Feitosa Costa

Luciano diz a Firmino que é candidato ao Governo e se encontra com Wilson

Firmino Filho teria incentivado a candidatura do amigo

O deputado estadual Luciano Nunes ( PSDB ) comunicou nas últimas horas ao prefeito Firmino Filho que é candidato ao Governo do Estado e partiu para o trabalho imediatamente: ele tem um encontro marcado no dia de hoje com o ex-governador Wilson Martins, um dos mais importantes líderes da oposição no Estado.

Luciano Nunes, segundo fontes próximas ao prefeito de Teresina, foi estimulado por Firmino Filho a disputar o Governo.As mesmas fontes lembraram que Nunes, com apenas 24 aos de idade na época, entrou para o PSDB a convite de Firmino.Foi  coordenador de campanhas de Firmino, seu secretário e amigo pessoal.

 Wilson Martins e Deputado Luciano Nunes (Foto: Reprodução)
Conversas com colegas

O deputado Luciano Nunes teve uma longa conversa com os colegas e amigos Marden Menneses e Firmino Paulo, este último atual presidente estadual do PSDB e sobrinho de Firmino Filho.

Apoio irrestrito  

Resultado de imagem para Marden menezes  
 Marden Meneses (Foto: Reprodução)

Marden Meneses e Firmino Paulo disseram que apoiam a candidatura de Luciano em qualquer circunstâncias e acreditam que a sua aceitação "será muito grande no Estado".

Maior entusiasta

O mais empolgado com a candidatura de Luciano Luciano é o seu correligionário e amigo Marden Meneses, que tem a lhe oferecer o seu apoio como tambem o de seu pai, Luis, prefeito de Piripiri, um dos maiores colégios eleitorais do Estado.

Irreversível

Politicos ouvidos hoje pela manhã por telefone por este repórter disseram acreditar que "dentro de 20 dias ou um mês" a candidatura do deputado Luciano Nunes "será irreversível".

Duas chapas

Setores da oposição acreditam que o lançamento de duas chapas fortes para disputa do Governo é a estratégia mais correta para derrotar o governador Wellington Dias.

Carne nem peixe

Resultado de imagem para Dr. Pessoa 
 Dr. Pessoa 

Politicos experientes do Estado acreditam que o Dr.Pessoa perderá terreno eleitoral se continuar com o discurso de que "não é carne nem peixe"

COMENTE!