Feitosa Costa

Temer quebra recorde de rejeição, diz Datafolha

pesquisa foi divulgada ontem

Michel Temer fala em rede nacional 
 Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

A pesquisa Datafolha divulgada na madrugada deste domingo, 10, mostra que o presidente Michel Temer (MDB) quebrou o próprio recorde e foi reprovado por 82% dos entrevistados, que o avaliaram o governo Temer como ruim ou péssimo, 12 pontos a mais que na pesquisa anterior, divulgada em abril. 

O Datafolha ouviu 2.824 pessoas em 174 municípios entre os últimos dias 6 e 7 de junho. Na mesma pesquisa, mostra que, apesar de estar preso há dois meses, Lula continua na liderança dos candidatos ao Palácio do Planalto. 

Lula tem 30% das intenções de voto, seguido por Bolsonaro, com 17%, e Marina (Rede), com 10%. Em seguida vêm Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB), empatados com 6% e o senador Álvaro Dias, com 4%. No cenário sem o nome de Lula e sem outro candidato do PT, 34% dos entrevistados disseram não saber em quem votar. 

Nos cenários em que o nome do petista não é apresentado, 34% disseram não ter candidato. O deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ) é o líder neste caso, com 19%. Marina vem em seguida, com 15% da preferência dos eleitores. 

A liderança passa a Bolsonaro, que vai a 19%. Marina vai a 15% e Ciro Gomes a 11%, empatado tecnicamente com Alckmin, que tem 7%. Os nomes de Fernando Haddad e Jacques Wagner, cotados a “plano B” do PT, também aparecem em cenários sem Lula, mas registraram apenas 1%. Na simulação para o segundo turno, Lula também venceria com folga. Ele teria 49% contra 27% de Geraldo Alckmin; 46% sobre os 31% de Marina, e 49% contra 32% registrados por Bolsonaro. O poder de transferência de voto do ex-presidente também foi testado pelo Datafolha, e 30% dos eleitores entrevistados responderam que com certeza votariam em um candidato indicado por Lula. Outros 17% afirmaram que talvez votassem em um apadrinhado do petista. 



Fonte: Piaui Hoje

COMENTE!