foto: Assessoria

O senador Ciro Nogueira esteve no final de semana na cidade de Luzilândia, a 250 km ao Norte de Teresina, onde participou da solenidade de inauguração da reforma e ampliação do Hospital Estadual Gerson Castelo Branco. 

Ao lado da vice-governadora Margarete Coelho, do secretário estadual de Saúde, Florentino Neto, da secretária de Infraestrutura, Janaína Marques, entre outros, o senador acompanhou ainda a entrega de equipamentos e de uma ambulância para o hospital. 

O secretário Florentino Neto fez questão de agradecer, em nome do governador Wellington Dias e de todo o corpo do hospital, o quanto o senador fez pela saúde não só deste, mas dos centros de saúde de todo o estado. 

“Graças ao que o senador Ciro Nogueira colocou como recursos para este hospital, por exemplo, o atendimento à população sera dobrado”, afirmou Florentino. O senador disse que a área da saúde sempre estará entre as prioridades de seu mandato: “A partir da instalação destes equipamentos e da entrega das salas, este passa a ser um novo hospital, com um melhor entendimento a nossa população”. 

Além da inauguração de salas, reforma e ampliação do hospital, e entrega de ambulância, o hospital receberá mais R$ 4 milhões conseguidos graças a um trabalho da bancada, mas sobretudo por força e intermédio do senador Ciro Nogueira. 


Fonte: Assessoria Parlamentar 

COMENTE!

Vereador Dudu defende comissão para fiscalizar transporte

Vereador propõe que comissão de vereadores visite terminais de integração

Reunião de Comissão 
 Foto: Icone

A mobilidade urbana foi o principal ponto abordado pelo vereador Dudu (PT) durante a sessão na Câmara Municipal de Teresina (CMT) na manhã de hoje (20). Segundo o vereador, enquanto não é aprovada a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o sistema de transporte público da capital, é necessário buscar explicações das autoridades competentes para orientar a população sobre as mudanças implantadas. 

E para prestar esclarecimentos acerca do transporte e da mobilidade urbana em Teresina, o parlamentar em articulação com os vereadores da oposição, acertaram a presença do gestor da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito - STRANS, Carlos Daniel. A proposta é que o Superintendente explique para os vereadores e a população, as principais mudanças que serão realizadas no transporte público em Teresina. 

“Estamos vivendo um caos no sistema de transporte público da cidade, temos aqui uma CPI com oito assinaturas, faltando duas para que seja instaurada. Mas enquanto não vem, uma discussão precisa ser feita. A integração de Teresina, os corredores exclusivos e as paradas de ônibus, são os temas que precisamos discutir nessa Casa, para inclusive termos o entendimento correto para dar as respostas que o povo quer. A população reclama e reclama com sua devida verdade e às vezes por falta de informação. Eu não vou ser demagogo e dizer que com as mudanças impostas, não teremos problemas, até adequação nós teremos. Sei que precisa de tempo, de que a gente possa dá esse tempo para que esse sistema possa ser testado na plenitude e aí sim, depois dele funcionando, podemos pontuar esses problemas e buscar as melhores soluções possíveis, mas agora também precisamos discutir o que está sendo feito, afirmou Dudu. 

Além disso, Dudu também propõe que seja criada uma comissão composta por vereadores para visitar terminais, paradas de ônibus, conhecer todo o sistema e também ouvir a população. “Quem usa o transporte público de Teresina diariamente tem muito a dizer, tem muito a acrescentar nessa discussão e por isso proponho a criação dessa comissão de vereadores para que possamos conhecer a realidade do sistema, como funciona no cotidiano e assim buscarmos soluções viáveis para os problemas apontados pelos usuários”, pontuou. 

 Convênio  

Na manhã de hoje, o vereador também acompanhou a assinatura do convênio entre a Câmara TV e a TV Assembleia. Com o acordo, a Câmara Municipal de Teresina passará a contar com um programa de diário para repercutir as ações do legislativo municipal. A parceria se inicia com um programa diário que será exibido por meio do canal 16.2. 

Para o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (ALEPI), deputado Themístocles Filho, a iniciativa aproxima mais os vereadores, resultando em um trabalho mais transparente. Para o presidente da CMT de Teresina, vereador Jeová Alencar, essa iniciativa é mais uma desenvolvida para tornar a CMT mais transparente, uma nova plataforma para mostrar como os vereadores vêm trabalhando pela cidade e um grande passo para o legislativo municipal. 



Fonte: ícone COmunicação 

COMENTE!

20 de fevereiro de 2018

Luciano Nunes cobra pagamento de terceirizados do Estado

Segundo o parlamentar, os servidores estão há mais de dois meses sem receber os salários

 
 Deputado Luciano Nunes (Foto: Reprodução Alepi)

O deputado Luciano Nunes (PSDB) cobrou, durante a sessão plenária desta segunda-feira (19), o pagamento dos funcionários terceirizados do Estado. Segundo o parlamentar, os servidores estão há mais de dois meses sem receber os salários e o ticket alimentação e estão passando necessidades.

“Eu recebi há pouco em meu gabinete o senhor Tiago Reis, que é um dos diretores do Sindicato dos Terceirizados do Estado do Piauí e me relatou a situação dramática que esses servidores estão passando nos últimos meses, sobretudo os que trabalham na UESPI, HGV, na Junta Comercial e no DETRAN. Esses funcionários estão em greve, comprometendo o funcionamento desses órgãos, por estarem com dois meses de salários e ticket alimentação em atraso. Naturalmente as empresas não repassam os pagamentos porque o Governo tem atrasado seus pagamentos”, disse Luciano Nunes.

O deputado ainda denunciou que os terceirizados estão sofrendo a pressão dos órgãos para que voltem a trabalhar sem ter a sua contrapartida em dia.

“Eu apelo ao Governo do Estado e ao Secretário de Fazendo que repasse esse dinheiro para os órgãos que tem essas empresas contratadas para minimizar e aliviar o sofrimento desses piauienses terceirizados do Piauí”, finalizou Luciano Nunes.

 

Laryssa Saldanha
Edição: Katya D’Angelles
Fonte:Alepi 

COMENTE!

Robert Rios critica pesquisa eleitoral para o Governo do Estado

Robert acusou o governador Wellington Dias de se preocupar apenas com pedidos de empréstimos, aumento de impostos e campanha eleitoral

Imagem relacionada 
 Deputado Robert Rios (Foto: Reprodução)

O deputado Robert Rios (PDT) classificou de mentirosa a recente pesquisa eleitoral divulgada pelo jornal Meio Norte, em que o governador Wellington Dias desponta com 70% de aceitação e o prefeito Firmino Filho e o deputado Dr. Pessoa com menos de 1%, cada. Ele disse que a pesquisa foi realizada em 26 de janeiro e divulgada somente em 19 de fevereiro, lembrando que na data da realização da pesquisa o pré-candidato Luciano Nunes estava com apenas 48 horas de lançado.

Robert Rios acusou o governador Wellington Dias de se preocupar apenas com pedidos de empréstimos, aumento de impostos e campanha eleitoral, quando o governo está devendo quatro meses aos terceirizados, com problemas na Segurança, na Saúde e na Educação, além do atraso no pagamento às empresas que fazem o transporte escolar. Ainda sobre a pesquisa, o deputado disse que um ponto crítico foi o deputado João Madison, do PMDB, aparecer como o segundo colocado para o Governo do Estado.

Ao iniciar seu pronunciamento, o deputado Robert Rios criticou a rapidez com que a Assembleia aprovou a autorização para o governador Wellington Dias viajar a Portugal, quando não havia sequer quorum regimental. Ao mesmo tempo, ele desejou que o governador retorne mais sensível à situação grave de atraso aos terceirizados e de tudo o que vem atingindo a população, especialmente no interior do Estado, onde os prefeitos estão insatisfeitos com a não realização das obras que o governador autorizou.

O deputado Dr. Pessoa (PSD) ofereceu aparte para lamentar a falta de respeito da pesquisa pelos candidatos concorrentes do governador. Para ele, o instituto que fez a pesquisa devia ser processado. O deputado Marden Menezes (PSDB) também aparteou o orador, lamentando que a pesquisa tivesse apontado apenas 03% para o Dr. Pessoa. Ele disse que a aceitação do Dr. Pessoa, do prefeito Firmino Filho e do deputado Luciano Nunes junto à população é um fato concreto.

Outro aparteante foi o deputado Gustavo Neiva (PSB), que disse ter viajado pelo interior, durante o carnaval, onde pode constatar placas indicando obras que nunca foram iniciadas, situação de penúria nos hospitais, terceirizados com quatro meses de atraso, transporte escolar também atrasados em três meses. Para Gustavo Neiva, o povo jamais daria 70% para o governador Wellington, destacando o fato de que, na referida pesquisa, os que não quiseram opinar foram 64%.

O deputado Luciano Nunes (PSDB) Disse em aparte que não tinha muito a acrescentar sobre o que disse o colega Robert Rios, mas fez questão de frisar que se tivesse obtido apenas um voto na pesquisa, ainda assim estaria motivado para a campanha. Ele considerou que diante dos atrasos do governo no pagamento dos terceirizados, situação crítica da Segurança e na Saúde, além da falta de planejamento, somente o governador tende a cair na aceitação popular e a oposição a crescer.

 

Raimundo Cazé
Edição: Katya D'Angelles
Fonte: ALEPI 

COMENTE!

19 de fevereiro de 2018

Meirelles reitera que 'prioridade número um' é reforma da Previdência

Ministro da Fazenda disse também que o governo não tem plano B

 
 Foto: Reprodução

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse hoje (19) que a reforma da Previdência continua sendo a “prioridade número um” do governo, mesmo com a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro. “Evidentemente que, se as lideranças do Congresso concluírem que a reforma da Previdência tem voto suficiente para ser aprovada, a ideia, inclusive já anunciada pelo presidente da República, é tomar uma medida que viabilize a votação da Previdência, atendidos todos os requisitos da Constituição”.

Meirelles disse ainda que o governo não trabalha com um plano B. “Acho que antes de se definir o número de votos e se é possível aprovar, acho que não cabe ficarmos discutindo planos B, porque isso serviria evidentemente para desviar a atenção do fundamental que é a aprovação da reforma”.

Assinado na sexta-feira (16) por Temer, o decreto de intervenção na segurança do Rio de Janeiro será votado pelo plenário da Câmara dos Deputados hoje, em sessão deliberativa extraordinária, convocada para as 19h. Caso o Congresso Nacional aprove a intervenção, fica impedido, pela Constituição Federal, de aprovar quaisquer propostas de emenda à Constituição (PEC) – como é o caso da reforma da Previdência – enquanto a intervenção vigorar.

A ideia do governo, conforme explicou Meirelles, é interromper a intervenção federal, substituindo-a por um decreto do governo do estado capaz de manter a estrutura colocada pelo Exército e, após votada a reforma, retomar a intervenção federal.

A reforma propõe a adoção de uma idade mínima para aposentadoria – de 65 anos para homens e 62 anos para mulheres – e regras de transição com intuito de equilibrar as contas públicas para os próximos anos. Conforme a proposta, trabalhadores do setor privado e servidores públicos deverão seguir as mesmas regras, com um teto de R$ 5,5 mil para se aposentar, e sem a possibilidade de acumular benefícios. Para trabalhadores rurais, idosos e pessoas com deficiência, sem condições de sustento, as regras não sofrerão mudanças.

Por se tratar de uma PEC, para ser aprovada, a reforma da Previdência precisa ter o apoio de três quintos dos 513 deputados, ou seja, 308 votos, em dois turnos de votação.

Crise e segurança

Para o ministro, a crise fiscal pela qual passa o país está relacionada à crise de segurança nos estados. A crise econômica do país levou a um aumento do desemprego e beneficiou o recrutamento de jovens para atividades criminosas. Para Meirelles, uma melhora na economia, portanto, também terá impactos na área de segurança.

"Existem programas sociais que passam a ser melhor financiados na medida em que existe recuperação fiscal e não só do governo federal, com aumento da arredação, com o teto de gastos e com a reforma da Previdência, mas dos estados".

Meirelles citou o Regime de Recuperação Fiscal dos Estados, ao qual o Rio de Janeiro aderiu. O governo do estado recebeu um empréstimo bancário de R$ 2,8 bilhões a partir da penhora de ações da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae).

Segundo o ministro, um novo empréstimo, que tem como garantia royalties do petróleo, está sendo negociado, ainda sem o valor definido. Esse empréstimo já está previsto no âmbito do plano de recuperação. “Agora está se endereçando e sendo enfrentada uma questão crítica, que é a questão da segurança, mas a questão financeira e fiscal como um todo já está sendo enfrentada, estamos no meio do processo”, disse Meirelles.

O ministro comentou ainda o aumento de 1,04% no Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), divulgado hoje (19): “confirmando o que temos dito, o país cresceu em 2017 e vai crescer mais”.


Fonte: Diário do Poder 

COMENTE!

Amostragem: Wellington venceria em qualquer cenário

Wellington bate Firmino, Luciano, Dr. Pessoa, João Henrique e JVC

Resultado de imagem para wellington dias 
 Governador Wellington Dias (Foto: Reprodução)

Se as eleições fossem hoje, o governador do Piauí, Wellington Dias, estaria reeleito, pela segunda vez e em primeiro turno, com ampla maioria de votos, segundo pesquisa Meio Norte/Instituto Amostragem divulgada nesta segunda-feira (19). 

Realizada entre os dias 26 a 30 de janeiro passado e registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) [nº PI-00411/2018], a pesquisa ouviu eleitores em 47 municípios do Piauí sobre a intenção de voto estimulada, isto é, quando o eleitor conhece os nomes dos candidatos da disputa. 

Foram avaliadas várias possibilidades, com Wellington Dias disputando contra Firmino Filho (PSDB), Luciano Nunes (PSDB), João Vicente Claudino (Sem partido), João Henrique Sousa (MDB), Dr. Pessoa (PSD) e Fábio Sérvio (PSL). 

Contra Firmino Filho, Wellington Dias aparece com 48,64% das intenções contra 11,79% do prefeito. Dr. Pessoa, com 7,92%; João Vicente Claudino, com 5,19%;, João Henrique (MDB), com 1,85% e Fábio Sérvio (PSL), com 1,23%. Indecisos somaram 13,78% e os votos nulos e brancos 9,67%. 

Wellington aumenta a vantagem para 52,07% das intenções de voto estimuladas na disputa sem Firmino Filho, contra Dr. Pessoa, que obteve 9,56%. João Vicente Claudino, com 6,95%; João Henrique Sousa, com 2,37%; Luciano Nunes, com 2,91% e; Fábio Sérvio, em 0,88%. Os indecisos aumentaram para 14,69% e os que vão votar branco e nulo correspondem a 10,47 

Com Luciano e João Henrique fora da disputa, Wellington manteve a dianteira com 49,69% das intenções. Firmino Filho, com 11,87%; Doutor Pessoa, com 8,09%; João Vicente Claudino, com 6,24%; e Fábio Sérvio, com 1,23% completam o quadro. Indecisos 12,75% e nulos e brancos, 9,85%. 

Sem Firmino e João Henrique, Wellington Dias amplia a vantagem sobre os adversários, obtendo 52,33% das intenções de voto. Dr. Pessoa aparece com 9,76% das intenções; João Vicente, com 8,27% e Luciano Nunes, com 3,25%. Os indecisos somam 13,98% do total e os que disseram que vão votar nulo e branco equivalem a 3,25%. 

Para 62,53% dos entrevistados Wellington Dias merece ser reeleito. Para 26,82% o governador não deve se reeleger. Outros 10,64% não sabem ou não opinaram sobre a reeleição do governador. 

A pesquisa Meio Norte/Amostragem ouviu 1.137 eleitores, com margem de erro de 2,85% [para mais ou para menos], nas microrregiões: Baixo Parnaíba Piauiense (Batalha, Joaquim Pires, Esperantina, Piripiri); Litoral Piauiense (Cajueiro da Praia, Luís Correia, Parnaíba); Teresina (Teresina, Lagoa Alegre, Altos); Campo Maior (São João da Serra, Pedro II, Campo Maior, Capitão de Campos); Médio Parnaíba Piauiense (Angical do Piauí, Regeneração, Amarante); Valença do Piauí (Francinópolis, Elesbão Veloso, Valença do Piauí); Alto Parnaíba Piauiense (Uruçuí); Bertolínia (Landri Sales, Colônia do Gurguéia); Floriano (São Francisco do Piauí, Floriano, Guadalupe); Alto Médio Gurgueia (Bom Jesus, Monte Alegre do Piauí); São Raimundo Nonato (Guaribas, Canto do Buriti, São Raimundo Nonato, Pajeú do Piauí); Chapadas do Extremo Sul Piauiense (Corrente, Parnaguá); Picos (Dom Expedito Lopes, Oeiras, Picos, Geminiano); Pio IX (Alegrete do Piauí, Pio IX); Alto Médio Canindé (Santo Inácio do Piauí, Campinas do Piauí, Simões, Jaicós, São João do Piauí, Paulistana, Paes Landim).  


Fonte: Meio Norte/ Amostragem 

COMENTE!

18 de fevereiro de 2018

Temer anuncia criação do Ministério da Segurança Pública

Responsável pela nova pasta ainda não foi apontado pelo presidente

Temer anuncia criação do Ministério da Segurança Pública 
 Foto: Alan Santos/PR

O presidente Michel Temer anunciou a criação do ministério de Segurança Pública durante uma reunião com autoridades federais e fluminenses, no Palácio da Guanabara, neste sábado (17). O encontro foi realizado para tratar da intervenção federal no estado do Rio de Janeiro.  

Como cita o blog do Camarotti no G1, o peemedebista, no entanto, ainda não anunciou possíveis nomes para assumir a pasta.  


Fonte: Notícias ao Minuto 

COMENTE!

'Fora Temer' abafa Hino Nacional na Sapucaí

Quase todo o setor 1 aderiu ao coro contra o presidente

'Fora Temer' abafa Hino Nacional na Sapucaí 
 Foto: Reuters / Pilar Olivares

Os gritos de "Fora Temer" abafaram a introdução do Hino Nacional na abertura dos desfiles das campeãs do carnaval carioca, na noite deste sábado, 17, na Marquês de Sapucaí.  

Quase todo o setor 1, o mais popular, cujos ingressos são distribuídos gratuitamente pelas escolas de samba, aderiu ao coro contra o presidente Michel Temer (MDB).

O Paraíso do Tuiuti, segunda colocada do carnaval, que se reapresenta na madrugada, criticou o governo abertamente num desfile sobre a escravidão. Debochou da Reforma Trabalhista e dos protestos contra a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e chegou a retratar Temer como um vampiro com a faixa presidencial.

A Beija-flor, campeã, que desfila depois do Tuiuti, falou de corrupção, violência, miséria e Lava Jato em seu enredo sobre as mazelas brasileiras.




Fonte: Com informações do Estadão Conteúdo 

COMENTE!

16 de fevereiro de 2018

Themístocles afirma que pesquisa não vence eleição

Pesquisa não vence eleição. Quem decide eleição é voto, é o eleitor no dia da eleição.

Themístocles Filho com Wellington Dias 
 Foto: João Albert/PK

Pesquisa não vence eleição. Quem decide eleição é voto, é o eleitor no dia da eleição. Essa é a convicção do presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, deputado Themístocles Filho (MDB), discordando de outras lideranças sobre a necessidade de ovir a opinião pública antes da definição dos nomes que irão compor a chapa majoritária governista. 

“Pesquisa importa mais se ganhasse eleição, o Mão Santa teria sido eleito governador e não teria sido eleito prefeito de Parnaíba. Por aí você também pode citar vários exemplos de eleições em estados e do governo federal. Pesquisa é o resultado de um momento”, avalia. 

Themístocles Filho é o nome indicado pelo MDB para compor com o governador Wellington Dias a chapa que disputa o governo em 7 de outubro próximo. “Se pesquisa decidisse eleição, pra quer o povo votar? Pesquisa orienta, é importante, mas a validade de uma pesquisa é no máximo de seis a sete dias”, entende o deputado. 

Themístocles Filho citou o deputado Dr. Pessoa (PSD), que também é pré-candidato, só que a governador. “Se pesquisa fosse o resultado da eleição, o que vai acontecer hoje, o Dr. Pessoa estava eleito senador da República”, afirmou Themístocles Filho, na manhã desta sexta-feira (16), no gabinete dele na Assembleia Legisltiva, ao lado do líder do MDb na Casa, deputado João Mádison. . 


Fonte: Paulo Pincel
PiauiHoje.com 


COMENTE!

Dr. Pessoa retira apoio a Júlio César ao Senado

“Foi dito e foi aceito. Isso é natural", minimizou o presidente do PSD no Piauí

Resultado de imagem para Dr. Pessoa 
 Dr. Pessoa (Foto: Reprodução)

Como prometeu nas entrevistas concedidas na semana passada e ao longo desta semana, o deputado estadual Dr. Pessoa não é mais cabo eleitoral do deputado federal Júlio César Lima. “Foi dito e foi aceito. Isso é natural, pois ele já vinha dizendo e já tinha conversado com a gente. Agora, vamos continuar insistindo em participar da chapa majoritária como candidato a senador. Mas, continuaremos dialogando com ele”, adiantou o presidente do PSD no Piauí. 

Júlio César terá enorme dificuldade de arrumar um substituto à altura para apoiar sua candidatura ao Senado Federal concorrendo pela chapa governista, como pretende o presidente do PSD. 

Pessoa, que tem sobrenome “Leal”, honrou a palavra dada, o “fio do bigode”, até o último momento. “Sou um homem de palavra. Quem me conhece sabe que sempre cumpro com o que digo. Eu venho reclamando da falta de apoio do meu partido desde sempre. Então dei esse prazo para o Júlio César e como não aconteceu nada de novo, tudo segue da mesma forma, eu disse a ele e toda bancada, que a partir de hoje não tenho mais compromisso em apoiá-lo para o Senado e nem com o Governo”. 

Dr. Pessoa adiantou que vai conversar com os partidos com os quais tem mantido contato e analisar toda a conjuntura antes de tomar uma decisão. “As chances de eu seguir no PSD são pequenas, mas não tem nada definido nesse sentido. Tenho mantido conversa com algumas lideranças e no momento oportuno, tomarei uma decisão”. 

Sobre a saída de Dr Pessoa, Júlio César desconversa de que “isso não mudou ainda”. O Pessoa não anunciou que vai sair do partido. Quem sabe, pode acontecer...”  



Fonte: PSD

COMENTE!

15 de fevereiro de 2018

Huck anunciará desistência definitiva de candidatura nesta sexta

Nas últimas semanas, condenação de Lula recolocou o nome do apresentador da Rede Globo no jogo

Huck anunciará desistência definitiva de candidatura nesta sexta 
 Foto: REUTERS/Leonardo Benassatto

O apresentador Luciano Huck manteve sua decisão de não concorrer à Presidência este ano, como já havia dito em artigo publicado na Folha de S.Paulo em novembro.

Ele deve fazer o anúncio formal amanhã. A manutenção da desistência foi adiantada pelo site "O Antagonista" na tarde desta quinta (15) e confirmada por sua assessoria.

Nas últimas semanas, a condenação por corrupção em segunda instância e virtual inelegibilidade de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) recolocou o nome do apresentador da Rede Globo no jogo.

Antes do Carnaval, ele havia feito uma nova rodada de conversas com seus conselheiros, em especial o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que foi duramente criticado em seu partido pelo fato de que uma candidatura Huck iria disputar eleitorado com o nome do presidenciável tucano mais provável, Geraldo Alckmin.

Pressionado pela Rede Globo a se definir, já que a emissora teme a já corrente associação entre uma candidatura do apresentador e seu nome, Huck prometera dar uma resposta depois do feriado.


Fonte: Com informações da Folhapress.


COMENTE!

Themístocles pressiona e partidos indicam os líderes

Líderes que vão definir a composição das comissões técnicas na próxima semana

Resultado de imagem para Themistocles filho 
 Themístocles Filho (Foto: Reprodução)

Atendendo a insistentes pedidos do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (MDB), os partidos e bloco partidários iniciaram, na manhã desta quinta-feira (08), durante a sessão plenária, a indicação do líderes. Caberá a eles, após ouvido os deputados dos partidos, definir a composição das comissões técnicas já na próxima semana. 

Anunciado pelo próprio Themístocles Filho, o deputado Severo Eulálio assumirá a liderança do MDB no lugar do deputado João Madison. 

Já o deputado Júlio Arcoverde anunciou a indicação do deputado B. Sá para o bloco composto pelo Progressista e o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). Compõe o bloco os deputados Júlio Arcoverde, Belê Medeiros e B. Sá pelo Progressistas, e Liziê Coelho (PTB) e José Hamilton pelo PTB. 

O deputado Dr. Pessoa (PSD) continua como líder do Partido Social Democrático. “Quero antecipar que eu devo continuar na liderança do partido”, afirmou Pessoa. 

A partir das composições e indicações dos blocos e líderes partidários, devem iniciar as indicações para a composição das nove Comissões Técnicas da ALEPI. “É importante a formação das Comissões. Hoje recebemos uma mensagem do Governador solicitando autorização para uma viagem internacional. E esse documento precisa do parecer da Comissão para vir a Plenário e ser devidamente votado”, disse Themístocles Filho.  


Fonte: Alepi 

COMENTE!

Barras: Mãe de vereador é morta a facadas

A idosa estava deitada em uma rede na varada de sua casa, quando o menor de idade entrou para assaltar a residência

 Foto: Reprodução

A idosa, identificada como Maria Cavalcante do Nascimento de 65 anos de idade, mãe do vereador de Barras, Zé do Pó, foi morta a facadas na tarde de ontem (14) por um adolescente, na localidade Ingá, zona rural de Barras. A idosa também é irmã do ex-prefeito do município, Elias Cavalcante.

Segundo familiares da vítima, a idosa estava deitada em uma rede na varada de sua casa, quando o menor de idade entrou para assaltar a residência, porém a vítima o teria reconhecido e, por conta disso, o menor a teria apunhalado diversas vezes, especialmente nas costas.

Não foi subtraído nenhum pertence da casa da idosa e o adolescente acabou fungindo para um matagal próximo. A Delegacia de Barras em conjunto com os policiais militares fez buscas nas matas da região, mas ainda não encontrou o adolescente. As diligências continuam para tentar capturá-lo.

Possível vingança

Segundo familiares da vítima, o adolescente já havia tentado roubar R$ 75 da idosa, porém seu esposo acabou agredindo o menor conseguido resgatar o valor,  mas o jovem ameaçou voltar e matar os dois idosos.  


Fonte: Norte do Piauí Notícias 

COMENTE!

Henrique Rebelo, Antonio Félix e Tererê vão para o PTC

Políticos unem a fome com a vontade de comer durante a janela partidária

Deputado estadual Evaldo Gomes 
 Foto: Divulgação

O troca-troca de legendas deve movimentar os bastidores políticos nos dias que antecedem a janela partidária, entre 7 de março e 7 de abril deste ano. Muitos dos atuais detentores de mandato vão unir a fome com a vontade de comer. Traduzindo para o português: a insatisfação de alguns com a cúpula e a busca de muitos pela sobrevivência vão empurrar políticos de siglas como o PT e PSD para partidos considerados pequenos, os chamados “nanicos”. 

O PTC do Piauí, por exemplo, anuncia a filiação do deputado estadual petista Henrique Rebelo, que até hoje não digeriu a sua saída da Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania (Sasc). Antonio Félix, distante do comando de decisão do PSD, também será filiado no mesma data: 15 de março. O ex-deputado pelo PSDB Deusimar Brito, o Tererê, vem de mala e cuia de Parnaíba, da oposição para o governo, também assinando a filiação ao PTC no dia 15 de março. 

O presidente do PTC no Piauí, Evaldo Gomes, adianta que aguarda a definição de outros nomes para fortalecer o partido nas eleições de 7 de outubro, citando o cantor e deputado estadual Francis Lopes (PRP). 

A partir de 7 de março até 7 de abril, deputados federais e estaduais podem mudar de partido para disputar as eleições por outra legenda, sem correr o risco de perder o mandato por infidelidade partidária. Senadores, governadores e prefeitos não estão sujeitos a essa regra.  


Fonte: PTC 

COMENTE!

14 de fevereiro de 2018

Wellington Dias e Robert Rios jantam juntos em resort no carnaval

O Governador e o líder da oposição estavam no mesmo resort durante o feriado

Fotos que estão circulando em grupos do Whatsapp mostram um clima harmonioso - e no mínimo curioso - entre o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), e o líder da oposição ao governo na Assembleia Legislativa do Piauí (ALEPI), deputado estadual Robert Rios (PDT). O encontro aconteceu durante um jantar no resort BobZ, na praia de Barra Grande, litoral do Piauí, onde ambos estavam hospedados durante o feriado de carnaval, além da primeira-dama e secretária estadual de Educação, Rejane Dias (PT).

Robert Rios (PDT) e Wellington Dias (PT)
Fotos circularam em grupos de Whatsapp durante o fim do carnaval.
(Foto: Reprodução/WA).

Segundo testemunhas que presenciaram o encontro, não havia nada agendado entre os dois; no entanto, era impossível que eles não se encontrassem, já que estavam no mesmo resort e na noite de segunda-feira (12) utilizaram o mesmo local para jantar com os filhos e familiares.

As fotos que vazaram mostram um clima bastante harmonioso entre os dois políticos, abraços e sorrisos, o que deixa em dúvida se realmente eles são oposição um ao outro. O jogo político é muito complexo e está constantemente colocando dúvidas na cabeça da população.

De acordo com informações da assessoria do governador, o petista estava hospedado no resort BobZ desde a sexta-feira (9) e passou todos os dias de carnaval por lá. Não há informações de quando o deputado estadual Robert Rios tenha se hospedado, se chegou antes ou após o governador.

Robert Rios (PDT) e Wellington Dias (PT)
O encontro inusitado foi registrado por testemunhas que estavam no local.
(Foto: Reprodução/WA).

Segundo informações da coluna de Alisson Paixão, do portal Oitomeia, Robert disse que achou o governador muito simpático no encontro, não conversaram muito, mas que preferiu se retirar depois para a cidade de Pedro II, onde ficou para o restante do feriado.  


Fonte: Rede Piauí Notícias 

COMENTE!

Denúncia eleitoral contra Cristiane Brasil parou em 2010

Acusações foram recebidas pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ) em 10 de agosto de 2010 e, nove dias depois, enviadas ao Ministério Público Estadual

Denúncia eleitoral contra Cristiane Brasil parou em 2010 
 Foto: ANTONIO AUGUSTO/AG. CÂMARA

As suspeitas de tráfico de drogas e associação ao tráfico durante a campanha eleitoral de 2010 contra a deputada federal e ministra nomeada Cristiane Brasil (PTB-RJ) nunca foram investigadas na esfera eleitoral. A denúncia é de uma suposta coação de eleitores e consta de inquérito criminal da Polícia Civil revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo no dia 3.  

As acusações foram recebidas pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ) em 10 de agosto de 2010 e, nove dias depois, enviadas ao Ministério Público Estadual. O procedimento correto seria a abertura de um procedimento investigatório, o que não ocorreu. Ao jornal, a Procuradoria Regional Eleitoral admitiu não ter registro da denúncia.

Em 19 de agosto de 2010, a denúncia chegou ao 7º Centro de Apoio Operacional do Ministério Público Estadual, segundo registro do Tribunal. E, conforme a movimentação eletrônica, está lá até então.

O MP estadual negou ter conhecimento da denúncia e afirmou, em nota, que as eleições gerais de 2010 eram de responsabilidades da Procuradoria Regional Eleitoral. A Promotoria disse ainda que "não localizou nenhum outro procedimento senã